Sua conta
  • 14/08/2019

Como posso usar o FGTS durante o pagamento do financiamento?

Início / Vida financeira / Como posso usar o FGTS durante o pagamento do financiamento?
Como posso usar o FGTS

A maioria das pessoas sabe que o FGTS pode ser utilizado na compra de um imóvel. Porém, nem todos sabem como usar o FGTS no pagamento de parcelas de um financiamento imobiliário.

O que é FGTS ?

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) foi criado com o objetivo principal de proteger o trabalhador formal (CLT). Pode ser usado em situações como demissão sem justa causa, em caso de doenças graves e até em momentos de catástrofes naturais. Mas o FGTS também pode ser usado para alguns outros fins, como em financiamento imobiliário, por exemplo.

No início de cada mês os empregadores fazem o depósito de um valor correspondente a 8% do salário bruto de cada funcionário – valor este que não pode ser descontado deste salário.

Até 2017, o capital depositado no FGTS rendia uma taxa fixa de 3% ao ano + a Taxa Referencial (TR). Por causa da baixa remuneração, qualquer oportunidade de resgatar o dinheiro do fundo para investir em produtos financeiros que rentabilizavam acima dessa taxa, deveria ser aproveitada.

Porém, a regra foi alterada e, além dos 3% ao ano de remuneração, passou-se a distribuir também 50% da rentabilidade do próprio fundo.

A primeira distribuição ocorreu em 2018 (sobre o saldo de 2017) e foi equivalente a 1,72%. Com a regra que passa a valer a partir de agora (2019), será distribuído aos trabalhadores 100% da rentabilidade do fundo e, se tomarmos por base a distribuição do ano anterior, a rentabilidade extra seria de quase 3,5%. Ou seja, a rentabilidade, a partir de agora, pode ser equivalente ou até superior à taxa Selic, que hoje é 6%, mas com previsão de fechar o ano em 5,75%. Outro detalhe importante é que o FGTS não tem tributação, ou seja, é isento de impostos.

Na prática não há a possibilidade de resgatar o saldo do FGTS quando se deseja, mas pode ser interessante utilizar o saldo acumulado para pagar parte do financiamento imobiliário, conforme falaremos neste artigo.

Para saber as regras de utilização do FGTS na compra ou amortização de financiamento de imóveis, acesse http://www.caixa.gov.br/voce/habitacao/Paginas/utilizacao-fgts.aspx.

Quero começar a ter poder sobre meu dinheiro e investimentos!

Como posso usar o FGTS depois da compra do imóvel

Depois da compra do imóvel ser efetuada, você pode usar o FGTS de três formas:

1) Para diminuir o valor das próximas 12 prestações:

É possível reduzir em até 80% o valor das prestações em até 12 meses consecutivos, e esse procedimento pode ser feito anualmente. Aqui, este formato pode ser interessante para duas situações: um aperto momentâneo, onde o comprador do imóvel passa por uma situação onde precisa reduzir custos, e, no outro caso – se o proprietário do imóvel for disciplinado – pode utilizar esse valor de parcela para investir em produtos mais rentáveis que o FGTS e depois amortizar o saldo do imóvel quando for conveniente.

Se considerarmos um financiamento com parcelas decrescentes (SAC) de R$ 200.000 em 360 meses, com juros de 10% a.a., é possível ganhar cerca de R$ 1.000 em um ano, se os 80% das 12 parcelas seguintes – cerca de R$ 20.000 – do imóvel forem economizados e investidos a 7% a.a..

2) Para amortizar o saldo devedor do imóvel, diminuindo o valor das parcelas:

Se usarmos os R$ 20.000 do FGTS para amortizarmos o saldo devedor, mas mantendo os 360 meses, o valor da parcela diminuirá cerca de R$ 200/mês, diferença que reduzirá com o passar do tempo (lembre-se que estamos falando de um financiamento SAC, o mais utilizado hoje). Na mesma situação anterior, se for possível investir essa “sobra” todos os meses a 7% a.a., obtém-se uma economia que, com o tempo, pode ser usada para amortizar cada vez mais este saldo.

É uma boa estratégia para quem tem expectativa de ter a renda menor com o passar do tempo, ou mesmo maiores gastos. A desvantagem é a de que, sem diminuir o prazo do financiamento, continuam as cobranças de seguro e custo administrativo o que, dependendo da idade do comprador, pode ser bem caro.

