A importância do planejamento na hora de contratar um seguro

  • 07/08/2020
Página inicial - Blog - A importância do planejamento na hora de contratar um seguro

É bem provável que em algum momento da sua vida já te ofereceram algum tipo de seguro, geralmente, apontando as inúmeras vantagens que ele pode oferecer. Mas você já parou para pensar se realmente precisa de um seguro?

Neste artigo, vamos falar sobre as principais modalidades de seguros e a importância de contar com profissionais qualificados para analisar as suas necessidades e contratar uma apólice de acordo com o que você realmente precisa e que caiba no seu bolso.

O que é um seguro?

Os seguros têm por objetivo ajudar na eventualidade de algum acontecimento fora do nosso controle, algo imprevisto, que cause impacto financeiro.

Um seguro pode ser uma parte importante do planejamento financeiro, servindo como proteção do patrimônio durante a fase de acumulação de renda e também pode ser uma boa ferramenta de sucessão.

Mas antes de optar por um seguro, é preciso analisar a necessidade da contratação desse serviço. Para isso, um planejador financeiro pode te ajudar com as análises necessárias para que você escolha um serviço que faça sentido para a sua vida e suas necessidades.

Principais seguros

Em um planejamento financeiro, são observados prioritariamente a necessidade de seguros de vida, invalidez, incapacidade temporária e saúde.

Em um seguro de vida tradicional, o objetivo é cobrir as necessidades financeiras dos dependentes na falta do titular da família. Ao contratar esse seguro, o segurado assume o compromisso de pagamento do prêmio conforme acordado no contrato e a seguradora assume o compromisso de pagamento da indenização na hipótese de acontecimento de um sinistro. O seguro de vida tradicional tem como objetivo garantir o padrão de vida dos dependentes do segurado e tem um prêmio proporcional a essa necessidade.

No seguro de vida temporário, é possível contratar um serviço que proteja os dependentes do segurado por um período preestabelecido. Esse tipo de seguro tem a vantagem de ser mais barato e serve, por exemplo, para garantir o padrão de vida até que os filhos se formem na faculdade, ou por algum outro período limitado.

No seguro por invalidez permanente, a cobertura se dará em sinistros quando existe a perda definitiva das funções vitais de um órgão, membro ou parte do corpo. Para ser considerada permanente, o dano deve ser irreversível.

O seguro por incapacidade temporária tem o objetivo de cobrir necessidades financeiras por determinado período por conta da queda da renda devido a incapacidade de trabalho.

Já o seguro saúde tem a função de cobrir despesas com saúde, especialmente no caso de doenças e/ou tratamentos mais caros.

Objetivos dos seguros

Cada uma dessas modalidades de seguros têm objetivos diferentes e o planejador financeiro dimensiona e avalia a necessidade do serviço, de acordo com a realidade da família e baseado em algum objetivo.

Normalmente, o erro das pessoas está em contratar um seguro somente para ter ou então aceitar uma proposta feita por um corretor de seguros ou pelo gerente do banco, baseado em informações superficiais e acreditando que estará protegido pagando pouco por mês. Porém, a pessoa não analisa o que está contratando e acha que está segurada.

A importância do planejador financeiro

O trabalho do planejador financeiro é entender realmente a necessidade do seguro e sugerir uma apólice que seja exatamente o que o cliente precisa naquele momento de vida e que caiba no bolso.

Geralmente, os planejadores financeiros dão prioridade para os seguros de vida, invalidez e incapacidade temporária, além de analisar as coberturas de saúde, pois são seguros mais difíceis de quantificar o valor.

Por exemplo, caso o titular venha a faltar, as demais pessoas da família podem acabar com dificuldades financeiras? Ou se a pessoa ficar inválida e precisa de recursos para a sobrevivência, qual o valor será necessário?

Outra prioridade é o seguro saúde, pois as pessoas costumam contratar o seguro de saúde ou um plano de saúde para cobrir despesas com consultas e exames, mas geralmente, os custos desses serviços são mais baixos e não irão prejudicar ou impactar grandemente as finanças.

O que realmente pode impactar as finanças é alguém da família ter uma doença grave, como um câncer, precisar de um transplante ou até mesmo um acidente, por exemplo.

Se essa pessoa não tiver um seguro de saúde, todo o planejamento para atingir objetivos ou até mesmo para a aposentadoria, podem ser fortemente afetados.

Esses são os principais motivos pelos quais esses seguros são priorizados.

Outros tipos de seguros

Porém, além deles, o planejador financeiro também analisa e recomenda seguros patrimoniais – como de imóveis e veículos, alertando para as coberturas necessárias e que são oferecidas no serviço, como por exemplo, as coberturas adicionais, que geralmente são desconhecidas – e também seguros como o de responsabilidade civil, que serve para quando um profissional comete um erro na profissão e é processado judicialmente. Neste caso, esse seguro cobre os honorários dos advogados e até uma possível indenização que ele tenha que pagar para quem entrou na justiça contra ele.

Benefícios do INSS

Outra questão importante é a contribuição para o INSS. A ideia de que contribuir para o INSS não vale a pena é bem frequente, porém, apesar de o INSS não trazer um rendimento alto, ele deve ser visto como um complemento importante, pois oferece diversos benefícios.
Podemos listar alguns deles:

  • Auxílio doença
  • Auxílio acidente
  • Auxílio reclusão
  • Salário maternidade
  • Aposentadoria por invalidez
  • Pensão por morte

Conclusão

Antes de contratar um seguro, é muito importante consultar um profissional qualificado para fazer uma boa análise do seguro que você pretende contratar, para entender o que está sendo oferecido na apólice e ter certeza que as coberturas estão de acordo com os seus objetivos e adequadas ao seu momento de vida. Além disso, é importante contribuir para o INSS, que oferece diversos benefícios e no caso de uma eventualidade, pode oferecer um bom amparo.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações