Sua conta
  • 14/08/2019

Como posso usar o FGTS durante o pagamento do financiamento?

Início / Vida financeira / Como posso usar o FGTS durante o pagamento do financiamento?
Como posso usar o FGTS

A maioria das pessoas sabe que o FGTS pode ser utilizado na compra de um imóvel. Porém, nem todos sabem como usar o FGTS no pagamento de parcelas de um financiamento imobiliário.

O que é FGTS ?

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) foi criado com o objetivo principal de proteger o trabalhador formal (CLT). Pode ser usado em situações como demissão sem justa causa, em caso de doenças graves e até em momentos de catástrofes naturais. Mas o FGTS também pode ser usado para alguns outros fins, como em financiamento imobiliário, por exemplo.

No início de cada mês os empregadores fazem o depósito de um valor correspondente a 8% do salário bruto de cada funcionário – valor este que não pode ser descontado deste salário.

Até 2017, o capital depositado no FGTS rendia uma taxa fixa de 3% ao ano + a Taxa Referencial (TR). Por causa da baixa remuneração, qualquer oportunidade de resgatar o dinheiro do fundo para investir em produtos financeiros que rentabilizavam acima dessa taxa, deveria ser aproveitada.

Porém, a regra foi alterada e, além dos 3% ao ano de remuneração, passou-se a distribuir também 50% da rentabilidade do próprio fundo.

A primeira distribuição ocorreu em 2018 (sobre o saldo de 2017) e foi equivalente a 1,72%. Com a regra que passa a valer a partir de agora (2019), será distribuído aos trabalhadores 100% da rentabilidade do fundo e, se tomarmos por base a distribuição do ano anterior, a rentabilidade extra seria de quase 3,5%. Ou seja, a rentabilidade, a partir de agora, pode ser equivalente ou até superior à taxa Selic, que hoje é 6%, mas com previsão de fechar o ano em 5,75%. Outro detalhe importante é que o FGTS não tem tributação, ou seja, é isento de impostos.

Na prática não há a possibilidade de resgatar o saldo do FGTS quando se deseja, mas pode ser interessante utilizar o saldo acumulado para pagar parte do financiamento imobiliário, conforme falaremos neste artigo.

Para saber as regras de utilização do FGTS na compra ou amortização de financiamento de imóveis, acesse http://www.caixa.gov.br/voce/habitacao/Paginas/utilizacao-fgts.aspx.

Quero começar a ter poder sobre meu dinheiro e investimentos!

Como posso usar o FGTS depois da compra do imóvel

Depois da compra do imóvel ser efetuada, você pode usar o FGTS de três formas:

1) Para diminuir o valor das próximas 12 prestações:

É possível reduzir em até 80% o valor das prestações em até 12 meses consecutivos, e esse procedimento pode ser feito anualmente. Aqui, este formato pode ser interessante para duas situações: um aperto momentâneo, onde o comprador do imóvel passa por uma situação onde precisa reduzir custos, e, no outro caso – se o proprietário do imóvel for disciplinado – pode utilizar esse valor de parcela para investir em produtos mais rentáveis que o FGTS e depois amortizar o saldo do imóvel quando for conveniente.

Se considerarmos um financiamento com parcelas decrescentes (SAC) de R$ 200.000 em 360 meses, com juros de 10% a.a., é possível ganhar cerca de R$ 1.000 em um ano, se os 80% das 12 parcelas seguintes – cerca de R$ 20.000 – do imóvel forem economizados e investidos a 7% a.a..

2) Para amortizar o saldo devedor do imóvel, diminuindo o valor das parcelas:

Se usarmos os R$ 20.000 do FGTS para amortizarmos o saldo devedor, mas mantendo os 360 meses, o valor da parcela diminuirá cerca de R$ 200/mês, diferença que reduzirá com o passar do tempo (lembre-se que estamos falando de um financiamento SAC, o mais utilizado hoje). Na mesma situação anterior, se for possível investir essa “sobra” todos os meses a 7% a.a., obtém-se uma economia que, com o tempo, pode ser usada para amortizar cada vez mais este saldo.

É uma boa estratégia para quem tem expectativa de ter a renda menor com o passar do tempo, ou mesmo maiores gastos. A desvantagem é a de que, sem diminuir o prazo do financiamento, continuam as cobranças de seguro e custo administrativo o que, dependendo da idade do comprador, pode ser bem caro.

3) Ou para diminuir o número de parcelas a pagar, mas mantendo o valor das parcelas:

Usando o mesmo exemplo acima, o comprador poderia usar os cerca de R$ 20.000 de FGTS para reduzir o número de parcelas. Nesse caso, reduziram-se quase 40 parcelas, de 360 para 320. A vantagem é que a amortização é líquida, ou seja, você abaterá valores sem a incidência de juros ou dos seguros e custo administrativo, se livrando desses gastos nesse número de parcelas abatido. Essa geralmente é a melhor opção, e também é a mais adequada para quem tem perspectiva de conseguir pagar o valor cheio das parcelas.

Nos dois últimos cenários a utilização do FGTS pode ser feita, no mínimo, a cada 2 anos.

Conclusão: como posso usar o FGTS?

Para responder à pergunta “como posso usar o FGTS depois da compra de um imóvel”  não é possível “cravar” o que é melhor, pois cada situação tem suas particularidades. Porém, dificilmente se achará num financiamento uma taxa menor do que o FGTS oferece de rentabilidade, por isso, sempre que possível utilize esse recurso.

É muito importante não esquecer que esse fundo é uma poupança, portanto sempre tenha em mente manter uma reserva de segurança pois, no caso de perder o emprego, por exemplo, você não resgatará nada se tiver utilizado esse total.
Para uma avaliação criteriosa, conte com o time da Par Mais, aqui analisamos, com detalhes, cada situação e auxiliamos o cliente a tomar a melhor decisão.

Confira as últimas mudanças do FGTS: rentabilidade, extinção de multa adicional, ampliação e unificação do limite do valor imóvel nos financiamentos e liberação de uso em consórcios.

Par Mais – Publicado em 23.09.2016, revisado em 14/08/2019

Onde você está, aonde quer chegar?
Nossa função é tornar sua jornada mais rápida e mais rentável. Escolhemos com você os investimentos que precisa, alinhados às suas necessidades. Clique aqui.

Resumo
Como posso usar o FGTS durante o pagamento do financiamento?
Nome do artigo
Como posso usar o FGTS durante o pagamento do financiamento?
Descrição
Confira aqui, como usar o FGTS no pagamento de parcelas de um financiamento imobiliário. Existem três possibilidades.
Autor
Nome do editor
Par Mais

Deixe seu comentário

Comentário(s): 1438

       
  1. Foi na caixa a mais de um mês e pedi para abater meu FGTS nas 12 primeiras prestações já chegou o dia de pagar a prestação e não foi abatida os 80% da prestação e o saldo do meu FGTS continua constando será porque?

    1. Alan, boa tarde!
      Se o processo foi aprovado, não conseguimos imaginar o motivo.
      Acreditamos que só mesmo perguntando para o setor de financiamento da sua agência da CAIXA.
      Desejamos que tudo se resolva! Sucesso!

  2. Bom dia,
    Tenho um financiamento modo SAC, com prazo de 360 meses, já efetuei um pagamento de 100 meses, a taxa de jutos contratual nominal é 10,03% e nominal com relacionamento é de 9,11%, será que consigo diminuir esses juros indo a Caixa?? Visto que o governo abaixou o juros para os novos contratos habitacionais. Como eu poderia negociar da melhor forma?? A prestação que eu pago só abaixou 100 reais desde que comprei o imóvel, colocando na ponta do lápis, eu já paguei o imóvel à um ano atrás, agora só entra lucro para a Caixa, enfim esse é o contrat.

    1. Charles, bom dia!
      Como descrito na resposta anterior, é mais trabalhoso, mas vale você ir na Caixa e negociar sim! Inclusive muitas instituições financeiras estão realizando portabilidade de financiamentos habitacionais!
      Desejamos sucesso!

  3. Boa tarde,
    Já possuo um financiamento bancário para um imóvel avaliado em $1,8 milhões. Me enquadro dentro das regras do SFH, mas a avaliação do imóvel supera $1,5 milhões. Posso usar meu FGTS para amortizar parte da dívida imobiliária?
    Obrigado!

    1. Francisco, bom dia!
      A princípio, não!
      Para a utilização do FGTS o contrato do seu financiamento deve ter sido assinado no âmbito do Sistema Financeiro Habitação (SFH). Estar ou não enquadrado, neste caso não altera essa condição.
      Nós é que agradecemos por ser nosso leitor. Desejamos sucesso!

Mais comentários
×