Clubes de investimento: o que são? como funcionam?

  • 26/10/2018
Página inicial - capital - Clubes de investimento: o que são? como funcionam?

clubes de investimento

Você já ouviu falar dos clubes de investimento? Eles nasceram como uma forma de pequenos e médios investidores obterem uma maior diversificação investindo em conjunto. É um conceito interessante, mas que tem perdido o apelo ultimamente…. Conheça e veja o porquê.

A história dos clubes de investimento

Os primeiros clubes de investimento datam do final do Século 19, no Texas, na época do Velho Oeste. Se hoje existem diversos riscos no que diz respeito a investimentos, imaginem naquela época! Os clubes acabaram tornando-se maneiras de se diversificar o risco em mais do que um negócio diferente.

Outro caso antigo de clube de investimentos se deu na França, criado pelo colecionador André Level, no qual investidores angariavam fundos para a compra de quadros. A coleção do fundo contou com diversos artistas renomados como Picasso, Matisse, Modigliani e outros, ajudando inclusive a torná-los conhecidos.

Os clubes de investimento já foram populares nos Estados Unidos, Inglaterra e em outros países europeus, sempre como um veículo para que pessoas físicas realizassem investimentos com um fim comum e específico.

Características dos clubes de investimento

Os clubes de investimento funcionam de maneira muito semelhante a um fundo de investimento. No Brasil o clube deve ter entre 3 e 50 participantes, sendo que nenhum deles pode ter mais de 40% do clube. Quem decide participar do clube recebe cotas que representam uma fração do patrimônio do clube. Dessa forma, conforme a valorização do seu patrimônio, a cota vai sendo rentabilizada.

O clube de investimento deve sempre ter um administrador, que pode ser uma corretora, distribuidora, banco ou alguma outra instituição financeira habilitada a prestar esse serviço. A tarefa de gerir o fundo fica a cargo dos próprios participantes do clube. Eles podem eleger um ou mais dos seus membros para gerir os recursos, no entanto esse membro só poderá receber remuneração caso seja um gestor cadastrado junto à CVM. É possível ainda contratar um gestor externo específico para o clube, assemelhando ainda mais o clube a um fundo de investimento.

Muitos clubes de investimento têm como objetivo justamente a introdução dos seus membros ao mercado financeiro e de investimentos. Gerindo o patrimônio do clube, os seus participantes podem testar na prática a dinâmica de algumas estratégias de investimento.

Quero ter certeza que a minha atual estratégia é a melhor pra mim

Vantagens dos clubes de investimento

Uma das principais vantagens dos clubes de investimento é a diluição dos custos de transação e a isenção de alguns outros custos. A depender do patrimônio do clube, podem ser negociadas junto ao administrador taxas de administração, corretagem, entre outras, menores do que se cada investidor individual realizasse as suas aplicações. Além disso os clubes de investimento são isentos do pagamento periódico de IR havendo apenas o pagamento de 15% no resgate. Os clubes de investimento possuem ainda isenção de IOF sobre as suas movimentações.

Outro apelo do clube de investimentos está na diversificação mesmo para um pequeno investidor. Ter uma carteira suficientemente diversificada levando em consideração o ticket mínimo de cada ação que se deseja comprar pode exigir um capital bastante elevado para o pequeno investidor. Através de um clube, pequenos investidores podem diversificar suas carteiras com um capital investido menor.

Quais ativos um clube de investimento pode negociar?

No mínimo 67% do patrimônio do clube deve estar investido nos seguintes ativos:

  • Ações
  • Certificados de depósitos de ações
  • Bônus de subscrição
  • Recibos de subscrição
  • Cotas de fundos de índices (ETFs) de ações adquiridos em mercado de balcão organizado
  • Debêntures conversíveis em ações emitidas por companhias de capital aberto

O restante do patrimônio do clube pode investir nos seguintes ativos:

  • Outros valores mobiliários de emissão de companhias abertas
  • Cotas de fundos de investimento das classes “Curto Prazo”, “Referenciado” e “Renda Fixa”
  • Títulos públicos federais
  • Títulos de responsabilidade de instituição financeira
  • Compra de opções

Os clubes de investimento hoje em dia

Em meados dos anos 2000 os clubes de investimento tinham um apelo maior, assim como uma maior quantidade de recursos. Não é à toa que essa época coincide com a alta valorização que aconteceu no mercado acionário brasileiro. Nessa época os clubes podiam ter até 150 participantes, o que permitia estruturas ainda maiores que as dos clubes de investimento atuais.

Em 2011 a regulação mudou, obrigando os clubes a terem no máximo 50 participantes. De lá para cá o desempenho da bolsa brasileira também foi bastante desafiador, diminuindo o apelo do investimento em ativos de renda variável. Com o advento de estruturas maiores e mais baratas de distribuição de fundos de investimento, através das corretoras online, muitos fundos que tinham uma aplicação inicial alta diminuíram a sua barreira de entrada, facilitando a aplicação dos recursos dos pequenos investidores em fundos geridos profissionalmente.

Finalmente, outra razão que não pode ser descartada é justamente o fomento que as próprias corretoras dão à criação desses clubes. Os principais administradores dos clubes de investimento são as corretoras de valores, as mesmas que desenvolveram suas corretoras online. Caso 10 investidores decidissem aplicar em uma mesma ação eles pagariam cada um uma taxa de corretagem, no entanto se um clube decidir comprar a mesma ação ele pagará apenas uma. Diminuindo o número de transações, o clube acaba tendo menor apelo comercial que os produtos da própria corretora.

Conclusão

Os clubes de investimento são alternativas interessantes para a diversificação dos investimentos do pequeno investidor. Apesar disso, com o advento das corretoras online e com o maior número de fundos de investimento com baixa barreira de entrada, essas alternativas diminuem o apelo dos clubes.

Onde você está, aonde quer chegar?
Nossa função é tornar sua jornada mais rápida e mais rentável. Escolhemos com você os investimentos que precisa, alinhados às suas necessidades. Clique aqui.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações