Sua conta
  • 19/10/2018

Quais os tipos de investimento em renda fixa e renda variável?

Início / Investimentos / Quais os tipos de investimento em renda fixa e renda variável?
tipos de investimento

Existem diversos tipos de investimentos disponíveis para aplicação. Estes investimentos são classificados em 2 categorias principais: a renda fixa e a renda variável. Na renda fixa, as regras e o prazo de remuneração são definidos na emissão do título, enquanto na renda variável não existe essa predefinição.

Existem vários investimentos tanto na renda fixa quanto na renda variável. Nesse artigo falaremos dos principais investimentos em cada uma das classes.

Tipos de investimento em renda fixa

Títulos públicos

Os títulos públicos são papéis emitidos pelo Tesouro Nacional, que representam uma forma de financiar a dívida pública e permitem que os investidores “emprestem” dinheiro para o governo, recebendo em troca uma determinada rentabilidade. Existem 3 tipos diferentes de títulos públicos, que diferem principalmente quanto à remuneração e forma de pagamento de juros:

Tesouro Selic – O Tesouro Selic (antiga LFT) é um título público emitido pelo Tesouro Nacional. A sua taxa é pós-fixada e a remuneração do título varia conforme a Selic. Possui risco e volatilidade quase nulos e é ideal para quem busca um título de renda fixa de baixo risco e alta liquidez.

Tesouro Prefixado – O Tesouro Prefixado (antiga LTN e NTN-F) também é emitido pelo Tesouro Nacional, no entanto a sua rentabilidade é prefixada conforme a taxa na data da compra. A taxa do título, no entanto, é garantida somente se o título for mantido até o vencimento. Devido à sua característica, esse título pode sofrer uma variação positiva ou negativa conforme o movimento da taxa de juros.

Tesouro IPCA+ – O Tesouro IPCA+ (antiga NTN-B) é emitido pelo Tesouro Nacional e a sua rentabilidade é dada pela variação do IPCA mais um cupom prefixado na data da compra. Esse título protege o investidor de aumentos repentinos na inflação, no entanto também apresenta volatilidade e pode sofrer variação positiva ou negativa conforme a abertura ou fechamento da taxa de juros.

CDBs

Os Certificados de Depósito Bancário são um tipo de depósito a prazo emitidos e oferecidos por instituições financeiras. Tem a sua rentabilidade geralmente atrelada ao CDI, baixa volatilidade e podem ou não ser resgatados antes do vencimento conforme a sua emissão. Esses títulos são garantidos pelo FGC.

Debêntures

As debêntures são títulos de crédito privado emitidos por empresas não-financeiras. Tem sua rentabilidade geralmente atrelada ao CDI ou a algum índice de inflação. Possuem risco de crédito e rentabilidade mais altos que o CDB e geralmente não podem ser resgatados antes do vencimento, apenas negociados no mercado secundário.

LCIs e LCAs

As Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio são títulos emitidos por instituições financeiras com o intuito de financiar essas atividades específicas. Eles costumam ter a sua rentabilidade atrelada ao CDI ou a algum índice de inflação e são isentos de imposto de renda. Esses títulos são garantidos pelo FGC.

CRIs e CRAs

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários e do Agronegócio emitidos por instituições securitizadoras também com o intuito de financiar essas atividades. Esses títulos possuem lastro em recebíveis e, devido às suas características, tem um risco de crédito e rentabilidade mais elevados do que os títulos emitidos por instituições financeiras. Esses títulos não são garantidos pelo FGC.

Tipos de investimento em renda variável

Ações

Ações são frações do capital social de uma empresa. As ações de empresas de capital aberto são negociadas na bolsa de valores, podendo ser compradas através de uma oferta inicial de ações ou através do mercado secundário. A variação no preço da ação depende do resultado da empresa e das perspectivas do mercado para ela.

Commodities

Commodities como o ouro, café, ferro, petróleo, entre outros, também são negociados em algumas bolsas de valores e são classificados como investimentos em renda variável. O preço de uma determinada commodity varia conforme as expectativas de mercado e conforme a oferta e demanda dela mesma.

Moedas

Moedas também são ativos de renda variável negociáveis em mercados de balcão organizado. A sua variação depende da balança comercial, fluxo de capitais no país emissor da moeda e várias outras especificidades de cada país.

Fundos de Investimento Imobiliários – FIIs

FIIs são fundos cujo principal ativo são imóveis ou títulos atrelados ao setor imobiliário. Eles são negociáveis na bolsa de valores e a sua variação se dá conforme a variação no preço do imóvel, o aluguel que é recebido, sua vacância, entre outras variáveis.

Derivativos

Os derivativos são uma categoria de ativo financeiro cujo valor deriva do comportamento de um outro ativo. Eles também são negociáveis na bolsa de valores e o seu preço vai depender da variação do preço do ativo do qual ele é derivado.

Conclusão

Existem diversos tipos de investimento classificados tanto como renda fixa quanto como renda variável. É possível diversificar o risco específico de cada classe de ativos através da exposição nesses diferentes ativos, seja na renda fixa, renda variável ou em ambos.

Onde você está, aonde quer chegar?
Nossa função é tornar sua jornada mais rápida e mais rentável. Escolhemos com você os investimentos que precisa, alinhados às suas necessidades. Clique aqui.

Resumo
Quais os tipos de investimento em renda fixa e renda variável?
Nome do artigo
Quais os tipos de investimento em renda fixa e renda variável?
Descrição
Tesouro Selic - Tesouro Prefixado - Tesouro IPCA+ - CDB - Debêntures - LCI e LCA – CRI e CRA – Ações – Moedas - Fundos de Investimento Imobiliários – Derivativos. Na renda fixa, as regras e o prazo de remuneração são definidos na emissão do título, enquanto na renda variável não existe essa predefinição.
Autor
Nome do editor
Par Mais

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

×