Educação financeira: o que é e qual a sua importância?

  • 15/10/2021
Página inicial - Vida financeira - Educação financeira: o que é e qual a sua importância?

A educação financeira consiste na administração dos recursos, nas escolhas para economizar e investir e no consumo consciente. A partir do momento em que as pessoas começam a entender o valor do dinheiro, elas passam a agir com mais racionalidade e ter melhor domínio dos seus ganhos e despesas.

Neste artigo, vamos explicar o que é educação financeira e as mudanças que ela pode proporcionar na vida das pessoas.

O que é educação financeira?

O propósito da educação financeira é fazer com que as pessoas consigam lidar melhor com o dinheiro. Dessa forma, elas se tornam capazes de gerenciar as próprias contas, conseguem identificar e evitar as armadilhas de consumo e se tornam mais seguras em momentos de incertezas.

É comum as pessoas não saberem lidar com os recursos financeiros. Isso acontece porque, desde cedo, elas não têm contato com a educação financeira.

A importância da educação financeira

Desde pequenos, aprendemos que o ciclo natural das pessoas é ir para a escola, aprender todas as matérias da grade, entrar em uma faculdade, conseguir um bom emprego e se manter com o dinheiro deste trabalho.

Porém, não aprendemos como lidar com esse dinheiro. Por isso, é comum observarmos pessoas extremamente bem sucedidas, inteligentes e com excelente formação, mas passando dificuldade para controlar as finanças.

É aqui que entra a importância da educação financeira. É por meio dela que as pessoas aprendem a se organizar financeiramente, passam a tomar decisões racionais ao usar o dinheiro, não se deixam levar pela emoção na hora das compras e começam a consumir de forma consciente.

Na Edição #1 da newsletter Papel e Caneta, nosso sócio Jailon Giacomelli CFP® fala do conceito que a sociedade criou sobre consumo, ou seja, o que a sociedade espera que você compre/consuma.

Para acompanhar as novas edições da Papel e Caneta, inscreva-se aqui.

Mudança de comportamento

O caminho para se organizar financeiramente não é fácil e exige muita vontade para mudar de comportamento. Veja algumas dicas para você se tornar um consumidor consciente e financeiramente organizado:

Pague à vista

Dê preferência para pagar à vista todas as suas contas. Assim você evita não só os parcelamentos, às vezes com juros altíssimos, mas também dribla as chances de endividamento por não ter como quitar todas as despesas. Além disso, o pagamento à vista pode garantir descontos, então, é mais uma forma de economizar sem ter a obrigação com uma conta extra nos meses seguintes.

Evite desperdícios

Economizar não se refere apenas ao controle do dinheiro na carteira. Na vida cotidiana é possível economizar com serviços de água, luz e telefone. Procure se atentar aos desperdícios no uso deles e aos preços das tarifas cobradas. O mesmo vale para assinaturas de TV a cabo e streaming: será que você realmente assiste a todos os canais, filmes e séries que são oferecidos? Avalie as suas assinaturas e negocie com as operadoras, contratando planos com conteúdos que você realmente usa. Assim, você vai conseguir poupar dinheiro, podendo usá-lo em outras situações.

Cartões de crédito

O cartão de crédito pode ser um grande aliado no planejamento financeiro, porém, se usado de forma incorreta e inconsciente, pode se transformar em um grande vilão e você pode acabar endividado.

Antes de adquirir um, conheça as condições de uso, o valor da anuidade, o limite de valor de compra e a data de vencimento da fatura. Com o cartão de crédito em mãos, não saia passando ele por impulso. Não saber controlar as contas com pagamento usando cartão de crédito pode ser extremamente nocivo para o seu bolso.

Se tiver vários cartões de crédito, a dica é reduzir para apenas um deles. Se puder, cancele os demais.

Assim, você evita acumular contas de vários lados, não fica sujeito a condições abusivas dos fornecedores e diminui as chances de se endividar por não conseguir pagar todas as faturas. Falando nelas, nunca pague o valor mínimo de uma fatura. Se esforce para pagar o valor total para não se enrolar com juros.

Como aprender sobre educação financeira?

Atualmente, existem diversos materiais disponíveis na internet sobre educação financeira que podem ajudar a organizar as suas finanças.

Aqui na ParMais, além dos artigos no blog, temos diversas ferramentas, guias e planilhas para auxiliar nessa fase de aprendizagem sobre organização das finanças. Além disso, disponibilizamos cursos gratuitos com certificação que vão clarear as suas ideias e fazer entender melhor a importância da educação financeira.

Educação financeira infantil

Importante ressaltar que a educação financeira deve começar cedo, para que a criança aprenda desde pequena a desenvolver hábitos saudáveis de se relacionar com o dinheiro.

Neste aspecto, os pais devem conversar com os filhos sobre a importância do dinheiro, ajudando-o a lidar com os recursos e estimulando a guardar uma quantia do que recebe de mesada para conquistar um objetivo maior.

Além disso, faz parte da educação financeira para crianças explicar a importância do trabalho para conquistar o dinheiro e estabelecer limites.

Conclusão

A educação financeira é o melhor caminho para formar pessoas capazes de lidar com o dinheiro. É por meio dela que elas passam a se tornar confiantes e a agir de forma mais racional com suas finanças, fugindo das armadilhas do consumo impulsivo e evitando sofrer por causa do mau gerenciamento do dinheiro.

Mais importante do que conhecer as situações é começar a colocá-las em prática para criar hábitos saudáveis na vida financeira. O caminho não é fácil, mas com dedicação e disciplina é possível ter uma vida financeira organizada.

Gostou do conteúdo? Você pode gostar desses também:

Deixe seu comentário

Comentário(s): 5

       
    1. Nathália, bom dia!
      Ficamos felizes por nosso artigo ser útil e agradecemos por ser nossa leitora.
      Nossos artigos são realizados por nosso Time de especialistas, basta citar “Time de Especialistas ParMais”.
      Sucesso no seu trabalho!

Últimas publicações