5 passos para conseguir a independência financeira

  • 05/08/2016

Como conseguir a independência financeira

A independência financeira é uma situação em que uma pessoa ou família possui um conjunto de rendas que sustenta sua família, de tal forma que pode escolher com o que (e se) irá trabalhar. Em outras palavras, ser independente financeiramente significa manter o padrão de vida que você precisa para ser feliz.

No dia a dia todos temos que lidar com o gerenciamento das finanças pessoais. No entanto, entre contas e mais contas, como conseguir a independência financeira? Confira nesse artigo que com planejamento, acompanhamento e disciplina é possível sim alcançar sonhos e objetivos, incluindo a independência financeira.

O que é a independência financeira?

A renda a ser gerada para a independência financeira não necessariamente precisa ser fruto apenas do patrimônio, como aluguel de imóveis, rendimento de investimentos financeiros, entre outros. Ela pode ser um conjunto de rendas (dos mais diversos tipos), desde que haja certa garantia no recebimento, e que seja suficiente para manter o padrão de vida escolhido, pelo tempo escolhido.

Ter um bom patrimônio ajuda sim a proporcionar uma renda mais elevada. Porém, ao contrário do que pode-se pensar, a independência financeira não possui uma relação necessária com o patrimônio acumulado. Ou seja, não é preciso necessariamente ter muito dinheiro para ser independente financeiramente.

Na verdade a independência financeira está muito relacionada com o volume de despesas familiares e com o quanto cada um precisa para ser feliz e viver tranquilamente. Quem vive com pouco e está satisfeito assim, não precisa de um patrimônio muito elevado para alcançar a independência financeira.

As rendas podem incluir aposentadorias, pensões, alugueis, previdência privada, dividendos, rentabilidade de investimentos financeiros e até o consumo do próprio patrimônio (desde que num ritmo correto, para que não acabe antes do prazo previsto).

Como conseguir a independência financeira?

Para conseguir a independência financeira a Par Mais aposta no “empoderamento financeiro”. Nosso propósito é fornecer conhecimento e ferramentas para que você possa conhecer as decisões que está tomando e esteja ciente dos riscos e objetivos a serem alcançados.

1. Fazer o diagnóstico financeiro pessoal

Diagnóstico financeiro pessoal é o nome que a Par Mais dá ao processo de levantamento das rendas e despesas familiares.

As rendas representam os valores recebidos. Na Par Mais costumamos utilizar o conceito de renda líquida, que significa o valor que efetivamente entra na conta, já livre de quaisquer descontos.

As despesas, por sua vez, são as saídas de recursos utilizados para manter o padrão de vida familiar. A Par Mais classifica as despesas em 2 grandes grupos: rotineiras e eventuais.

As despesas rotineiras são aquelas do dia a dia, como alimentação, mensalidade escolar, conta de luz, telefone, academia, entre outros;

Já as despesas eventuais são bem específicas e impactam muito no bolso da família. Em geral ocorrem uma vez ou poucas vezes ao ano, como viagens, troca de carro, reformas. Apesar de serem relevantes, normalmente são esquecidas no orçamento.

2. Levantamento do patrimônio atual

No caminho rumo à independência financeira é preciso conhecer o ponto de partida, que servirá de base para calcular quanto tempo e qual o total de recursos que precisam ser acumulados.

Além do conhecimento das rendas e despesas familiares é preciso conhecer o quanto se tem de patrimônio acumulado. Contudo, cabe frisar que nem todo o patrimônio familiar é utilizado para atingir os objetivos. Os bens de uso pessoal, por exemplo, são bens que servem a família nas necessidades do dia a dia. São exemplos de bens de uso pessoal: a casa, o carro, a moto, o sítio, a casa de praia, o barco, entre outros.

Atenção: bens de uso pessoal são considerados patrimônio, mas não podem ser considerados como investimentos. Esse tipo de patrimônio, além de não gerar renda, aumenta as despesas e, consequentemente, o custo do padrão de vida da família.

3. Ter o hábito de realizar o controle financeiro pessoal

Fazer um controle financeiro pessoal não costuma estar na lista de prioridade da maioria das pessoas. O hábito de ter o controle financeiro pessoal em dia é essencial para não termos surpresas no final do mês.

É necessário separar extratos bancários, canhotos de cheques, faturas de cartões de crédito e comprovantes de gastos em dinheiro.

Depois de tudo separado desenvolva o hábito de controlar suas rendas e despesas na planilha de controle financeiro da Par Mais.

4. Ter os objetivos financeiros bem definidos

Para conseguir desenvolver um planejamento financeiro pessoal e os passos que devem ser seguidos é preciso ter objetivos bem definidos. Os objetivos financeiros representam onde se quer chegar. Eles podem ser classificados conforme a periodicidade de ocorrência.

  • Objetivos de curto prazo: são objetivos a serem alcançados em um período de até 1 ou 2 anos, como uma reforma na casa ou uma viagem de férias;
  • Objetivos de médio prazo: serão alcançados em até 5 anos, como um MBA no exterior, ou a faculdade do filho adolescente;
  • Objetivos de longo prazo: incluem-se aqui objetivos que serão atingidos em prazo superior à 5 anos, como a compra de um imóvel maior, a construção de patrimônio para deixar de herança aos filhos, entre outros. Porém, o maior e principal objetivos de longo prazo é a independência financeira.

É preciso ter todos os objetivos bem definidos porque até chegar na independência financeira diversos imprevistos acontecem. Sendo assim, não ter bem claro os objetivos  a serem buscados é uma porta para descumprir o plano de independência financeira e acabar gastando mais do que deveria.

5. Faça seu dinheiro trabalhar para você

Para conquistar a sua independência financeira não basta apenas estabelecer objetivos para o futuro. É preciso agir, fazer o seu dinheiro trabalhar para você. Por isso, escolher um bom investimento é uma forma de fazê-lo render. E, para atingir os melhores resultados possíveis, é fundamental ter uma boa gestão de três aspectos: tempo, taxa e valor.

A disciplina para manter um investimento por mais tempo possível é essencial. Porque, a longo prazo, os juros compostos tendem a trazer uma rentabilidade mais favorável ao seu dinheiro. Até por isso, quanto maior for a taxa de juros, melhor. E por fim, quanto maior for a capacidade de investimento, ou seja o valor aplicado periodicamente, maior será o retorno financeiro no futuro.

A melhor alternativa para investir dependerá das suas pretensões. O importante é não deixar o dinheiro parado. Faça-o render, use-o a seu favor.

Fique craque no assunto. Realize o nosso curso “Faça o seu dinheiro trabalhar para você”.
Quer saber qual é a forma mais confortável para viver de renda? Acesse o nosso simulador.

Conclusão: como conseguir a independência financeira?

Ser independente financeiramente é usufruir da vida podendo escolher com o que trabalhar e quais atividades desenvolver. Estar de bem com suas finanças e ver os objetivos financeiros serem alcançados ao longo dos anos é sinônimo de liberdade.

Para organizar todos os passos necessários para conseguir a independência financeira é necessário fazer um planejamento financeiro. Conheça mais sobre o processo de planejamento financeiro pessoal online oferecido pela Par Mais, seja empoderado financeiramente e descubra como conseguir a independência financeira!

Como conseguir a independência financeira

Par Mais – 05.08.2016

A Par Mais Empoderamento Financeiro tem um propósito claro: fazer com que as pessoas mudem sua relação com o dinheiro para alcançar a liberdade e serem mais felizes. Os especialistas da Par Mais desenvolveram um método que visa tornar qualquer pessoa capacitada a ter o controle das suas finanças. Conheça os nossos serviços. Clique aqui.

Resumo
5 passos para conseguir a independência financeira
Nome do artigo
5 passos para conseguir a independência financeira
Descrição
Nossos especialistas descrevem como conseguir a independência financeira de forma objetiva, simples e direta. Leia e comece hoje mesmo!
Autor
Nome do editor
Par Mais

Deixe um comentário