Como fazer controle de gastos e estruturar as finanças durante a pandemia

  • 20/05/2020
Página inicial - Vida financeira - Como fazer controle de gastos e estruturar as finanças durante a pandemia

A pandemia do novo Coronavírus trouxe diversos impactos para nossas vidas e um dos principais foi o isolamento social.

Sempre fomos acostumados a ter convívio e contato com pessoas, porém, nossa realidade mudou com a pandemia. O isolamento social se faz necessário para frear a disseminação do vírus, porém, ele pode causar impacto nas nossas mentes e corpos, interferindo na saúde e também nas nossas finanças e despesas.

Impacto nas despesas

Com a pandemia da Covid-19, muitas pessoas foram demitidas, tiveram redução de salário ou queda na receita, no caso de autônomos. Por isso, é importante ficar de olho nas despesas da família e ter controle de gastos.

Por causa do isolamento social, podemos perceber algumas mudanças nos hábitos de consumo. As pessoas estão gastando menos por causa das restrições de convívio e também estão reduzindo gastos com roupas, saúde, lazer e compra de itens não essenciais (eletrônicos, brinquedos, cama/mesa/banho, etc.), além de evitar viagens, reformas em casa, festas de aniversário e trocas de carro. Porém, os gastos com mercado, delivery, assinaturas (internet, TV, Netflix) e energia elétrica aumentaram.

Na Edição #1 da news, nosso sócio Jailon Giacomelli CFP® fala do conceito que a sociedade criou sobre consumo, ou seja, o que a sociedade espera que você compre/consuma. Esse momento de isolamento é bom para se conhecer melhor e construir seu próprio conceito (o que EU preciso comprar / consumir para ser feliz?).

Como fazer o controle de gastos na situação financeira que me encontro?

Com a mudanças nas condições de rendas e despesas, possivelmente você quer saber o que fazer para ter controle de gastos, melhorar as finanças da sua família ou saber como evitar passar por necessidades nos próximos meses.

Para isso, o primeiro passo é ter clareza da sua situação financeira atual. Sabendo isso, você poderá responder às seguintes questões:

  1. Rendas e despesas: gasto mais, menos ou tudo que ganho?
  2. Dívidas: tenho ou não tenho?
  3. Reserva de emergência: tenho ou não tenho?

Combinando as respostas das 3 perguntas acima, temos 9 possíveis situações e com certeza você se encontra em alguma delas. Veja no fluxo abaixo qual o próximo passo seguir, dependendo da situação em que você se encontra.

Respostas para o fluxograma:

Resposta 1

  1. ler a edição #3 da news Papel e Caneta, onde nosso sócio Jailon Giacomelli, CFP®, descreveu sobre fluxo projetado e disponibilizou uma planilha com vídeo para quem tem interesse em fazer o seu.
  2. fazer o curso “9 passos para sair das dívidas”

Resposta 2

  1. ler este artigo sobre dívidas
  2. ler este artigo sobre como montar sua reserva de emergência

Resposta 3

  1. fazer o curso “9 passos para sair das dívidas”
  2. usar parte da reserva para quitar as dívidas com maiores taxas. Lembre-se: nunca consuma toda reserva

Resposta 4

  1. ler este artigo sobre como montar sua reserva de emergência
  2. usar parte da reserva e/ou do valor que você poupa todo mês para antecipar a quitação das dívidas com maiores taxa

Resposta 5

  1. ler a edição #3 da news
  2. ler este artigo sobre como organizar suas finanças

Resposta 6

  1. ler a edição #3 da news
  2. ler este artigo sobre como montar sua reserva de emergência

Resposta 7

  1. usar parte de sua reserva neste momento para não entrar em dívidas
  2. ler este artigo sobre como organizar suas finanças

Resposta 8

  1. começar a controlar suas despesas com uma planilha, ou papel e caneta (neste link tem um exemplo de planilha)
  2. ler este artigo para saber onde investir sua reserva de emergência

Resposta 9

  1. conhecer sua BIO Financeira para saber como investir para seus objetivos futuros
  2. saber quanto você precisa poupar para atingir seu objetivos (exemplos: calculadora de aposentadoria e calculadora de objetivos)

Conclusão

Os efeitos causados pelo isolamento social afetaram a todos de alguma forma. Muitas pessoas foram demitidas, tiveram redução de salário ou queda da receita. Mudanças nos hábitos de consumo também estão sendo percebidas nas famílias.

Mais do que nunca, percebemos a importância de ter um controle de gastos, um bom planejamento financeiro e objetivos de curto, médio e longo prazo, para passar por momentos de dificuldades financeiras com tranquilidade.

Verificando as respostas do fluxograma, é possível identificar o que estamos passando, ter mais clareza da nossa situação financeira atual e tomar uma atitude para mudar o momento dificuldade. Lembramos que essas dicas valem para qualquer momento da vida, independentemente da Covid-19.

Para receber a Newsletter completa em primeira mão, inscreva-se aqui.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações