Investir em fundos, no Tesouro SELIC ou poupança? O que é melhor pra você?

  • 22/06/2017

Investir no tesouro selic

O investimento mais conhecido dos brasileiros é a caderneta de poupança, mas na prática, existem opções que remuneram muito mais. Diante do cenário de alta na taxa SELIC nos últimos anos, desde 2015 até meados de 2016, muitos investidores acabaram por migrar da poupança para o título público Tesouro SELIC. Em 2017, porém, o cenário se inverteu, a taxa SELIC voltou a cair e uma dúvida que fica para o investidor é: quando vale a pena investir no Tesouro SELIC ou poupança? Além disso, faremos algumas comparações também com fundos DI.

Como a taxa SELIC interfere na hora de investir no Tesouro SELIC ou poupança?

A SELIC é a taxa básica da economia brasileira, com influência direta ou indireta na maioria dos investimentos financeiros do mercado.

O Brasil é conhecido historicamente por ser um dos países com maior taxa básica de juros. Isso torna os nossos investimentos de renda fixa atraentes ao investidor. Por outro lado, as altas taxas podem frear a economia. Esse trade-off é um dos motivos que leva o Comitê de Política Monetária do BACEN, o COPOM, a reduzir a taxa SELIC sempre que possível.

A rentabilidade do Tesouro SELIC, antiga LFT, é pós-fixada na SELIC. Isso significa que sua rentabilidade sempre seguirá a taxa básica de juros da economia brasileira. Vale lembrar que existe tributação, conforme tabela regressiva de IR, para investir no Tesouro SELIC. A alíquota começa em 22,5% e cai até 15% depois de 2 anos com a aplicação em carteira.

Já a rentabilidade da poupança só terá vínculo com a taxa SELIC em determinadas situações. A poupança rende 0,5% ao mês mais a taxa referencial (TR) – se a SELIC estiver abaixo de 8,5%, então a parte fixa da remuneração da poupança deixa de ser 0,5% ao mês e passa a ser 70% da meta da taxa SELIC.

Sendo assim, é possível perceber que em certos momentos da economia pode ser mais vantajoso investir no Tesouro SELIC ou poupança.

Simulações de investimentos conforme variações na taxa SELIC

A seguir foram feitas algumas simulações de investimentos no Tesouro SELIC, caderneta de poupança e também em fundos DI. Para fins de comparação foi utilizada uma remuneração da poupança de 0,5% ao mês mais TR de 1% ao ano, o que implica em 7,17% de rentabilidade anual. Para fins de tributação de IR foi utilizada uma alíquota de 22,5%.

Em quais situações é melhor investir no Tesouro SELIC ou poupança?

Para conseguir comprar títulos públicos pelo Tesouro Direto o investidor precisa ter conta em uma corretora de valores. Os custos que o investidor terá são descritos em detalhes neste artigo. Porém, resumidamente, os custos são: taxa de custódia cobrada pela Bolsa, a B3, que é fixa em 0,3%; taxa de administração cobrada pela corretora; e o imposto de renda com alíquota regressiva.

No site do Tesouro Direto é possível ver a lista das instituições financeiras habilitadas e o quanto cada uma cobra de taxa de administração.

Apesar da regra da rentabilidade da poupança incluir a TR, historicamente quando a SELIC esteve menor ou igual a 8,5% a TR foi igual à zero na maioria dos meses. Isso ocorreu em meados de 2012 e 2013. O impacto disso é que quando a TR for igual a zero e a SELIC for menor ou igual à 8,5% sempre será mais vantajoso investir em Tesouro SELIC do que na poupança, levando em conta taxa zero de administração para a compra de títulos públicos.

Por outro lado, supondo a TR em 1%,  e taxa zero de administração nos títulos públicos, então o Tesouro SELIC passa a render um pouco menos que a poupança com a SELIC igual ou menor que 9,5%.

A tabela a seguir mostra a rentabilidade líquida que um investidor terá comprando títulos do tipo Tesouro SELIC, de acordo com diversos cenários para a taxa básica de juros.

SELIC Rentabilidade líquida
11,25% 8,49%
10,25% 7,71%
9,75% 7,32%
9,5% 7,13%

Em quais situações é melhor investir em fundos DI ou poupança?

Além do título Tesouro SELIC e da poupança, outra alternativa comum são os fundos DI. Estes fundos investem basicamente em títulos públicos e privados pós-fixados na SELIC e no CDI. São fundos que cobram taxa de administração e também são tributados pela tabela regressiva de IR.

Como os fundos DI basicamente não possuem diferenças de rentabilidade entre si, pois buscam acompanhar o CDI, a principal diferença fica por conta da taxa de administração cobrada.

Considerando a SELIC em 10,25%, o investidor precisar buscar uma taxa de administração de 1% ou menos para que a aplicação em um fundo DI remunere mais que a poupança.  Com a SELIC em 11,25%, por exemplo, até mesmo com uma taxa de administração de 2% já seria mais interessante a aplicação no fundo DI, conforme mostrado na tabela a seguir. A tabela também mostra que Fundos DI não são mais interessantes com a SELIC abaixo de 9,25%, para qualquer taxa de administração.

SELIC Taxa de administração
11,25% 2%
10,25% 1%
9,25% 0%

Nos grandes bancos é comum encontrar fundos de investimento com altas taxas de administração. Porém, é possível encontrar opções muito mais baratas para o investidor buscando gestores independentes, principalmente quando se trata de fundos referenciados no CDI.

Conclusão: investir no Tesouro SELIC ou poupança?

O investidor brasileiro tem o hábito de investir na caderneta de poupança. Nos últimos anos, com a elevada taxa de juros que tínhamos no país – a SELIC chegou a 14,25% – investir na poupança era uma péssima opção. Em 2015, por exemplo, a poupança apresentou até mesmo ganho real negativo, ou seja, sua rentabilidade foi inferior à inflação.

Porém, devido ao contexto atual de queda na taxa de juros, alguns investidores voltaram a se questionar sobre aplicar na caderneta de poupança. Neste contexto, este artigo comparou o investimento em poupança com título público do tipo Tesouro SELIC e também com fundos DI.

A conclusão é que, em termos práticos, investir no Tesouro SELIC apresenta uma melhor rentabilidade ao investidor do que na poupança na maior parte do tempo, independente de como está a taxa SELIC. Os fundos DI, por sua vez, por cobrarem taxas de administração mais elevadas que nos investimentos em títulos públicos, são menos atraentes que o Tesouro SELIC, de forma geral. Porém, o investidor pode encontrar boas opções de fundos em gestoras independentes.

Resumo
Investir em fundos, no Tesouro SELIC ou poupança? O que é melhor pra você?
Nome do artigo
Investir em fundos, no Tesouro SELIC ou poupança? O que é melhor pra você?
Descrição
Investir em fundos, Investir no tesouro selic ou poupança? O que é melhor pra você? Confira neste artigo entre cada investimento.
Autor
Nome do editor
Par Mais

Deixe um comentário