Analfabetismo financeiro: como acabar com esse mal?

  • 08/08/2016
Página inicial - uso consciente - Analfabetismo financeiro: como acabar com esse mal?
analfabetismo financeiro

Quando você era criança, seus pais e professores te ensinaram a ler e escrever. Mas alguém te ensinou a lidar com o dinheiro? Agora você cresceu, começou a ganhar seu próprio dinheiro – mas já sabe lidar com ele? Quando se fala de analfabetismo financeiro falamos de uma questão comportamental, que afeta a grande maioria dos brasileiros.

Analfabetismo financeiro no Brasil

No Brasil houve diversos fatos históricos que moldaram nossas atitudes contemporâneas. As pessoas aprenderam que poupar não era seguro, pois podia vir o governo e tomar tudo – ou que precisávamos consumir logo o que ganhávamos, pois a inflação fazia com que o dinheiro perdesse valor todos os dias. Mais tarde, com o crédito fácil – você entrava em uma loja sem dinheiro e saía com um carro zero km parcelado em 60 vezes, pensando apenas no valor da prestação e não no valor final da compra. Isso não é justificativa, mas é importante conhecer o passado para entender porque o Brasil atualmente é um país com alto índice de analfabetismo financeiro.

Mas como se comporta um analfabeto financeiro?

  • Não possui controle do que ganha ou gasta;
  • Não tem reserva de segurança;
  • Consome sem consciência, pois não reflete se realmente precisa do que está consumindo ou se tem condições de adquirir;
  • Compra a prazo avaliando se a prestação cabe no orçamento do mês, mas sem calcular o quanto está pagando de juros;
  • Em consequência se endivida e, muitas vezes, acaba pagando ainda mais juros de cheque especial e cartão de crédito;
  • Prefere nem saber o quanto está pagando de juros para não se sentir desconfortável com a situação que entrou;
  • Não gosta de se informar, ler e estudar sobre o assunto pois acha “chato”

Termômetro financeiro

Analfabetismo financeiro e seus males

Como consequência da falta de conhecimento sobre o assunto as pessoas se endividam, deixam de liquidar suas contas em dia e pagam altas taxas de juros em empréstimos. Incorporam à sua renda os limites de cheque especial e cartão de crédito, e ficam à mercê de instituições financeiras que se aproveitam da falta de conhecimento para oferecem produtos que não se enquadram ao cliente.

Mudar um padrão de comportamento não é tarefa fácil, mas é possível. Hoje no Brasil muito se fala em educação financeira nas escolas (que ainda não é matéria obrigatória) e já existem muitos projetos e instituições de ensino que saíram na frente e já têm esse assunto no currículo.

Alguns pensam que uma pessoa educada financeiramente é aquela que sabe aplicar em ações ou que fica o dia inteiro se preocupando com notícias econômicas. Educação financeira é muito mais simples do que isso! Seguem algumas dicas para você se tornar alfabetizado financeiramente:

  • Faça um controle do que você ganha e gasta;
  • Gaste menos do que ganhar;
  • Pague suas contas em dia;
  • Caso tenha dívidas faça um planejamento para elimina-las;
  • Planeje suas compras, não consuma por impulso e não desperdice seu dinheiro;
  • Passe a guardar uma parte do seu dinheiro e constitua uma reserva de segurança;
  • Leia sobre o assunto sem o preconceito de que falar de dinheiro é “chato”.

A educação financeira é uma ferramenta que nos ajuda na realização de nossos sonhos, pois através dela que passamos a ter controle do nosso dinheiro e não mais ser controlado por ele.

Empodere-se financeiramente e acabe com o analfabetismo financeiro

No Brasil, não possuímos educação financeira nas escolas, por isso, as pessoas costumam especializar-se em diversas áreas profissionais, mas não sabem como administrar o próprio dinheiro, o que causa todos os males citados neste artigo.
Nós, da Par Mais, acreditamos que todos podem se empoderar financeiramente e, com a informação correta desenvolverem uma nova relação com o dinheiro.  Queremos ir além, para que você possa se livrar da prisão financeira e tomar decisões racionais em relação ao seu dinheiro e patrimônio.
Empodere-se, tenha controle do seu dinheiro, faça ele trabalhar para você e conquiste a sua independência financeira. A gente ajuda você nessa tarefa, separamos aqui alguns artigos que tratam deste assunto!

Boa leitura!

 

Na Par Mais o planejamento financeiro evoluiu: vamos agora empoderar financeiramente todas as pessoas

Controle Financeiro Pessoal: 5 dicas para montar o seu!

Educação financeira para crianças: conheça as regras da mesada!

O que significa mercado financeiro?

.

Par Mais – 08.08.2016

A Par Mais Empoderamento Financeiro tem um propósito claro: fazer com que as pessoas mudem sua relação com o dinheiro para alcançar a liberdade e serem mais felizes. Os especialistas da Par Mais desenvolveram um método que visa tornar qualquer pessoa capacitada a ter o controle das suas finanças. Conheça os nossos serviços. Clique aqui.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações