Índices de mercado: o que são e a importância nos investimentos

  • 27/10/2020
Página inicial - Investimentos - Índices de mercado: o que são e a importância nos investimentos

Em conversas sobre finanças, é bem provável que você já tenha ouvido falar em índices de mercado. Mas você sabe pra que eles servem e como eles influenciam seus investimentos?

Os índices de mercado te ajudam a fazer análises importantes sobre rentabilidade e desempenho das empresas. Neste artigo, vamos falar sobre a importância deles para os investimentos e listar os índices da B3.

O que são índices de mercado?

Os índices de mercado são indicadores utilizados para apontar o comportamento geral do mercado ou de segmentos específicos. Eles representam carteiras teóricas que mostram o desempenho das ações presentes em bolsa para negociação e auxiliam também na hora de escolher os investimentos.

Utilizando os índices de mercado, é possível fazer comparações e avaliar o retorno dos seus investimentos. Ao comparar índices com características semelhantes, é possível ter uma ideia mais clara da real situação de algum setor da economia ou sua tendência de evolução.

Por exemplo, para saber o desempenho médio do setor de utilidade pública – energia elétrica, água, saneamento – é só comparar o desempenho das empresas com o índice UTIL, – Índice de utilidade pública.

Índices de mercado da B3

Os índices de mercado da B3 são divididos em cinco categorias: Amplos, Governança, Segmentos e Setoriais, Sustentabilidade e Índices em parceria S&P DowJones. Neste link do site da B3 é possível ver todos os detalhes dos índices, as metodologias e os produtos relacionados.

Índices Amplos

Índice Bovespa

Criado em 1968, o Ibovespa é o principal e mais antigo índice do mercado brasileiro, sendo referência para investidores ao redor do mundo. Ele é o principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3 e reúne as empresas mais importantes do mercado de capitais brasileiro. Ele é resultado de uma carteira teórica de ativos e corresponde a cerca de 80% do número de negócios e do volume financeiro do nosso mercado de capitais.

Índice Brasil 100 (IBrX 100)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos 100 ativos mais negociados na Bolsa, considerando número de negócios e volume financeiro.

Índice Brasil 50 (IBrX 50)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos 50 ativos de maior negociabilidade e representatividade do mercado de ações brasileiro, considerando liquidez e ponderado pelo valor de mercado de cada um.

Índice Brasil Amplo BM&FBOVESPA (IBrA)

É o indicador do desempenho médio das cotações de todos os ativos negociados no mercado a vista (lote-padrão) da B3 que atendam a critérios mínimos de liquidez e presença em pregão, de forma a oferecer uma visão ampla do mercado acionário.

Índices de Governança

Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada (IGC)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de empresas listadas no Novo Mercado ou nos Níveis 1 ou 2 da B3, que representam bons níveis de governança corporativa

Índice de Governança Corporativa Trade (IGCT)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas integrantes do IGC que atendam a critérios de alta liquidez das suas ações.

Índice de Ações com Tag Along Diferenciado (ITAG)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas que ofereçam melhores condições aos acionistas minoritários, no caso de alienação do controle.

Índice de Governança Corporativa – Novo Mercado (IGC-NM)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de emissão de empresas que apresentem bons níveis de governança corporativa, listadas no Novo Mercado da B3.

Índices de Segmentos e Setoriais

Índice Financeiro (IFNC)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade dos setores de intermediários financeiros, serviços financeiros diversos, previdência e seguros.

Índice de BDRs Não Patrocinados-GLOBAL (BDRX)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos BDRs (empresas estrangeiras) Não Patrocinados, autorizados à negociação na B3.

Índice de Commodities Brasil (ICB)

O objetivo do ICB é servir como referência ou benchmark, para que fundos de investimento, tesourarias, administradores de carteira e outros investidores possam avaliar o desempenho de seus negócios com commodities e compará-los ao desempenho de outros ativos ou aplicações financeiras.

Índice de Consumo (ICON)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade dos setores de consumo cíclico, consumo não cíclico e saúde.

Índice de Energia Elétrica (IEE)

O IEE é o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade do setor de energia elétrica. O índice possibilita fazer um comparativo entre o desempenho das ações desse setor com o próprio índice.

Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos fundos imobiliários negociados nos mercados de bolsa e de balcão organizado da B3.

Índice de Futuro de IBOVESPA

O Índice Futuro de Ibovespa é o indicador de desempenho do futuro de Ibovespa, acompanhando as mudanças no preço de uma carteira teórica composta somente pelo primeiro vencimento com rolagem bimestral.

Índice de Materiais Básicos (IMAT)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade do setor de materiais básicos.

Índice Dividendos (IDIV)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos que se destacaram em termos de remuneração dos investidores, sob a forma de dividendos e juros sobre o capital próprio.

Índice do Setor Industrial (INDX)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade dos setores da atividade industrial compreendidos por materiais básicos, bens industriais, consumo cíclico, consumo não cíclico, tecnologia da informação e saúde.

Índice Geral do Mercado Imobiliário – Comercial (IGMI-C)

O IGMI-C foi desenvolvido em 2011 pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre/FGV) e tem a B3 como um de seus patrocinadores. É o primeiro indicador de rentabilidade do setor imobiliário brasileiro e tem como objetivo tornar-se referência de rentabilidade de imóveis comerciais – escritórios, hotéis, shoppings e outros – contribuindo para que os investidores obtenham mais transparência em relação à formação dos preços de compra, venda e locação.

Índice Imobiliário (IMOB)

É o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade dos setores da atividade imobiliária, compreendidos por exploração de imóveis e construção civil.

Índice MidLarge Cap (MLCX)

O MLCX é o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de uma carteira composta pelas empresas de maior capitalização.

Índice Small Cap (SMLL)

O SMLL é o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de uma carteira composta pelas empresas de menor capitalização, de acordo com a liquidez de cada uma.

Índice Utilidade Pública (UTIL)

O objetivo do UTIL é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos ativos de maior negociabilidade e representatividade do setor de utilidade pública – energia elétrica, água e saneamento e gás.

Índice Valor (IVBX 2)

O IVBX 2 foi desenvolvido em conjunto pela B3 e pelo jornal Valor Econômico para mensurar o retorno de uma carteira hipotética constituída exclusivamente por papéis emitidos por empresas bem conceituadas pelos investidores. Fazem parte do índice as empresas classificadas a partir da 11ª posição, tanto em termos de valor de mercado como de liquidez de suas ações. O indicador utiliza o desempenho médio das cotações dos 50 ativos selecionados em uma relação classificada em ordem decrescente por liquidez, de acordo com seu Índice de Negociabilidade.

Índices de Sustentabilidade

Índice Carbono Eficiente – ICO2 B3

Segundo a B3, a adesão das companhias ao ICO2 demonstra o comprometimento com a transparência de suas emissões e antecipa a visão de como estão se preparando para uma economia de baixo carbono. Este índice de mercado tem como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil.

Saiba mais: Entenda o que é ICO2

Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3)

Tem por objetivo apoiar os investidores na tomada de decisão de investimento e induzir as empresas a adotarem as melhores práticas de sustentabilidade, uma vez que as práticas ESG (Ambiental, Social e de Governança Corporativa, na sigla em inglês) contribuem para a perenidade dos negócios. O índice reflete o retorno da carteira teórica das empresas com reconhecido comprometimento com responsabilidade social e sustentabilidade empresarial.

Índices em parceria S&P DowJones

Além dos índices de mercado citados, a B3 desenvolveu conjuntamente com a S&P DowJones alguns índices para o mercado brasileiro. Esses índices ajudam os investidores a fazer as melhores análises e escolhas do mercado de ações. Entre os índices, estão:

  • Smart Betas
  • Índice Brasil ESG
  • Índice SmallCap Select
  • Índice de Baixa Volatilidade Altos Dividendos
  • Índice de Beta Elevado
  • Índice de Commodities
  • Índice de Empresas Privadas
  • Índice de Futuros
  • Índice de Renda Fixa

Conclusão

Os índices de mercado são responsáveis por mostrar o comportamento do mercado de ações ou de segmentos específicos. Eles ajudam os investidores a fazer as melhores escolhas e boas análises do mercado de ações.

Com a análise de índices de mercado, é possível avaliar o retorno dos seus investimentos, fazer comparações e ter uma ideia clara da real situação de algum setor da economia.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações