Sua conta
simulação da poupança

A caderneta de poupança é um dos principais destinos para as economias dos brasileiros. Nesse artigo vamos mostrar uma simulação da poupança com outros investimentos.

A poupança foi criada, entre outros fatores, com o intuito de promover o sistema financeiro habitacional e também de incentivar o hábito de poupar dos brasileiros. A poupança é isenta da cobrança de imposto de renda, mas mesmo assim, sua rentabilidade ainda é baixa diante das diversas opções existentes no mercado, conforme será discutido.

Como funciona a rentabilidade da poupança?

O rendimento da poupança é igual para todos os bancos. Isso ocorre porque a caderneta de poupança possui previsão legal que define a composição do seu rendimento.

A remuneração da poupança é composta por duas partes. A primeira parte é dada pela Taxa Referencial – TR. A segunda parte é fixa em 0,5% ao mês. Porém, caso a taxa SELIC seja inferior a 8,5% (hoje está em 14,25%), então a parte fixa da remuneração da poupança deixa de ser 0,5% ao mês e passa a ser 70% da meta da taxa SELIC.

Outra característica peculiar da caderneta de poupança é o chamado “aniversário”. Quando um depósito é feito, somente ocorrerá a correção do rendimento 1 mês depois, sendo que a poupança pode ter mais de um aniversário se as aplicações forem feitas em dias diferentes ao longo dos meses.

Segurança e rentabilidade: existem investimentos melhores que a poupança?

Um dos principais argumentos para quem investe na poupança é a segurança oferecida. Porém, a segurança da poupança é a mesma — ou menor — que para outros investimentos mais rentáveis. A caderneta de poupança, bem como outros investimentos — como CDB’s e LCA’s, por exemplo –, possuem a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) para depósitos de até R$ 250 mil por CPF.

LCI e LCA, por exemplo, são isentas de IR, possuem uma rentabilidade bastante superior à da poupança e também são garantidas pelo FGC. Já os títulos públicos do emplo, também possuem rentabilidades elevadas e o menor risco de crédito da economia brasileira.

Simulação da poupança com outros investimentos

Preparamos uma simulação da poupança para que você possa analisar comparativamente os resultados gerados pelo mesmo valor aplicado na poupança com simulações de aplicações em outras opções de investimentos.

Para fins de comparação com a poupança escolhemos ativos de baixo risco (igual ou menor que a poupança): LCI ou LCA a 94% do CDI; título público “Tesouro SELIC” — antiga LFT; e CDB a 105% do CDI. A simulação considera uma aplicação de R$ 100.000,00 por 2 anos nesses investimentos. Vale lembrar que nem todo CDB, LCI ou LCA possui as mesmas taxas, as quais irão variar dependendo do banco que oferece.

CDB’s, LCI’s e LCA’s possuem sua remuneração normalmente atrelada a um percentual do CDI. Grandes bancos costumam ter taxas inferiores às apresentadas nesta simulação. Podem ser encontrados ativos similares aos apresentados na simulação no rol de produtos oferecidos por corretoras.

simulação da poupança

Títulos públicos e CDB’s possuem incidência de Imposto de Renda, mas todos os valores apresentados nessa simulação já foram considerados líquidos de IR. LCA’s, LCI’s e a caderneta de poupança são isentas da cobrança de IR.

Veja a tabela resumo dos dados da simulação da poupança comparada a outros investimentos:

simulação da poupança

simulação da poupança

Um comparativo interessante parar ser feito entre os investimentos analisados é o percentual em que os rendimentos superaram a rentabilidade da poupança. A LCI ou LCA do exemplo apresentou um rendimento 60,7% maior que a poupança. O CDB e a LFT superaram, respectivamente, em 54,6% e 45,7% os rendimentos da poupança.

 

A simulação da poupança desse artigo foi feita somente para 2 anos, mas com o passar dos anos essa discrepância fica cada vez mais expressiva, devido à característica exponencial dos juros compostos.

Conclusão

A poupança é um dos investimentos mais conhecidos dos brasileiros. Esse artigo mostrou que apesar de o hábito de poupar ser excelente, a caderneta de poupança não é uma boa opção de investimento.

Um dos principais argumentos que evita que as pessoas retirem seus recursos da poupança é a segurança e o baixo risco. Porém, é possível investir em ativos financeiros igualmente (ou mais) seguros — como é o caso dos títulos públicos — e com o mesmo nível de risco.

Resumindo, deixar dinheiro investido na poupança é praticamente rasgar dinheiro, pois ultimamente a caderneta de poupança tem gerado rendimentos inferiores à inflação, o que acaba resultando em perda de poder de compra.

Empodere-se financeiramente e procure auxílio dos profissionais da Par Mais para saber onde investir seu dinheiro, leia também:

Poupança não é o melhor investimento

 

Par Mais – 26.04.2016

A Par Mais Empoderamento Financeiro tem um propósito claro: fazer com que as pessoas mudem sua relação com o dinheiro para alcançar a liberdade e serem mais felizes. Os especialistas da Par Mais desenvolveram um método que visa tornar qualquer pessoa capacitada a ter o controle das suas finanças. Conheça os nossos serviços. Clique aqui.

Resumo
Confira nossa simulação da poupança com outros investimentos
Nome do artigo
Confira nossa simulação da poupança com outros investimentos
Descrição
Nossos especialistas realizaram uma simulação da poupança para provar que investir na poupança é perder dinheiro. Empodere-se financeiramente e não erre.
Autor
Nome do editor
Par Mais
×