O que é balanço patrimonial pessoal?

  • 22/06/2021
Página inicial - Vida financeira - O que é balanço patrimonial pessoal?

Muito comum em empresas, o balanço patrimonial também é uma ferramenta muito importante para a gestão patrimonial, pois oferece um estudo detalhado sobre a composição do patrimônio e também possibilita fazer um diagnóstico da situação financeira da família ou indivíduo.

Neste artigo, vamos explicar o que é o balanço patrimonial, sua importância e as áreas consideradas para a análise.

O que é balanço patrimonial pessoal?

O balanço patrimonial pessoal é a fotografia da situação financeira da pessoa ou indivíduo. Geralmente, ele é feito por meio de uma planilha ou tabela com informações como o total de bens e direitos (ativos) e dívidas e obrigações (passivos), tendo como resultado o patrimônio líquido.

Veja o que é considerado em cada área:

Bens e direitos

Na parte de bens e direito, são considerados:

  • Aplicações financeiras: investimentos em todo tipo de aplicação como poupança, renda fixa, renda variável e previdência.
  • Direitos a receber: processo judicial, consórcio, empréstimo a receber, cota capital de cooperativas.
  • Imóveis como investimento: imóveis que estão alugados, para alugar, para vender, em construção e que deseja manter no patrimônio, mas que não são de uso próprio.
  • Empresas: empresas que a pessoa possui participação.
  • Bens de uso pessoal: imóveis de uso pessoal, veículo, joias e obras de arte.

Dívidas e obrigações

Na parte das dívidas e obrigações, são considerados:

  • Obrigações de curto prazo: empréstimos, como Crédito Direto ao Consumidor (CDC) ou familiar.
  • Obrigações e indenizações diversas: processo judicial.
  • Valores a pagar dos imóveis: financiamentos dos imóveis ou saldo a quitar.
  • Dívida e valor a aportar em empresas: aportes e investimentos, como compra de equipamentos
  • Valor a pagar de bens de uso pessoal: empréstimos e saldo a quitar.

Aqui na ParMais, para o cálculo de renda gerada pelo patrimônio, tempo de duração do patrimônio e transição de carreira, não utilizamos os bens de uso pessoal, por entender que eles não poderão ser alienados por estarem sendo usufruídos, ou seja, não são ativos de investimento.

Por que fazer um balanço patrimonial?

O balanço patrimonial oferece muita clareza da vida patrimonial da pessoa, sendo possível acompanhar o patrimônio e os investimentos e organizar os objetivos financeiros.

Com ele, é possível administrar o patrimônio líquido e tomar decisões com base em informações financeiras e dados, facilitando a atualização e a gestão. Além disso, o patrimônio líquido é um importante indicador, pois com ele, pode-se acompanhar e analisar a evolução patrimonial em determinados períodos.

Benefícios do balanço patrimonial

A partir da análise do balanço patrimonial é possível entender quanto do patrimônio possui liquidez e tomar decisões baseadas nessas informações.

Por exemplo, dependendo do momento de vida da pessoa, gerar maior liquidez pode ser o melhor caminho para evitar problemas futuros em caso de necessidade financeira. Ou também a pessoa pode deixar de aproveitar alguma oportunidade por falta de liquidez no patrimônio.

Com o balanço patrimonial pessoal também é possível ter outros indicadores, como o índice de endividamento, que indica quanto do patrimônio líquido foi constituído com recursos de terceiros.

Para chegar nesse resultado, basta dividir o passivo total pelo ativo total. Por exemplo, no caso de uma família que possui R$10.000.000,00 em ativos e suas dívidas somam R$4.800.000,00, significa que 48% dos ativos são financiados por dívidas.

Em resumo, quanto menor o índice de endividamento, melhor a situação financeira.

Veja abaixo uma ilustração do balanço patrimonial:

Conclusão

O objetivo de um balanço patrimonial pessoal é retratar a realidade financeira e patrimonial da pessoa ou família e, assim, dar suporte para as tomadas de decisões que impactam as finanças.

Ele é feito a partir das informações dos ativos e passivos e tem como resultado o patrimônio líquido da pessoa ou indivíduo.

O ideal é que o balanço patrimonial pessoal seja atualizado uma vez por ano. Para isso, pode-se utilizar o momento da declaração do imposto de renda, pois é quando se tem acesso às informações de forma consolidada.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações