Pesquisa eleitoral e mercado financeiro: qual impacto das eleições no Ibovespa e dólar?

  • 14/09/2018
Página inicial - capital - Pesquisa eleitoral e mercado financeiro: qual impacto das eleições no Ibovespa e dólar?

pesquisa eleitoral e mercado financeiro

A eleição presidencial é um evento que tem um impacto enorme no Brasil e no seu mercado financeiro. As perspectivas de eleição de um candidato ou outro tem efeitos que se refletem no comportamento da taxa de câmbio e do Ibovespa. Nesse artigo procuramos observar o efeito das pesquisas eleitorais no Ibovespa e no Dólar durante as eleições presidenciais de 2002 a 2018.

Foram usados os dados das pesquisas eleitorais de intenção de voto realizadas pelo Datafolha, mais especificamente os dados de resposta estimulada e única. Os dados compreendem o período da data de divulgação da primeira pesquisa do ano até o dia seguinte ao final do segundo turno das eleições. Para o Ibovespa e Dólar utilizamos a variação percentual no mesmo período.

Eleições 2002

eleiçoes 2002 impacto dolar e ibovespa

As eleições de 2002 foram bastante conturbadas para o mercado financeiro, conforme podemos observar no gráfico. Após a crise de 1999 o Brasil teve que recorrer sucessivamente ao FMI para equilibrar as suas contas. A inflação nesse período foi bastante alta, tendo acumulado 12,53% no ano, e a Selic também era altíssima, tendo fechado o ano em 25%. Aliado a essas questões, o mercado financeiro achava arriscadíssima a vitória de um governo de esquerda no Brasil, por achar que isso significaria em um calote das suas dívidas.

Esse, no entanto, era o cenário que se concretizava com o passar das pesquisas, apontando uma vitória de Lula sobre José Serra, o que fez com que o dólar se valorizasse fortemente e o Ibovespa tivesse uma grande desvalorização.  Entre 06/06 e o final do segundo turno, em 27/10, o Dólar valorizou-se 64,44% diante do real, saindo de R$2,68 para R$3,80. Enquanto isso o Ibovespa caiu 29,49%, saindo de aproximadamente 12.000 pontos para cerca de 9.500 pontos.

Eleições 2006

eleiçoes 2006 impacto dolar e ibovespa

Em 2006 a situação do Brasil era completamente diferente de 2002. O empréstimo junto ao FMI já havia sido pago e o Ibovespa vinha de 4 anos sucessivos de alta. As commodities seguiam valorizadas e o Brasil vivia um ciclo de corte na taxa Selic. Aliado a isso, o mercado parecia já não temer uma desestabilização do “tripé macroeconômico” de câmbio flutuante, metas de inflação e meta fiscal, tendo em vista que o governo Lula manteve essa política aplicada anteriormente por Fernando Henrique Cardoso.

Devido a isso tudo, o comportamento tanto do dólar quanto do Ibovespa foi bastante comportado. Entre 22/08 e 30/10 o Ibovespa saiu de cerca de 36.600 pontos para 38.900 pontos, uma alta de 6,06%. O dólar se manteve praticamente estável nesse mesmo período, indo de 2,13 para 2,15, uma variação de 0,72% no período.

Eleições 2010

eleiçoes 2010 impacto dolar e ibovespa

Em 2010, Dilma Rousseff foi indicada como a sucessora de Lula na corrida presidencial e enfrentaria José Serra, que iniciou o ano na sua frente nas pesquisas. No mercado financeiro foi um ano de incerteza e indefinição. A expectativa era de uma alta expressiva do índice no ano, mas ela não veio como esperado.

Entre 26/03 e 01/11 o Ibovespa saiu de aproximadamente 68.600 para cerca de 71.560, acumulando alta de 4,19% no período. O trajeto, no entanto, foi volátil durante o ano, sendo que o seu ponto mais baixo no período foi logo antes de Dilma aparecer empatada com Serra nas intenções de voto. Já o dólar teve uma desvalorização de 6,33%, saindo de R$1,82 para R$1,70 no mesmo período.

Eleições 2014

eleiçoes 2014 impacto dolar e ibovespa

O ano de 2014 foi marcado por uma das disputas eleitorais mais acirradas da memória recente. Próximo das eleições, o candidato Aécio Neves estava em terceiro lugar nas pesquisas, mas teve uma forte recuperação próximo do 1º turno e seguiu na disputa contra Dilma Rousseff. As pesquisas apontavam uma leve vantagem de Dilma sobre Aécio, que se efetivou ao término das eleições.

Entre 18/09 e as vésperas do primeiro turno o Ibovespa seguia em queda até a reação de Aécio na última pesquisa antes do primeiro turno. O Ibovespa seguiu de lado até que Dilma retomasse a frente nas pesquisas, apresentando queda de 13,48% entre 18/09 e 27/10. O dólar comportou-se de maneira inversa ao Ibovespa, tendo valorização de 6,62% no período ao sair de R$2,36 para R$2,52 no período.

Eleições 2018

eleiçoes 2018 impacto dolar e ibovespa

Em 2018 temos o pleito mais indefinido de todos e a indefinição na política gera muita volatilidade no mercado financeiro. O único candidato que apresenta clara chance de estar no segundo turno é Jair Bolsonaro. Outros 4 candidatos seguem disputando também a vaga no segundo turno.

Além da indefinição política, o Brasil viveu a greve dos caminhoneiros logo após começar a se recuperar de uma grave recessão, com um nível de crescimento ainda muito baixo e o desemprego em níveis altíssimos. Toda essa situação contribui para que o Ibovespa tenha uma queda de -12,08% entre 31/01 e 11/09. Esse movimento também contribui para a valorização do dólar, que tem alta de 30,32% no mesmo período.

Conclusão

Como bem sabemos, o mercado sempre tenta se antecipar aos fatos. O Brasil tem sérios problemas, especialmente de ordem fiscal, que devem ser combatidos pelo próximo presidente. A maioria dos candidatos se mostra consciente e preocupado com o problema fiscal, mas alguns com planos pouco factíveis, outros com forte discurso populista.

O Brasil tem um grande potencial. Perdemos vários anos de crescimento mundial com a insistência em políticas econômicas erradas. Depois de todos os problemas recentes os investidores se colocaram em modo “stand by”, de onde só sairão após a definição do pleito. A nós, resta buscar informação para votar com convicção – e uma boa dose de paciência para esperar a definição do próximo governo, já no próximo mês

 

Onde você está, aonde quer chegar?
Nossa função é tornar sua jornada mais rápida e mais rentável. Escolhemos com você os investimentos que precisa, alinhados às suas necessidades. Clique aqui.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações