Conquiste a liberdade financeira: saia dos bancos e invista por corretoras

  • 31/08/2017
Página inicial - capital - Conquiste a liberdade financeira: saia dos bancos e invista por corretoras

liberdade financeira

Os brasileiros são aculturados desde cedo que os bancos são as melhores opções para deixar seu dinheiro aplicado. Com isso, existe grande receio em investir por meio de corretoras de valores, que dão acesso a aplicações financeiras melhores e permitem alcançar a liberdade financeira com tranquilidade.

O objetivo deste artigo é mostrar que é possível, seguro e muito prático acessar boas opções de investimentos no mercado financeiro, que vão muito além dos grandes bancos. A ideia é ajudar o leitor a visualizar alguns pontos que podem o estar impedindo de dar esse próximo passo importante para conquistar a liberdade financeira.

Não tenha medo do desconhecido

Sair da zona de conforto de uma situação já estabelecida causa uma grande insegurança nas pessoas. Para o investidor, sair dos serviços dos grandes bancos e investir numa instituição financeira independente pode trazer muitos medos. Afinal, ninguém quer perder o patrimônio acumulado com algo que nem conhece ou nunca ouviu falar.

Outros comportamentos, como a comodidade e a preguiça, também podem fazer com que as pessoas deixem de melhorar seus investimentos. Assim, elas ficam presas às condições impostas pelos bancos, que geralmente cobram altas taxas de administração e oferecem menores rentabilidades. Com isso, ficam mais longe da liberdade financeira.

Evolua financeiramente

Evoluir financeiramente é um sonho de qualquer pessoa. Todo mundo quer viver sem dificuldades financeiras e ter uma renda capaz de suprir os custos básicos e ainda ter sobras para conquistar patrimônio com o tempo. Para isso, o investidor também deve “pisar fora da caixa”. No caso, sair dos grandes bancos e partir para uma corretora de valores.

Enviar os recursos do banco para uma corretora de valores é muito simples. O primeiro passo é abrir uma conta na corretora. O processo é rápido e não é precisa nem ter dinheiro na hora do cadastro. Depois, basta enviar o dinheiro do banco para a corretora através de uma transferência eletrônica (TED).

O investidor não precisa ficar em dúvida quanto à segurança da transação. Os recursos enviados para a corretora continuarão nominais e sob propriedade do investidor. Dependendo do investimento, a custódia poderá até ser de uma instituição diferente, mas o dinheiro estará atrelado ao nome do investidor pelo seu CPF.

Escolha os investimentos mais adequados

Escolher os investimentos é uma etapa decisiva na conquista da liberdade financeira. É aqui que o investidor deve prestar mais atenção entre o que é oferecido pelos grandes bancos e pelas corretoras. Essa escolha deve envolver três fatores:

  • o perfil psicológico frente aos investimentos – a capacidade de enfrentar as oscilações;
  • o momento de vida – idade, fase profissional, número de dependentes;
  • os objetivos financeiros – para cada objetivo é necessário escolher a estratégia da carteira de investimentos.

E se as corretoras falirem?

Um dos maiores medos dos investidores é quanto à segurança da instituição financeira. E se a corretora falir? Vou perder tudo o que juntei? Como faço para recuperar minhas economias? Essas são algumas das dúvidas mais comuns nestas situações.

As chances de uma corretora quebrar são bem baixas. Mas, se isso acontecer, basta escolher outra instituição e transferir seus investimentos para lá. Pode parecer estranho, mas é simples desse jeito mesmo. O investidor não perde o que investiu e pode realocar suas aplicações em produtos de uma outra corretora.

Para um melhor entendimento, vale fazer uma comparação com um condomínio que é administrado por uma empresa terceirizada. Caso a empresa administradora venha a falir, basta que os condôminos escolham outra empresa para administrar o condomínio.

Ninguém perderá seu patrimônio (seu imóvel, neste caso). Com investimentos acontece exatamente a mesma coisa. Ninguém perderá seu dinheiro se a corretora quebrar. Ela não passa de uma intermediadora entre investidor e instituição financeira que torna viável o acesso a bons investimentos.

Conclusão

Os brasileiros têm medo de sair dos grandes bancos para investir por instituições financeiras independentes, como as corretoras de valores. Além de elas oferecerem uma maior variedade de produtos, os investimentos também costumam ter taxas de administração menores e rentabilidades mais atrativas.

Sair da zona de conforto nunca é fácil. Para chegar lá, o investidor precisa alinhar seus objetivos financeiros com seu perfil psicológico e seu momento de vida. Depois disso, o próximo passo é transferir seus recursos do banco para uma corretora e escolher produtos de investimentos que o ajudem a alcançar a liberdade financeira.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 8

       
  1. Foi esclarecedor, mas quando você fala em segurança como eu neste caso acompaharei o investimento e qyal séria o valor inicial e também como faço pra abrir essa conta.

    1. Acivaldo, boa tarde!
      Sabemos que muitos investidores ainda têm receio e grande insegurança para investir em ativos por meio de corretoras de valores, temendo os riscos que a operação pode envolver. Por isso, escrevemos neste artigo como funciona o trabalho dos bancos e das corretoras de valores e citamos os riscos de investir em cada instituição.
      Para acompanhar os seus investimentos, as corretoras costumam enviar relatórios e extratos, algumas possuem até aplicativos próprios para acompanhamento.
      Diferentemente do que muitos pensam, abrir conta em uma corretora de valores é acessível para pessoas com qualquer patrimônio. A abertura de contas costuma ser um processo gratuito e é possível começar a investir com valores abaixo dos R$ 100. Veja neste artigo o passo a passo para abrir conta em uma corretora.
      Sucesso!

  2. par mais é uma corretora ?
    qual a taxa de lucro anual se eu optar por transação de alto,medio,baixo risco ?
    os lucros nao vem atraves das negociações de ações, mas da participação dos lucros da mesma ?

    1. Arksiel, boa tarde!
      Não somos uma corretora. Somos uma gestora de investimentos financeiros.
      Diferentemente dos bancos e corretoras, que vendem produtos de investimentos, nós somos uma gestora que estuda e analisa aos melhores investimentos para cada cliente.
      Assista o nosso mini vídeo, em nossa página e calcule o valor dos nossos serviços nas calculadoras, pois devido ao nosso modelo de negócios e ao acordo firmado com nossos parceiros, devolvemos o rebate (comissão que as gestoras recebem por escolher um determinado fundo de investimento) que chega a reduzir a taxa de administração anual em até 0,40%. https://www.parmais.com.br/modelo-de-negocios/
      Desejamos ter ajudado e se precisar conversar, atendemos todos os leitores com agendamento gratuito, é só acessar: https://www.parmais.com.br/agendamento.html
      Até mais e sucesso!

  3. Olá tudo bem? Meu nome é Daniele Fernandes. Gostei bastante do seu artigo, me trouxe informações muito importantes. Quero começar a investir, pois quero mudar minha realidade e fazer um estilo diferente de vida. Porém, nunca tinha procurado saber ou investido antes, então estou bem perdida. Estou iniciando meus estudos para entender de investimentos para começar o quanto antes. Tem alguma dica? Por onde começar? Em que investir? Quanto? O que mais vc tiver de informações e que possa dividir comigo. Muito obrigada pela atenção.

    1. Daniele, muito bom que você está mudando a sua realidade se preocupando com as suas finanças.
      O principal e primeiro ponto é definir os seus objetivos, onde você está e aonde você quer chegar.
      Tendo isso em vista, o primeiro passo é garantir a sua reserva de emergência, que vai proteger de eventuais acontecimentos e até mesmo proporcionar liberdade e segurança para mudanças na vida.
      Para saber mais sobre onde investir na reserva de emergência, sugerimos este guia para você: http://materiais.parmais.com.br/reserva-de-emergencia/
      Já o valor necessário para a reserva pode ser calculado aqui: http://apps.parmais.com.br/reserva-de-seguranca
      Depois disso, é importante conhecer a sua BIO Financeira, para determinar a sua tolerância a riscos nos investimentos, dando um norte de como você deverá seguir para compor a estratégia da sua carteira de investimentos.
      O quanto você vai investir depende muito da sua atual capacidade de poupança, mas quanto antes começar, melhor!
      Desejamos muito sucesso e conte com a Par Mais.

Últimas publicações