Como usar o cartão de crédito de maneira inteligente?

  • 11/02/2020
Página inicial - uso consciente - Como usar o cartão de crédito de maneira inteligente?
Uso inteligente do cartão de crédito

O cartão de crédito pode ser um grande aliado no planejamento financeiro, porém, se usado de forma incorreta e inconsciente, pode se transformar em um grande vilão e você pode acabar endividado.

Geralmente, os cartões são práticos e seguros, pois tendo um cartão, não precisamos circular com grandes quantias em dinheiro. Além disso, o cartão de crédito oferece opção para parcelar as compras, o que pode ser muito útil se usado de maneira responsável e consciente.

Saiba como usar o cartão de crédito com inteligência e a seu favor:

Pague o valor total da fatura

Para não prejudicar a sua saúde financeira e acabar com o seu orçamento, nunca pague somente o mínimo da fatura. Ao pagar apenas uma parte, estamos pegando “emprestado” o restante do valor. Além disso, a próxima fatura será composta pelo consumo e pelas parcelas daquele mês, somados com a diferença da fatura passada acrescida de juros, o que torna o pagamento total cada vez mais difícil.

Saiba mais: Reserva de emergência: o que é e como montar a sua?

Não atrase o pagamento da fatura

Muito cuidado com a data de vencimento de fatura do seu cartão de crédito. Coloque a data de vencimento para quando você estiver com dinheiro na mão, ou seja, próximo do dia que recebe o salário. Ao atrasar o pagamento da fatura, você pagará multa por atraso e também juros, que são os mais altos do Brasil. Além, disso, pode haver outras penalidades previstas em contrato, como o bloqueio do cartão, por exemplo.

Acompanhe e controle seus gastos

Hoje em dia é muito fácil acompanhar os gastos durante o mês, pois normalmente as faturas ficam disponíveis na internet e informam o que já foi gasto e quanto ainda há disponível para utilizar. Esse controle ajuda bastante no orçamento, pois todos os gastos estão relacionados e “caem” no mesmo dia.

Estabeleça limites

Não podemos esquecer que o cartão de crédito é apenas um meio de pagamento, e não um complemento de renda. Por isso, é importante definir um limite pessoal do valor da fatura. O foco deve ser o seu orçamento e sua capacidade de pagamento, e não o limite liberado no cartão. Evite as ofertas de aumento de limite e não conte com o limite do cartão como renda extra.

Saiba mais: Imóvel: comprar ou alugar? Vender para investir?

Cuidado com compras desnecessárias e por impulso

Sabemos que é muito difícil controlar as emoções ao entrar em uma loja e se fascinar por várias coisas para comprar, principalmente quando vemos a palavra “promoção”. Por isso, antes de sair comprando tudo o que vê pela frente, reflita se você realmente precisa daquilo. Se estiver em uma loja, antes de finalizar a compra, peça para o vendedor guardar os itens que escolheu e saia para dar uma voltinha. Essa volta vai ser importante para não permitir que o seu lado emocional fale mais alto. Saindo da loja você conseguirá racionalizar, fazer as contas e avaliar se é necessário realizar aquela compra ou não.

Se a compra for online, utilize o mesmo método e antes de finalizar a compra, saia da frente do computador ou deixe o smartphone de lado por um tempo. Racionalizar é a melhor estratégia para controlar os impulsos.

Cuidado com parcelamentos

Sempre que possível, realize as compras à vista. Geralmente, quando há a possibilidade de parcelamento, acabamos sendo envolvidos por essa opção e sem perceber, estamos comprometendo não só a renda do próximo mês, mas sim o total de meses em que foi feito o parcelamento.

E isso pode ser um problema, pois as parcelas podem acumular com outras despesas e pagar todas as contas pode se tornar inviável. É por causa dessa desatenção que as dívidas se transformam na famosa “bola de neve”, que é gerada pelo acúmulo de parcelas e eleva o grau de endividamento das famílias.

Faça um planejamento financeiro

É muito importante ter um planejamento financeiro e respeitá-lo. Faça uma boa avaliação da sua situação financeira, fazendo um levantamento de quanto você recebe, quanto você gasta e das dívidas que possui. Tenha objetivos definidos e elabore um plano claro e factível. Dessa forma, você conseguirá visualizar melhor as opções e analisar se os gastos são realmente necessários.

Conheça e negocie as taxas cobradas

É muito comum não conhecermos as taxas que são cobradas pelas operadoras de cartão de crédito. Anuidade, aumento emergencial de limite e segunda via do cartão são algumas das tarifas que podem ser cobradas e que geralmente não temos conhecimento. Por isso, antes de decidir por um cartão, não aceite a primeira proposta, analise todas as opções e se informe com a operadora sobre todas as taxas e custos embutidos. Fique atendo, pois algumas operadoras costumam negociar algumas taxas, como a anuidade. Existem opções de instituições em que a tarifa da anuidade é isenta, por isso, sempre pesquise para não acabar pagando mais caro pelo serviço.

Programas de descontos e viagens

Os programas de fidelidade e as milhas dos cartões são uma grande vantagem, porém, desde que estejam alinhados ao seu perfil de gasto e estilo de vida. As trocas de pontos por produtos, desconto em estabelecimentos, cinemas e teatros, viagens com as milhas podem ser bastante úteis, desde que usadas com responsabilidade. Evite as compras por impulso apenas para acumular pontuação e milhas.

Saiba mais: Educação financeira para crianças e adolescentes

Conclusão

Os cartões de crédito podem ser um grande aliado no planejamento, desde que usados de forma inteligente e responsável.

Pagar sempre o valor total da fatura, não atrasar o pagamento, ter controle dos gastos e ter um bom planejamento financeiro é fundamental para não se endividar e acabar entrando na famosa “bola de neve”.

Além disso, fique sempre atento as taxas e custos que estão embutidos ao solicitar um cartão. Tenha cuidado com os parcelamentos e com as compras feitas por impulso e use os benefícios, como programas de milhas e acúmulos de pontos a seu favor.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações