Fundo de Fundos: uma forma inteligente de diversificar seus investimentos

  • 19/06/2018
Página inicial - capital - Fundo de Fundos: uma forma inteligente de diversificar seus investimentos

fundo de fundos

Os Fund of Funds, ou Fundos de Fundos, como o próprio nome já diz, são fundos de investimentos que investem em outros tipos de fundos de investimento. O principal objetivo de um fundo de fundos é atingir uma grande diversificação de uma maneira relativamente simples.

A Teoria Moderna do Portfolio indica que através da diversificação da carteira é possível conseguir retornos maiores a um mesmo nível de risco se comparados a uma carteira que não é diversificada. A estrutura do fundo de fundos busca fazer essa alocação de carteira dentro do fundo. Dessa forma o gestor do fundo de fundos seleciona os melhores gestores de cada estratégia que deseja incluir no fundo de acordo com as suas perspectivas. O gestor do fundo de fundos é também responsável por readequar as estratégias de acordo com as mudanças no cenário econômico.

Vantagens e desvantagens de um Fundo de Fundos

Vantagens

Os fundos de fundos trazem grandes vantagens especialmente para o pequeno investidor.

Imagine por exemplo uma pessoa que tem R$10 mil para investir e, para isso, quer ter uma carteira equilibrada que tenha posição de 50% em Renda Fixa, 25% em Ações e 25% em um Fundo Multimercado. Essa mesma pessoa se informou e encontrou alguns gestores de fundos dessas classes de ativo nos quais gostaria de aplicar. Ela verá, no entanto, que a aplicação inicial mínima na maioria dos fundos e especialmente nos melhores, costuma ser de R$5 mil a R$50 mil ou até mais. Sendo assim ela já não conseguiria diversificar da maneira que pretendia, pois, a barreira de entrada é muito grande.

Com um fundo de fundos o pequeno investidor pode fazer a diversificação que busca. Ele pode, por exemplo, aplicar o valor que desejava em um fundo e esse fundo por sua vez aplica em outros. No exemplo acima ele no melhor dos casos aplicaria em dois fundos, mas através de um fundo de fundos você pode estar exposto ao desempenho de dezenas de gestores. O resultado disso costuma ser uma exposição menor à volatilidade de mercado e um retorno na média com o desempenho dos fundos escolhidos.

Além disso, muitas pessoas não sabem como deveria ser a alocação da sua carteira, quando é o momento de entrar ou sair da Renda Variável por exemplo, e preferiria deixar a decisão dessa composição na mão de um gestor. No fundo de fundos, é o gestor que vai decidir essas questões.

Finalmente outra questão importante é a diligência do gestor na escolha dos fundos que compõem a sua carteira. Um investidor individual pode ver um desempenho de um fundo e achá-lo satisfatório, no entanto o gestor costuma ter ferramentas melhores para avaliar isso. Antes de incluir um gestor na carteira do fundo de fundos costuma-se fazer um processo de due-diligence, no qual se examinam várias questões. É verificado o desempenho ajustado pelo risco do gestor diante dos seus pares, a estratégia específica do fundo em comparação e sua correlação com os fundos que já estão na carteira, as credenciais e certificações da gestora diante dos órgãos reguladores, entre outras questões. Isso, por sua vez, ajuda a garantir a segurança e fidúcia na gestão dos seus investimentos.

Desvantagens

Uma das poucas desvantagens dos fundos de fundos diz respeito às taxas. Um fundo de fundos terá a sua taxa de administração e as vezes também uma taxa de performance. Os fundos no qual ele aplica também tem as suas próprias taxas. O que acontece é que aplicando em um fundo de fundos você poderá acabar pagando por taxas e custos das duas estruturas.

Um bom gestor de fundos de fundos buscará fundos que tenham taxas adequadas, justamente para não sobrecarregar o seu cotista. A sua própria taxa, por sua vez, também tem que ser uma taxa justa, que pague pelo seu serviço, mas que não penalize boa parte da rentabilidade do cotista a ponto de inviabilizar essa estrutura.

Na Par Mais resolvemos essa desvantagem ao devolver o rebate para o próprio fundo.

Rebate é igual a comissão. Ao se escolher um fundo de investimento, o fundo paga uma comissão ao gestor que o escolheu. No nosso caso, por não aceitar esse rebate, devolvemos essa comissão para o fundo, e consequentemente, para todos os cotistas. Com esse procedimento, e o ganho tributário, chegamos a uma taxa de administração de somente 0,45% ao ano.

Conheça a Inteligência Par Mais em fundos de investimentos
Clique aqui

Conclusão

Os fundos de fundos, ou fundo de fundos, aplicam os recursos em vários fundos de investimento. Através deles, mesmo o pequeno investidor pode obter uma diversificação efetiva da sua carteira. Ele também é vantajoso pois deixa a decisão da macroalocação dos recursos na mão de um gestor profissional. Os fundos de fundos podem ser múltiplos, aplicando em fundos de várias classes de ativo, ou podem ter foco específico em estratégias em uma classe de ativo específica.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 2

       

Últimas publicações