Sua conta
  • 21/10/2015

Quem quer dinheiro? – Título de Capitalização

Início / Investimentos / Quem quer dinheiro? – Título de Capitalização

Par Mais Blog - Alexandre Amorim Sócio

A frase, uma das mais célebres da TV brasileira, é marca registrada do “Homem do Baú”, Sílvio Santos. O apresentador, um fenômeno da comunicação, tem sua história bastante ligada também ao mundo das finanças: ele já foi dono de banco e do mais famoso título de capitalização do País, o Baú da Felicidade.

O “Baú”, célebre precursor das centenas de opções de título de capitalização vendidas hoje nos bancos e lotéricas, não é uma boa opção para quem tem como objetivo fazer seu dinheiro render. Apesar do chamariz de efeito – a possibilidade, remota, de ganhar centenas de milhares de reais ou outro tipo de prêmio em um lance de sorte – o título de capitalização funciona nos moldes de um jogo de loteria: uns poucos tiram a “sorte grande”, mas milhares perdem dinheiro.

O título de capitalização costuma ter taxa de administração bastante elevada – de saída, o administrador fica com 20% do recurso aplicado. A partir daí, o dinheiro normalmente é corrigido pelo índice da caderneta de poupança. A diferença é significativa.

 

Exemplo de título de capitalização:

Imagine um investimento inicial de R$ 1000,00. Ao comprar um título de capitalização, R$ 200,00 ficam com o vendedor (você gastaria R$ 200,00 em bilhetes de loteria?). A correção, menor do que a de diversas opções de investimento disponíveis no mercado, será sobre os R$ 800,00 que ficam na “conta” do investidor. Se optasse pela poupança, que hoje não é uma alternativa interessante de aplicação, a correção seria sobre os R$ 1000,00. Outra desvantagem: o título de capitalização não pode ser resgatado antes do prazo determinado na emissão e, quando isso é possível, as penalidades aplicadas geram um bom prejuízo.

Muitas vezes o título de capitalização, é oferecido como uma opção à quem não tem disciplina para guardar dinheiro mensalmente. Na prática isso não é vantajoso pois na maioria das vezes o dinheiro aplicado na capitalização é resgatado com remuneração muito abaixo da inflação. Além disso, existem muitas opções de investimento automático em diversos tipos de investimento – desde poupança, fundos, até títulos públicos federais.  Em vez de apostar num título de capitalização é mais interessante programar uma aplicação automática de um valor pré-definido em algum investimento. Aí sim, além de poupar você verá seu dinheiro render.

A bem da verdade, o título de capitalização pode ser boa alternativa de investimento apenas em um caso específico. O papel é aceito como garantia para locação de imóvel, substituindo o seguro fiança, mais caro, e pode ser uma opção a ser avaliada por quem não tem fiador.

Na maior parte dos casos, porém, o título de capitalização não é a escolha certa para quem quer dinheiro.

 

Quem quer dinheiro? – Título de Capitalização por Alexandre Amorim, gestor de investimentos e sócio da Par Mais21.10.2015

A Par Mais Planejamento Financeiro tem um propósito claro: trabalhamos para auxiliar cada um de nossos clientes a construir sua tranquilidade financeira. Atuamos na área de planejamento financeiro pessoal, family office, gestão patrimonial, consultoria financeira para empresas e consultoria de investimentos.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

×