Atual situação econômica do Brasil – Carta do gestor

  • 05/05/2017

Atual situação econômica do Brasil

Muito agito no mês de abril, mas muito poucas mudanças de fato. Na verdade, o agito é justamente para que não aconteçam as mudanças. Sejam as mudanças na política, motivadas pelas denúncias e delações – sejam as mudanças das reformas, tão necessárias para ajustar as contas do governo e garantir um futuro melhor economicamente para o Brasil.

Tivemos muita coisa ao longo do mês. Indiciamento de 98 políticos, incluindo ministros governadores e boa parte do congresso. Falando em congresso, uma boa parte dos que não foram indiciados ainda tem medo de que venham a ser. E o que pode se esperar de um congresso que está entre a cruz e a espada? Certamente não são eles os mais indicados para tomar as decisões com o grau de importância como as que estão sendo propostas.

E tem outro embate cada vez mais explícito. Se antes havia um forte problema entre o legislativo e o judiciário, agora são as próprias esferas do judiciário que estão divergindo entre si. Um manda e o outro desmanda, muitas vezes trazendo à tona brigas de egos. Era só o que nos faltava num momento tão crítico como esse!

O fato é que, se por um lado continuamos sendo comandados por um legislativo com tantas falhas éticas e morais, e dependemos deles para o nosso futuro próximo, por outro, a economia vem sendo tratada com muita seriedade pelo ministério da fazenda e banco central. E isso ainda nos garante votos de credibilidade e confiança por parte dos investidores.

17/05/2017  – O Brasil é um exemplo de “RISCO DE MERCADO”. Entenda o que é?

risco de mercado

A inflação está de fato controlada e já encostando no centro da meta (acumulado de 12 meses está em 4,57% ao ano) abrindo espaço para a queda consistente dos juros. Com isso as empresas ganham competitividade e fazem a sua parte para a melhora da economia. Só falta nossos ilustres políticos fazerem a deles.

Mas o agito não foi só por aqui. Lá fora voltamos a ver o fantasma das grandes guerras com os EUA colocando suas mangas de fora, começando com numa retaliação à Síria mas ficando sério mesmo quando a Coréia do Norte entrou no páreo.

Na França a preocupação é política. As eleições levaram para o segundo turno dois candidatos com posições antagônicas. A preocupação é com a candidata Marine Le Pen que tem entre seus pilares de campanha a saída da França da Zona do Euro. Entretanto, apesar de terem votações parecidas no primeiro turno, as pesquisas sinalizam a vitória de seu rival Emanuel Macron.

No mês de maio muita coisa está por vir, passando pelo interrogatório de Lula e fechando o mês com mais uma reunião do Copom, onde se espera mais um corte de 1% na SELIC.

Continuamos com muita cautela, mas já pensando nas oportunidades que os momentos agitados trazem aos investimentos!

Alexandre Amorim, CGA, CFP®.


Receba uma atualização mensal da atual situação econômica do Brasil!

Resumo
Atual situação econômica do Brasil - carta do Gestor
Nome do artigo
Atual situação econômica do Brasil - carta do Gestor
Descrição
A atual situação econômica do Brasil deve ser de muita cautela depois de mais um mês agitado, pois o alicerce ainda não é sólido.
Autor
Nome do editor
Par Mais

Deixe um comentário

 
    • Eloi
    • 19/05/2017
    Responder

    Peço encaridamente que deixe o ministro da fazenda administrar esse país pois é de extrema capacidade para administrar a nossa economia.

    • Lucas Monteiro de Castro
    • 09/03/2017
    Responder

    Reforma “precificada” representa, em outras palavras, retirar o que resta de direitos aos trabalhadores que pagam a conta. Além disto, a depressão econômica não cedeu ao controle inflacionário, pois as empresas e unidades familiares continuam endividadas e os gastos públicos não se transformam em infraestrutura. A demanda agregada não reage à queda do nível de preços, provocando ainda mais desemprego. O fator político coadjuvante justifica o golpe, onde com apoio de uma mídia partidária, ladrões julgaram ladrões com respaldo de um judiciário usurpador que condena alguns e blinda outros políticos ladrões.

    • Milton Cruz
    • 25/01/2017
    Responder

    pelo meu ponto de vista , esse país tem muito a piorar
    haverá mudança se houver mudança
    crescimento só vem através de mudanças
    e essa mudança deveria ser drasticamente rigorosa
    mudando se as leis , modo de governar , pode ter certeza , que só desta forma , esse país vai pra frente

    • marciel
    • 20/01/2017
    Responder

    foi um ano atípico,porem muito importante em termo de lavagem de “roupas
    surjas”.

    • Adriana
    • 04/01/2017
    Responder

    Ufffa muita coisa para um ano, mais que tudo isso sirva de exemplos ‘ para que todos mudam suas atitudes e sejam mais honestos.

    • Katherine amorim
    • 27/05/2016
    Responder

    eu acho que para um brasil, melhor precisa de ajuda do povo,por que só unidos conseguimos melhorar o brasil.

    • EDSON GINE
    • 19/05/2016
    Responder

    Concordo plenamente co Sr. Mathieu….sou Brasileiro nao me encaixo no perfil mencionado mas tenho plena convicçao que este País, de pessoas que arregassam as mangas pra luta..e sim pra vadiagem….tantos Politicos e tbm a Justiça nao temos corretamente como deve ser…so corrupçao em tds os setores de um modo geral….sinceramente estou cansado estasiado e triste com o nosso povo …Affff…gente vamos agir com honestidade, chega de enganaçao…!!!!!

    • alana costa
    • 04/04/2016
    Responder

    Gostaria de receber em meu email estas informacoes

      • Par Mais
      • 05/04/2016
      Responder

      Ficamos muito lisonjeados com a sua atenção. Na próxima postagem do artigo da Carta ao gestor lhe informaremos. Veja também, nossas postagens antigas dessa serie de artigos e outros sobre empoderamento financeiro!

    • Elisângela
    • 06/03/2016
    Responder

    A maioria de nós,povo brasileiro,somos um povo batalhador e sofrido,não se deve generalizar dizendo que todos são corruptos e desonestos….infelizmente temos que conviver com uma minoria corrupta em nosso país ,mas que é suficiente para estragar toda uma nação.

    • ailton de oliveira
    • 29/01/2016
    Responder

    Infelizmente, concordo com tudo que o senhor relator.
    gostaria de receber mas criticas, para repassar aos meu amigos e colegas, assim, quem sabe um dia possamos ser uma potência.
    atenciosamente,
    Ailton de Oliveira
    Corretor de imóvel

    • ailton de oliveira
    • 29/01/2016
    Responder

    Infelizmente, concordo com tudo que o senhor relator.
    gostaria de receber mas criticas, para repassar aos meu amigos e colegas, assim, quem sabe um dia possamos ser uma potência.
    atenciosamente,
    Ailton de Oliveira
    Corretor de imóvel

    • Uwe Mathieu
    • 27/01/2016
    Responder

    Eu , Uwe Mathieu , alemao , vivi por mais de 30 anos no Brasil , fui gerente industrial de uma empresa alema e consultor de grandes empresas brasileiras como a arcelormittal brasil , gruppo gerdau , vallourec & mannesmann , cvrd etc.Voltei para alemanha em 2010 e ficou perplexo com a situacao atual do brasil , pais que fui a minha segunda patria durante mais de 30 anos.Eu , particularmente achou que o brasil tem que criar vergonha na cara , arregacar as mangas e trabalhar seriamente e nao atraves do jeitinho.Alemanha perdeu duas guerras e esta ai , forte e firme ate abrigando milhoes de refugiados.O problema do brasil esta na falta de vergonha do povo brasileiro , porque nao e um povo serio.Nao se ganha a vida com falcatrua , corrupcao e falta de honestidade,se ganha a vida trabalhando seriamente , unido e com governantes serios e nao corruptos e pillandras.Caso que querem mais informacoes sobre o meu opinhao favor me contatar.

    sds
    Uwe Manfred Mathieu
    Brückstrasse 24
    58706 Menden (Sauerland)
    e-mail [email protected] Mobil 0049 015253350323