Quem deve declarar imposto de renda?

  • 01/04/2022
Página inicial - Investimentos - Quem deve declarar imposto de renda?

Uma dúvida muito comum entre os investidores é: será que eu preciso declarar imposto de renda? 

Todos os anos surgem novidades no IR e são atualizadas as regras de obrigatoriedade da declaração. 

Por isso, listamos neste artigo as regras válidas para 2022, além das alíquotas de imposto de renda e outras informações importantes. 

Quem é obrigado a declarar o imposto de renda em 2022?

Segundo a Receita Federal, a obrigatoriedade de apresentar a declaração anual referente ao exercício de 2022, ano-calendário 2021, são para aqueles que se encaixam em pelo menos uma das situações abaixo:

  • Rendimentos tributáveis acima de R$28.559,70;
  • Rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$40.000,00.
  • Ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto;
  • Isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguido de aquisição de outro imóvel residencial no prazo de 180 dias;
  • Operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas.
  • Posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, acima de R$300.000,00 (em 31 de dezembro de 2021)
  • Receita bruta na atividade rural acima de tributáveis acima de R$142.798,50;
  • Quer compensar, em 2022 ou anos seguintes, prejuízos da atividade rural de 2021 ou anos anteriores.
  • Passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nesta condição encontrava-se em 31 de dezembro

Importante

No que diz respeito a investimentos, a obrigatoriedade ou não de declaração seguirá as regras listadas acima.

Caso você tenha, por exemplo, um imóvel alugado, cujo rendimento tenha incidência do imposto, você precisará declarar conforme o terceiro ponto das obrigatoriedades.

Caso tenha realizado qualquer operação na bolsa de valores, mercadorias ou futuros, também será obrigado a declarar de acordo com o terceiro item.

No caso de outros investimentos, você só estará isento da declaração se não atender a nenhuma das regras mencionadas.

O ideal é declarar todos os seus investimentos de acordo com o que consta nos informes.

Mesmo que você tenha investimentos isentos, declará-los não alterará o valor a ser pago, já que o sistema do IR já calcula a alíquota zerada para esses investimentos.

Declarando todos você diminui o risco de precisar fazer algum ajuste na declaração e eventualmente precisar pagar uma multa.

Tabela do IR e alíquotas

O imposto de renda é calculado de acordo com uma tabela que indica alíquotas para a cobrança de acordo com a base de cálculo dos rendimentos no ano. Veja abaixo a tabela progressiva para 2020 com as suas respectivas alíquotas e parcelas a deduzir do imposto:

Base de cálculo em R$ Alíquota (%) Parcelas a deduzir do imposto em R$
Até 22.847,76
De 22.847,77 até 33.919,80 7,5 1.713,58
De 33.919,81 até 45.012,60 15 4.257,57
De 45.012,61 até 55.976,16 22,5 7.633,51
Acima de 55.976,16 27,5 10.432,32

Como declarar os seus investimentos

Outra dúvida muito comum entre os investidores é como declarar cada tipo de investimento no IR. 

Para isso, criamos um guia completo, com o passo a passo de como declarar ações, fundos de investimentos, títulos públicos, previdência privada, investimentos isentos, imóveis, criptomoedas e muito mais! Acesse e confira!

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações