BDR: o que é e como investir?

  • 03/11/2020
Página inicial - Investimentos - BDR: o que é e como investir?

Para quem pretende investir no exterior, o BDR é uma maneira simples de ter uma exposição a ações estrangeiras, facilitando o processo e sendo possível investir neste tipo de ativo pela B3. Neste artigo explicaremos o que é BDR, os tipos existentes, suas vantagens e como investir.

O que é BDR?

A sigla BDR significa Brazilian Depositary Receipt (Certificado de Depósito Brasileiro) que é negociado na B3 e replica o comportamento de ações de empresas estrangeiras.

Digamos, por exemplo, que você queira comprar ações da Apple.
Uma maneira de fazer isso seria abrir conta em uma corretora americana, enviar os recursos para o exterior e negociar a ação na NASDAQ.

No entanto, você precisaria ficar atento as determinações da Receita Americana e teria que declarar também os recursos para a receita brasileira, ficando assim sujeito a tributação de ambas.

Além disso, você teria que pagar diversas taxas e impostos para fazer o câmbio (do real para o dólar e vice-versa) e teria também outras despesas relacionadas a corretora e a bolsa americana.

O BDR é uma maneira mais simples do investidor ter uma exposição a ações estrangeiras, facilitando todo esse processo e permitindo que você invista pela B3 neste tipo de ativo.

O que é um BDR?

Tipos de BDR

Os BDRs são classificados em “Não Patrocinados” e “Patrocinados”. Os patrocinados, por sua vez, são classificados em Nível 1, 2 e 3.

BDRs Não Patrocinados

Os BDRs não patrocinados têm por característica o fato que a empresa que está sendo negociada não tem envolvimento na emissão do BDR.

Nesse caso, o BDR é estruturado por uma “Instituição depositária”, que na prática é uma instituição financeira que comprou as ações da empresa em questão e faz a guarda desses ativos no exterior.

De posse desses ativos, essa instituição financeira emite os certificados de depósito na B3, permitindo assim a negociação desses ativos, que têm como lastro as ações da empresa no exterior, na bolsa local.

Por não ter o envolvimento da empresa, essas companhias não têm registro de “companhia aberta” junto à CVM, portanto, esses BDRs são sempre classificados como Nível 1.

Não existe limitação geográfica para a emissão de nenhum tipo de BDR mas, na prática, os BDRs não patrocinados existentes atualmente na B3 são todos de empresas que possuem listagem nos Estados Unidos, ou seja, não exclusivamente empresas americanas, mas são negociadas no EUA.

Os BDRs não patrocinados listados na B3 podem ser verificados neste link.

Veja abaixo os BDRs não patrocinados mais negociados na B3:

BDRs não patrocinados

BDR patrocinados nível 1

Já no caso de um BDR patrocinado, o responsável pela listagem na B3 é a própria companhia.

Um BDR patrocinado nível 1 seria um BDR que foi listado pela empresa na B3 sem que ela buscasse obter um registro de companhia aberta junto à CVM.

BDR patrocinados nível 2

O BDR patrocinado nível 2 é aquele no qual a empresa é a responsável pela listagem na B3 e possui registro de companhia aberta junto à CVM, porém a listagem da companhia não aconteceu simultaneamente no exterior e no Brasil.

BDR patrocinados nível 3

Por fim, os BDRs patrocinados nível 3 são aqueles na qual a empresa foi a responsável por listar junto à B3, tem registro de companhia aberta junto à CVM e teve listagem simultânea no Brasil e no Exterior ou somente no Brasil. Atualmente as principais empresas listadas nesse segmento são:

  • Aura Minerals Inc.
  • Grupo Biotoscana
  • GP Investments
  • PPLA Participations
  • Wilson Sons

Neste link do site da B3 é possível verificar todos os BDRs listados por níveis

Quem pode investir em BDR?

Os BDRs do nível 1 podem ser adquiridos por investidores qualificados. A exceção a essa regra são alguns investidores específicos, como instituições financeiras, fundos de investimento, administradores de carteiras, consultores de valores mobiliários, entidades fechadas de previdência complementar e empregados de empresa do grupo da empresa que patrocina o BDR.

Já os BDRs nível 2 e 3 podem ser negociados sem restrições por qualquer investidor.

Infelizmente, a grande maioria dos BDRs listados na B3 são não patrocinados do nível 1, ficando portanto inacessíveis para investimento direto pela grande maioria dos investidores pessoas físicas.

Uma alternativa viável para quem quer investir nessa classe de ativo é investir em fundos de investimento em BDR, que não possuem essa restrição.

Vantagens e desvantagens dos BDRs

Assim como qualquer ativo financeiro, os BDRs têm as suas vantagens e desvantagens.

A principal vantagem dos BDRs é a chance de investir em empresas e setores da economia mundial que não estão disponíveis para investimento na B3 de outra forma.

Investir em BDRs acaba sendo uma alternativa muito mais simples do que enviar o dinheiro para o exterior e sofrer as regras fiscais de dois países. Esse investimento também permite uma maior diversificação da sua carteira de investimentos.

Apesar disso, a principal desvantagem dos BDRs é a sua barreira de entrada. A oferta de BDRs patrocinados nível 3 é mínima e a exigência de um investimento mínimo de R$1 milhão acaba sendo uma barreira para grande parte dos investidores individuais no Brasil.

Outra desvantagem é o volume negociado no Brasil, que é muito menor que o das empresas brasileiras, impactando assim a liquidez desses ativos.

Como investir em BDRs no Brasil

O investimento em BDRs no Brasil funciona de maneira muito semelhante ao investimento em ações ou FIIs no Brasil. Você precisa ter uma conta em uma corretora habilitada. Tendo isso, você precisa apenas verificar se cumpre o requisito para investir no BDR que você deseja – com base no nível do BDR em questão.

Se a resposta for sim, basta solicitar uma ordem junto a sua corretora. O investimento é feito em reais e possui registro na B3, de forma muito semelhante a uma ação.

Conclusão

BDRs são negociados na B3 e replicam o comportamento de ações de empresas estrangeiras. Investir em BDRs é uma boa opção para quem quer investir no exterior, pois o processo é simplificado.

Os BDRs são classificados em “Não Patrocinados” e “Patrocinados”. Os patrocinados, por sua vez, são classificados em Nível 1, 2 e 3.

A principal vantagem dos BDRs é a chance de investir em empresas e setores da economia mundial que não estão disponíveis para investimento na B3 de outra forma. A principal desvantagem dos BDRs é a sua barreira de entrada.

Para investir em BDRs, é preciso ter conta em uma corretora habilitada e verificar se cumpre os requisitos para investir no BDR que você deseja, de acordo com o nível.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 1

       

Últimas publicações