• 13/07/2018

Fundos Multimercado: conheça mais essa modalidade de investimentos

fundos multimercado

Fundos multimercado, como o próprio nome diz atuam em diversos mercados, ou seja, não têm uma regra definida, visto que o gestor tem a liberdade para investir em ativos de diversas classes, como por exemplo: renda fixa (CDB, Títulos Públicos e Privados), câmbio, ações, derivativos,  podendo inclusive investir no exterior, ou seja, são indicados para os investidores que buscam diversificar os investimentos, e buscam melhores retornos e tem um horizonte de investimentos de médio a longo prazo.

A Instrução CVM nº555, que regula os fundos de investimentos, define essa classe de fundos da seguinte forma:

“Art. 117. Os fundos classificados como “Multimercado” devem possuir políticas de investimento que envolvam vários fatores de risco, sem o compromisso de concentração em nenhum fator em especial ou em fatores diferentes das demais classes previstas no art. 108.”

Fundos dessa classe podem possuir um nível de risco de conservador até agressivo, dependendo do objetivo do fundo e da mentalidade do gestor.

Gestão feita por um Time de especialistas

Por esses fundos serem bastante flexíveis no que tange a estratégia, permitem que em cada classe de ativo seja gerida por um especialista, ou seja, a gestão é baseada no conceito de multi-gestor (Um gestor para cada tipo de estratégia). Isso permite que o fundo ajuste suas estratégias rapidamente, de acordo com as mudanças de cenário. São sempre fundos ativos, portanto a supervisão de profissionais com expertise em diversos mercados garante maior tranquilidade ao investidor e maior chance de retorno.

Alavancagem

Fundos Multimercados permitem alavancagem (operação com recursos superiores ao valor do capital aplicado); geralmente são usados derivativos, com o objetivo de aumentar o potencial de ganho da carteira do fundo ou proteger a carteira devido a alguma mudança repentina na estratégia estabelecida pelo gestor.

Volatilidade

Volatilidade é uma medida estatística que aponta a frequência e a intensidade das oscilações no preço de um ativo, em um período determinado de tempo. Quanto mais volátil for um ativo, mais significativa é a sua variação em relação às flutuações de mercado. Portanto a volatilidade é expressa em um percentual, e diz o quanto o retorno de um fundo pode desviar, para cima ou para baixo, da média de rentabilidade. Procure sempre um especialista para entender se um fundo é adequado ao seu perfil de risco.

Liquidez

A liquidez de um fundo é o prazo que ele demora para devolver seu dinheiro. Esse tempo é expresso em D+X, sendo X o número de dias úteis ou corridos. Portanto, sempre avalie este fator na hora de investir para não ser surpreendido na hora do resgate. Leia sempre o regulamento do fundo e fale com seu consultor de investimentos.

Riscos Envolvidos na operação

Segundo a teoria da carteira de Markowitz, “o risco de uma carteira não é dado simplesmente pela média do risco dos ativos individuais, pois é preciso considerar a correlação entre os ativos”, ou seja, à medida que diversificamos os ativos também mitigamos o risco. Em resumo Markowitz quer dizer que o potencial da relação risco x retorno de um investimento diversificado lhe garante um retorno maior ao longo do tempo e com menor risco. Portanto, os Fundos Multimercado são uma excelente opção de investimento, devido ao amplo universo de investimento, sendo menos arriscado que aplicações em um único ativo.

Essa classe de fundos envolve diversos fatores de risco, portanto antes de aplicar leia o regulamento e o prospecto e busque orientações de especialistas para lhe orientarem na busca dos melhores fundos com uma boa relação risco x retorno. Lembrando que performance passada não é garantia de bons rendimentos no futuro.

Taxas de Administração e Performance

A taxa de administração é a forma de remuneração dos serviços de gestão e administração dos fundos. Assim como acontece em qualquer fundo de investimento, as taxas cobradas têm um impacto considerável sobre a rentabilidade. Lembrando que os resultados divulgados já são líquidos dessas despesas, portanto o fundo entregando bons resultados essa não deve ser a maior das preocupações. A taxa de administração é expressa na forma de um percentual anual e provisionada diariamente na carteira do fundo. Geralmente em fundos multimercados essa taxa varia entre 1 a 2% ao ano. Valores muito superiores só se justificam se o gestor se utilizar de estratégias elaboradas entregando resultados consistentes. Também pode haver a cobrança de taxa de performance para esses fundos, que nada mais é que um incentivo aos gestores para conseguirem manter um bom desempenho, ou seja a taxa performance é cobrada se o fundo ultrapassar uma rentabilidade acima de x% do seu índice de referência, sendo que o gestor geralmente fica com 20% desse valor. Para tanto sempre consulte o regulamento do fundo e tire suas dúvidas com seu consultor de investimentos.

Tributação

A tributação em fundos multimercado variam de acordo com a classificação do fundo, podendo ele ser de longo ou curto prazo e ainda ter a classificação tributária como ações.

Fundos classificados como longo prazo deverão incluir obrigatoriamente a expressão “longo prazo” no nome do fundo e atender as condições previstas na regulamentação (vide Instrução CVM nº555).

Os fundos de longo prazo possuem uma carteira com o prazo médio dos títulos acima de 365 dias e a tributação desses fundos é equivalente a tributação de fundos de renda fixa, porém em fundos multimercados há a incidência de come cotas a uma alíquota de 15%, cobrados a cada 6 meses (maio e novembro). Vale lembrar que essa tributação incide sobre os rendimentos.

A seguir a tributação para fundos multimercado classificados como longo prazo:

Aplicações de até 180 dias: 22,5%

Aplicações de 181 a 360 dias: 20%

Aplicações de 361 a 720 dias: 17,5%

Aplicações acima de 720 dias: 15%

Sendo assim os fundos multimercado classificados como “curto prazo”, que possuem essa indicação no nome, são aqueles que possuem uma carteira com o prazo médio dos títulos igual ou inferior a 365 dias. Nessa classe há também a incidência de come cotas, porém a uma alíquota de 20%. Neste caso, o imposto será cobrado da seguinte maneira sobre os rendimentos:

Aplicações de até 180 dias: 22,5%

Aplicações de 181 a 360 dias: 20%

E por último, fundos multimercado que tiverem na política de investimentos a aplicação de no mínimo 67% em ações, serão tributados como fundos de ações, isto é, tributados a uma alíquota de 15% independentemente do prazo de aplicação, e sem a incidência de come-cotas.

Tipos de Fundos Multimercados

A ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), com a sofisticação da indústria de fundos de investimentos e criação de novos produtos nos últimos anos, criou uma nova classificação de fundos de investimentos que busca agregar as diversas opções de carteira oferecidas pelos fundos de investimentos, de acordo com a característica do portfólio.  Para maiores detalhes de cada nível entre no link da Anbima.

categorias fundos multimercado

CATEGORIAS BLOG

CATEGORIAS BLOG

Deixe seu comentário