O que são ações Small Caps e Mid Caps

  • 15/08/2018
Página inicial - Investimentos - O que são ações Small Caps e Mid Caps

small caps

O mercado de ações é composto por empresas de pequeno, médio e grande porte. Para efeito de análise, essas empresas são chamadas de Small Cap, Mid Cap e Large Cap.

Elas são divididas pelo seu valor de mercado, que se obtém multiplicando o número de ações existentes da empresa pelo valor de mercado mais recente da ação da empresa. “Cap” ou capitalização é um sinônimo para o valor de mercado de uma empresa, sendo essa a origem desses termos. Muitas das Large Caps são consideradas empresas Blue Chips, já descritas em artigo anterior, então nesse vamos dar ênfase às Small Caps e Mid Caps.

Small Caps

A definição exata do tamanho de uma Small Cap varia entre os mercados, mas no geral consideram-se nesse grupo as empresas com até US$2 bilhões de valor de mercado.

Por serem empresas menores, elas geralmente atendem a uma das duas características seguintes:

  • São de empresas um pouco mais longevas, concentradas em um setor relativamente pequeno, podendo ou não ser líderes nele.
  • São empresas relativamente recentes, com pouco tempo de vida, podendo ter alguma diversificação setorial, mas sem a liderança do setor;

Por serem empresas menores, costumam ter uma liquidez menor e menos negociações das ações que as Large Caps. Justamente por serem empresas de baixa capitalização, essas são companhias que tem um potencial bem maior de crescimento do que as Large Caps. Apesar disso, são empresas consideradas mais arriscadas que a média. O risco maior se dá pela concentração setorial da empresa, a dependência de um setor específico e menor liquidez e negociação das ações.

A B3 elabora o Índice Small Caps (SMLL), no qual agrupa as empresas classificadas de acordo com os seus critérios. Para fazer parte desse índice, a empresa deve estar fora da lista que representa 85% do valor de todas as empresas listadas na B3, ou seja, só entram as empresas de menor capitalização na bolsa. Além disso, elas não podem ser consideradas Penny Stocks (ações negociadas a um preço inferior a R$1,00), devem ter presença em 95% dos pregões de um determinado período, não podem estar em processo de recuperação judicial, entre outros pré requisitos.

Saiba mais: O que são Blue Chips?

Exemplos de Small Caps brasileiras

1 – Alpargatas

A Alpargatas é uma empresa de calçados e materiais esportivos fundada em 1907. Ela é conhecida principalmente pela marca de chinelos Havaianas, mas é dona também da marca Osklen e tem a licença para produção e comercialização da marca Mizuno no Brasil.

2 – CVC Brasil

A CVC é uma empresa de turismo, que nasceu em 1972 como uma agência de viagens e hoje é a maior operadora de turismo do Brasil. Atende, em geral, a classe média através de pacotes de turismo para o Brasil e para o exterior. Possui uma das estruturas mais abrangentes de agências de turismo no Brasil, além de operar também pela internet.

3 – MRV Engenharia

A MRV é uma das maiores construtoras da América Latina e foi fundada em 1979 em Belo Horizonte, MG. O seu foco principal é na construção de imóveis residenciais e ela está presente atualmente em 21 estados brasileiros, com mais de 320 mil casas e apartamentos vendidos.

4 – Multiplus

A Multiplus foi fundada em 2009 e atua com o conceito de rede de empresas e programas de fidelização. Por meio desta rede, os consumidores podem acumular e resgatar pontos nos estabelecimentos parceiros.

5 – Hering

A Companhia Hering é uma empresa brasileira especializada em vestuário. Foi fundada em 1880 em Blumenau, SC. Seu principal produto, a marca Hering, também é sinônimo do grupo empresarial como um todo, que abrange também as marcas Hering Kids, Dzarm e PUC.

6 – TOTVS

A TOTVS é uma empresa de software com sede em São Paulo. Surgiu a partir da fusão das empresas Microsiga e Logocenter. A TOTVS é líder no mercado brasileiro de ERP segundo a FGV. Além da sede no Brasil, possui escritórios nos Estados Unidos, México e Argentina.

Saiba mais: O que é mercado primário e secundário?

Mid Caps

As Mid Caps são empresas que, em termos de capitalização, ficam entre as Large Caps e as Small Caps. Não existe consenso entre analistas do tamanho exato de uma Mid Cap, mas geralmente consideram-se que elas são empresas com capitalização entre US$2 e US$10 bilhões.

Empresas desse tamanho costumam compartilhar algumas das vantagens e desvantagens das Large e Small Caps. No geral, as Mid Caps estão no meio da sua curva de crescimento, o que significa que é esperado um aumento do tamanho da empresa, dos lucros, do market share e da produtividade com o tempo. Por serem de um tamanho médio, elas são consideradas menos arriscadas que as Small Caps, mas por ainda estarem em fase de crescimento, tem mais risco que as Large Caps.

Devido ao seu tamanho, essas são empresas que tem uma liquidez e negociação no mercado significativamente maior que as Small Caps. Empresas desse tamanho são encontradas com mais frequência no portfólio de fundos de ações e outros investidores institucionais do que ações Small Caps.

A B3 elabora o Índice MidLarge Cap (MLCX) que agrupa tanto as Large Caps quanto as Mid Caps. Nesse índice são consideradas as ações que representam 85% do valor de todas as empresas listadas na B3. Além disso, elas também não podem ser consideradas Penny Stocks (ações negociadas a um preço inferior a R$1,00), devem ter presença em 95% dos pregões de um determinado período, não podem estar em processo de recuperação judicial, entre outros pré-requisitos.

Exemplos de Mid Caps brasileiras

1 – Natura

A Natura é uma empresa de cosméticos fundada em 1969. Ela comercializa artigos da sua marca própria e é dona também das marcas The Body Shop e Aesop. A empresa trabalha com o modelo de vendas diretas e é conhecida pela sua preocupação com a sustentabilidade e a preservação ambiental.

2 – WEG

A WEG é uma empresa multinacional brasileira com uma ampla gama de produtos. Ela é uma das maiores fabricantes de motores elétricos do mundo, produzindo ainda soluções para automação de processos industriais, tintas automotivas, geração e distribuição de energia, entre outros produtos. Ela foi fundada em 1961 em Jaraguá do Sul, SC.

3 – Raia Drogasil

A Raia Drogasil é a maior rede de drogarias do Brasil e 5ª maior varejista do país. Ela nasceu da fusão entre a Droga Raia e a Drogasil, duas das maiores redes farmacêuticas do Brasil, a primeira fundada em 1905 e a segunda em 1935. Além da rede de farmácias, a empresa possui ainda um portfólio de marcas de saúde que são comercializadas exclusivamente na sua rede.

4 – Embraer

A Embraer é um conglomerado transnacional brasileiro fabricante de aviões comerciais, executivos, agrícolas e militares. A empresa tem sede na cidade de São José dos Campos, interior do estado de São Paulo, e possui diversas unidades no Brasil e no exterior, inclusive joint ventures na China e em Portugal.

5 – Magazine Luiza

A Magazine Luiza é um dos 10 maiores varejistas brasileiros. Fundada em Franca SP, por Luiza Trajano Donato e Pelegrino José Donato em 1957, possui mais de 800 lojas, está presente em 16 estados do país e seu modelo de negócio hoje caracteriza-se como uma plataforma digital com pontos físicos.

6 – B2W

É uma empresa de comércio eletrônico criada no final de 2006 pela fusão entre Submarino, Shoptime, Americanas.com. As Lojas Americanas possuem o controle acionário do grupo, detendo 55% do capital social e o grupo é líder em comércio eletrônico na América Latina. A Companhia opera por meio de uma plataforma digital, oferecem mais de 38 categorias de produtos e serviços, por meio dos canais de distribuição internet, televendas, catálogos, TV e quiosques.

Saiba mais: 10 dicas de filmes sobre mercado financeiro

Conclusão

As ações negociadas a mercado costumam ser classificadas conforme o tamanho da sua capitalização em Large Caps, Mid Caps e Small Caps. As Small Caps são as menores delas e são as empresas com maior potencial de valorização. Apesar disso, elas são ações de menor liquidez e com maior volatilidade. As Mid Caps são empresas menores que as Large Caps, que ainda tem um potencial considerável de valorização e tem mais liquidez e proteção que as Small Caps. Ambas são importantes na composição de um portfólio de Renda Variável, tendo em vista as suas características específicas.

Onde você está, aonde quer chegar?
Nossa função é tornar sua jornada mais rápida e mais rentável. Escolhemos com você os investimentos que precisa, alinhados às suas necessidades. Clique aqui.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 1

       

Últimas publicações