3) Ou para diminuir o número de parcelas a pagar, mas mantendo o valor das parcelas:

Usando o mesmo exemplo acima, o comprador poderia usar os cerca de R$ 20.000 de FGTS para reduzir o número de parcelas. Nesse caso, reduziram-se quase 40 parcelas, de 360 para 320. A vantagem é que a amortização é líquida, ou seja, você abaterá valores sem a incidência de juros ou dos seguros e custo administrativo, se livrando desses gastos nesse número de parcelas abatido. Essa geralmente é a melhor opção, e também é a mais adequada para quem tem perspectiva de conseguir pagar o valor cheio das parcelas.

Nos dois últimos cenários a utilização do FGTS pode ser feita, no mínimo, a cada 2 anos.

Conclusão: como posso usar o FGTS?

Para responder à pergunta “como posso usar o FGTS depois da compra de um imóvel”  não é possível “cravar” o que é melhor, pois cada situação tem suas particularidades. Porém, dificilmente se achará num financiamento uma taxa menor do que o FGTS oferece de rentabilidade, por isso, sempre que possível utilize esse recurso.

É muito importante não esquecer que esse fundo é uma poupança, portanto sempre tenha em mente manter uma reserva de segurança pois, no caso de perder o emprego, por exemplo, você não resgatará nada se tiver utilizado esse total.
Para uma avaliação criteriosa, conte com o time da Par Mais, aqui analisamos, com detalhes, cada situação e auxiliamos o cliente a tomar a melhor decisão.

Confira as últimas mudanças do FGTS: rentabilidade, extinção de multa adicional, ampliação e unificação do limite do valor imóvel nos financiamentos e liberação de uso em consórcios.

Par Mais – Publicado em 23.09.2016, revisado em 14/08/2019

Onde você está, aonde quer chegar?
Nossa função é tornar sua jornada mais rápida e mais rentável. Escolhemos com você os investimentos que precisa, alinhados às suas necessidades. Clique aqui.

Resumo
Como posso usar o FGTS durante o pagamento do financiamento?
Nome do artigo
Como posso usar o FGTS durante o pagamento do financiamento?
Descrição
Confira aqui, como usar o FGTS no pagamento de parcelas de um financiamento imobiliário. Existem três possibilidades.
Autor
Nome do editor
Par Mais

Deixe seu comentário

Comentário(s): 1330

       
  1. Olá,eu e meu esposo financiamos um apartamento pelo bb,porém foi feito apenas no nome dele,é possível amortizar as parcelas em atraso, usando o meu Fgts?

    1. Jessica, boa tarde!
      Infelizmente não pode.
      O uso dos recursos do FGTS é exclusivo aos titulares do financiamento.
      Desejamos sucesso!

  2. Tenho uma apartamento financiado no BB pelo plano minha casa minha vida, posso utilizar o saldo do FGTS para amortizar o financiamento, mesmo que seja o minha casa minha vida ?

    Parabéns pelo canal e obrigado pela ajuda

    1. Danilo, boa tarde!
      Mesmo no programa Minha Casa Minha Vida, você pode utilizar os recursos do FGTS. Porém, o uso do FGTS é permitido desde que o contrato de financiamento tenha sido assinado no âmbito do Sistema Financeiro Habitação (SFH) e você atenda outras regras como, ter no mínimo três anos de trabalho sob o regime do FGTS, somando-se os períodos trabalhados, consecutivos ou não, na mesma ou em empresas diferentes.
      Sugerimos que procure a área responsável pelo seu financiamento no Banco do Brasil e verifique.
      Agradecemos pelo seu gentil comentário e desejamos muito sucesso!

  3. Tenho duas contas de FGTS, tenho dois imóveis, em um deles consegui diminuir as parcelas em 80% em 12 meses, utilizando o saldo de uma das contas.
    Porém, no outro imóvel que é financiado pela caixa, a caixa não aceitou que eu utilizasse o saldo que tenho na outra conta de FGTS para diminuir o valor da parcela , pode isso?

    1. Marcos, boa tarde!
      A princípio está correto, pois o uso do FGTS é restrito para aquisição do primeiro imóvel. Como você já é proprietário de um imóvel, acreditamos que não será possível utilizar o FGTS para o financiamento do segundo.
      Além disso, o uso do FGTS é permitido desde que o contrato de financiamento tenha sido assinado no âmbito do Sistema Financeiro Habitação (SFH) e você atenda as demais regras.
      Sugerimos que peça esclarecimentos diretamente na Caixa.
      Até mais!

    1. Danniel, bom dia!
      No caso de parcelas atrasadas, você poderá utilizar o saldo do FGTS para ajudar no pagamento (abater até no máximo 80% do valor da parcela) de até três parcelas em atraso. Se for possível, você deverá ter recursos para quitar os 20% restante da parcela de cada mês, pois não é possível quitar 100% da parcela.
      O uso do FGTS é permitido desde que o contrato de financiamento tenha sido assinado no âmbito do Sistema Financeiro Habitação (SFH) e você atenda outras regras como, ter no mínimo três anos de trabalho sob o regime do FGTS, somando-se os períodos trabalhados, consecutivos ou não, na mesma ou em empresas diferentes.
      Sugerimos que procure a instituição financeira onde realizou o financiamento e verifique.
      Até mais!

  4. Olá! Financiei um apartamento e utilizei o FGTS pra entrada da casa, gostaria de saber se posso utilizar o FGTS pra quitar a entrada da casa q ainda devo a imobiliária

    1. Eva, boa tarde!
      Sugerimos que verifique essa informação diretamente com a área responsável pelo seu financiamento.
      O uso do FGTS é permitido desde que o contrato de financiamento tenha sido assinado no âmbito do Sistema Financeiro Habitação (SFH) e você atenda outras regras como, ter no mínimo três anos de trabalho sob o regime do FGTS, somando-se os períodos trabalhados, consecutivos ou não, na mesma ou em empresas diferentes.
      Até mais!

  5. Estou indo para a 3a parcela em atraso do financiamento, gostaria de usar o saldo do FGTS para quitar somente essas, é possível? Restando saldo ainda poderei sacar no saque imediato do próximo mês?

    1. Daniela, bom dia!
      No caso de parcelas atrasadas, você poderá utilizar o saldo do FGTS para ajudar no pagamento (abater até no máximo 80% do valor da parcela) de até três parcelas em atraso. Se for possível, você deverá ter recursos para quitar os 20% restante da parcela de cada mês, pois não é possível quitar 100% da parcela.
      O uso do FGTS é permitido desde que o contrato de financiamento tenha sido assinado no âmbito do Sistema Financeiro Habitação (SFH) e você atenda outras regras como, ter no mínimo três anos de trabalho sob o regime do FGTS, somando-se os períodos trabalhados, consecutivos ou não, na mesma ou em empresas diferentes.
      Se tiver saldo, você poderá sacar R$500,00 de cada conta do FGTS, tanto de contas inativas (empregos anteriores) como ativas (emprego atual).
      Sugerimos que procure a instituição financeira onde realizou o financiamento e verifique.
      Até mais!

  6. Olá boa tarde, usei meu FGTS para diminuir minhas parcelas esse ano 2019. Poderei usar novamente em 2020?

    1. Henrique, bom dia!
      Para utilizar o FGTS para reduzir em até 80% o valor das parcelas, o uso é livre, não tem carência. Inclusive pode ser renovado anualmente.
      Para amortizações, (seja diminuindo o número de parcelas ou o valor das parcelas a pagar), você deverá aguardar que se cumpra o período de 24 meses desde a última utilização. Porém, os prazos para utilização do FGTS não se sobrepõem, podendo utilizá-los simultaneamente.
      Sugerimos que procure a área responsável pelo seu financiamento e faça simulações.
      Até mais!

    1. Elisangela, boa tarde!
      Infelizmente não pode.
      O uso dos recursos do FGTS é exclusivo aos titulares do financiamento.
      Desejamos um ótimo final de semana!

  7. Olá! Tenho um valor de fgts para sacar neste mês, devido a nova regra do saque estar liberado, pretendo utilizar o restante para amortizar o saldo de uma financiamento. Se eu fizer o saque que está liberado, posso utilizar o restante para amortizar o financiamento logo em seguida, ou terei um prazo para utilizá-lo?

    1. Ariane, boa tarde!
      O saque dos R$500,00 por conta (ativa ou inativa) que será liberado esse ano não interfere em nada na sistemática do FGTS. A liberação dos R$500,00 é uma medida provisória para injetar dinheiro na economia. Todos os trabalhadores, que possuam contas ativas ou inativas do FGTS, podem sacar até R$500 de cada uma delas. Segundo a Caixa, ficam mantidos os saques para a compra da casa própria, doenças graves, aposentadoria e outros casos já previstos anteriormente na Lei. Veja mais no site: http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/saque-FGTS/Paginas/default.aspx

Mais comentários
×