Débito em conta corrente: pode ser uma tragédia para o seu dinheiro

  • 19/08/2016
Página inicial - uso consciente - Débito em conta corrente: pode ser uma tragédia para o seu dinheiro
Débito em conta corrente

O débito em conta corrente é um serviço oferecido pelos bancos e empresas que pode ser muito prático para sua vida. Mas fique atento! Somos induzidos pelos gerentes de bancos a colocar no pagamento em débito automático alguns produtos financeiros que, se entrarmos no cheque especial, podemos ter grandes prejuízos.

Como funciona o débito em conta corrente?

Todos os meses uma enxurrada de contas chega na sua casa. E, se organizar para não perder nenhuma data é imprescindível. Foi pensando em garantir os pagamentos em dia que as empresas disponibilizam o serviço de débito em conta corrente. Ao optar por este serviço, você autoriza o banco, juntamente com a empresa que você deve pagar, a debitar automaticamente da sua conta corrente, nas datas pré-definidas, os valores referentes às suas despesas.

O que pode ser considerado um facilitador, tanto para você quanto para as empresas, já que você evita papeis e o transtorno de realizar o pagamento pessoalmente. Mas cuidado, evite surpresas ao utilizar este serviço,  principalmente quando se trata do pagamento de produtos financeiros como a previdência privada ou títulos de capitalização.

Saiba mais: A importância de ter uma visão holística dos investimentos

Previdência privada em débito em conta vale a pena?

Em primeiro lugar, você deve ter em mente que a previdência privada é um investimento seu, e para você. É uma forma de guardar, acumular e fazer o seu dinheiro render ao longo dos anos. Então, o compromisso de manter as parcelas em dia é com você mesmo. Por isso fica o alerta quando bancos insistem em manter os pagamentos destes produtos no débito em conta.

Em algum momento você pode ter um imprevisto e não ter dinheiro o suficiente para cobrir as parcelas assumidas para este investimento. Então, com o débito em conta, o valor acaba sendo descontado do seu cheque especial, gerando juros altíssimos, o que é ótimo para o banco e péssimo para sua vida financeira.

Por melhor que seja o seu plano de previdência, os rendimentos jamais vão se equiparar aos altos juros do cheque especial, e aí é prejuízo na certa. As contas não fecham porque o ônus de ficar pagando os juros do cheque especial são muito maiores e comprometem todo o seu rendimento.

Outro crime que os bancos fazem com o seu dinheiro é quando as parcelas da previdência privada ou outros investimentos são cobradas via cartão de crédito. Em caso de atraso, a situação é bem semelhante à de ficar pagando juros do cheque especial, só que com as taxas também exorbitantes do cartão de crédito.

Saiba mais: Como fazer um planejamento de aposentadoria

Fique atento

A grande desvantagem do débito automático é quando falta saldo na sua conta corrente na data prevista para pagar as contas. Caso isso aconteça, o débito em conta usará valores do seu cheque especial, que possui juros altíssimos. Principalmente se tratando de produtos financeiros, que, como citado, são investimentos em você mesmo.

Neste caso é melhor atrasar o pagamento da previdência e das contas que possuem juros mais baixos, ou até mesmo captar alguma linha de crédito pessoal, do que ficar pagando os altos juros do cheque especial. Dessa forma, o melhor a fazer é assegurar-se que na data, os valores necessários para cobrir suas despesas estarão disponíveis. Além disso, é preciso monitorar mensalmente se os débitos e cobranças estão sendo feitos corretamente. Pode haver divergências nos valores cobrados, e faturas erradas, então fique atento para evitar dores de cabeça.

ATENÇÃO: questionar empresas que condicionam o débito automático como obrigação também é importante. Apesar de ser um serviço prático, o consumidor não tem obrigação de aderir e o banco não pode vincular este tipo de pagamento sem o seu consentimento. Você tem a liberdade de escolher como realizar os seus pagamentos da forma que ficar melhor, optando por caixas eletrônicos, na própria agência bancária, telefone ou internet banking.

Saiba mais: Planejamento sucessório – Confira as opções de transferência do patrimônio

Mas afinal, o débito em conta é bom ou ruim?

Se você tem total controle das suas despesas e receitas, o débito em conta corrente pode ser uma boa opção para facilitar e agilizar os pagamentos mensais. Mas mesmo assim, ficar atento ao seu extrato bancário é muito importante para não ser enganado e acabar pagando juros.

Em contrapartida, se você não tem a segurança de que os valores estarão disponíveis na sua conta quando chegar a data do pagamento, ou possui contas que comumente chegam com erros de cobrança, é melhor optar pelo bom e velho pagamento em papel, ou pelas opções citadas acima. Como falamos, os juros do cheque especial são muito maiores do que os cobrados em caso de atraso de pagamento.

A nossa indicação é que produtos financeiros como a previdência e títulos de capitalização não sejam pagos via débito em conta. Afinal, você deixar a parcela em atraso quando não puder pagar é muito mais vantajoso do que pagar os terríveis juros do cheque especial.

Mas o mais importante, em ambos os casos, é manter o controle de sua vida financeira, pois isso vai evitar que você, literalmente, rasgue dinheiro com o pagamento de juros.
Tenha suas finanças sob controle, faça seu planejamento financeiro online, descubra como aqui

.

Par Mais – 19.08.2016

Onde você está, aonde quer chegar?
Nossa função é tornar sua jornada mais rápida e mais rentável. Escolhemos com você os investimentos que precisa, alinhados às suas necessidades. Clique aqui.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 4

       
  1. O débito automático e muito vantajoso… Inquestionável. Se a pessoa não sabe controlar a conta, não deve ter conta em banco….. Vai todo mês pagar a continha na lotérica aguardando 30 min na fila…

  2. Então não é um serviço para pessoas desorganizadas. Se a pessoa não tem condições de arcar com seus projetos e suas dividas, o vilão não é o debito em conta.

  3. boa tarde preciso de um pequeno valor para pagar de 18 vezes para debito em conta corrente como devo proceder.

Últimas publicações