Quanto rende a poupança?

  • 10/05/2016

quanto rende a poupança

A poupança rende 0,5% ao mês mais a taxa referencial (TR) – se a SELIC estiver abaixo de 8,5%, então a parte fixa da remuneração da poupança deixa de ser 0,5% ao mês e passa a ser 70% da meta da taxa SELIC.

Muitos brasileiros pensam na poupança quando falamos em guardar dinheiro. Mas quando se fala em utilizar a poupança como investimento é outra coisa. Por muito tempo, em cenários de alta inflação, a poupança ajudava a manter o poder de compra do dinheiro, dando uma falsa impressão de ser um investimento rentável.

Ela também já foi alvo de um confisco, que deixou traumas em quem perdeu dinheiro durante o governo Collor. Na verdade, o dinheiro foi devolvido 18 meses depois, mas não foi atualizado pela inflação, fazendo com que pessoas perdessem poder de compra do valor depositado na poupança.

Na década de 1990 o Brasil viveu um período de “inflação inercial”: em 1990 a inflação oficial fechou em 1.699,87%; em 1991 o índice foi de 458,38%. Hoje não vivemos mais esse período, porém, uma vez que a poupança não dá garantia de manter o poder de compra, em tempos de alta inflação podemos avaliar o quanto ela é prejudicial para quem deixa dinheiro depositado nela.

Quanto rende a poupança X inflação

Hoje, o cenário é diferente, a inflação não é tão elevada quanto na década de 80 e início dos anos 90, mas continua limitando os ganhos de quem deixa o dinheiro na poupança.

A seguir estão os dados de inflação, poupança e CDI dos últimos 15 anos.

quanto-rende-a-poupança-1-1


Como podemos ver, a inflação acumulada nos últimos 15 anos foi de 166,9%, enquanto que a poupança rendeu 212,7% e o CDI 580,2%
.

Hoje, você precisa de R$ 2.669 para comprar as mesmas coisas que você comprava com R$ 1.000 em 2001. Se você tivesse deixado R$ 1.000 na poupança, você teria R$ 3.127. Ou seja, você ganhou apenas R$ 458 em 15 anos! O restante foi inflação.

Você tem a impressão que ganhou mais, certo? Afinal, você deixou R$ 1.000 na poupança e hoje tem R$ 3.127, um ganho de R$ 2.127! Uau! Mas, R$ 1.669 são referentes a inflação e apenas R$ 458 ao ganho real, ou R$ 30,53 por ano!

Quanto rende a poupança em tempos de crise?

Se pegarmos dois anos de crise econômica: 2002 e 2015, a inflação foi superior a rentabilidade da poupança nos dois anos!

Exemplo: imagine que tanto em 2002 quanto em 2015 você tivesse a possibilidade de comprar uma televisão por R$ 1.000,00 no mês de janeiro ou aplicar esse valor na poupança o ano todo e comprar a televisão apenas no mês de dezembro. Será que o rendimento da poupança acompanharia o aumento do preço da televisão? Veja no gráfico a seguir em que utilizamos a inflação, medida pelo IPCA, como fator para reajustar o preço da televisão.

quanto rende a poupança
quanto rende a poupança

 

O gráfico mostra que dos dois anos de crise (2002 e 2015) os rendimentos da poupança não superaram a inflação!

Em tempos de crise econômica é comum a inflação corroer grande parte, ou quase todo, o rendimento da poupança.

Por não ter rentabilidade composta por um índice de inflação, como o IPCA, a rentabilidade da poupança fica comprometida. Caso você busque por algum investimento que te proteja da inflação, você deve procurar bons produtos referenciados no CDI. Para facilitar, o CDI é uma taxa balizada e muito próxima a taxa SELIC.

Se, em 01/01/2001, você tivesse investido R$ 1.000 em algum produto que rendesse 100% do CDI, você teria R$ 6.802 em 31/12/2015. Seu dinheiro teria rendido R$ 5.802, contra R$ 1.669 da inflação, resultando em um ganho bruto de R$ 4.133! Lembra quanto a poupança rendeu? R$ 458! Aplicando em um produto com rendimento bruto de 100% do CDI você teria um retorno real (acima da inflação) quase 10 vezes maior!

Em momento de alta inflação você deve ter duas preocupações: A primeira é de preservar o valor do seu dinheiro, buscando adequar o seu orçamento para não comprometer seu salário. O segundo é, sobrando algum dinheiro, fazer investimentos mais rentáveis, pois não adianta você se esforçar para poupar e, por uma decisão errada de investimento, perder poder de compra do valor investido.

quanto rende a poupança

Confira nosso guia completo e veja como declarar seus investimentos no imposto de renda!

Confira os outros artigos sobre poupança:

Caderneta de poupança: é um bom investimento para o meu filho?

Confira nossa simulação da poupança com outros investimentos.

 

Par Mais – 10.05.2016

A Par Mais Empoderamento Financeiro tem um propósito claro: fazer com que as pessoas mudem sua relação com o dinheiro para alcançar a liberdade e serem mais felizes. Os especialistas da Par Mais desenvolveram um método que visa tornar qualquer pessoa capacitada a ter o controle das suas finanças. Conheça os nossos serviços. Clique aqui.

Deixe um comentário

    • Rene
    • 25/09/2016
    Responder

    – A inflação mencionada em sua análise é por que índice?
    – Do CDI, também acumulado em sua tabela, já esta descontado o IR?

      • Bruna
      • 27/09/2016
      Responder

      A inflação mencionada utiliza o IPCA, índice oficial de inflação do Brasil, calculado pelo IBGE.

      Sobre a outra pergunta, o texto não menciona o CDI. Mas se está se referindo à rentabilidade apresentada na primeira tabela do artigo, ela é bruta, ou seja, não está com IR descontado. Isso na verdade é mais um detalhe que muitas vezes passa pela simulação e não é mencionado, podendo trazer desagradáveis surpresas ao investidor no momento do resgate, especialmente se o produto de previdência for um PGBL, em que a tributação de IR ocorre sobre todo o valor aplicado, e não só sobre o rendimento.