Como a desvalorização do real impacta seus investimentos?

  • 24/08/2021
Página inicial - Investimentos - Como a desvalorização do real impacta seus investimentos?

Certamente você já percebeu a desvalorização do real frente ao dólar e sentiu os impactos da atual situação da moeda no seu bolso.

Nos últimos dois anos, vimos a variação da taxa de câmbio impactar diretamente no preço de bens e serviços importados e também nos insumos utilizados na produção de diversos produtos. Com a desvalorização do real, os produtos importados ficam relativamente mais caros e isso impacta também no poder de compra dos brasileiros.

Para que você entenda melhor os motivos da desvalorização do real e saiba como se proteger, criamos este artigo.

Desvalorização do real

Nos últimos dois anos, o real se desvalorizou em torno de 30% frente ao dólar. Em primeiro lugar, o que mais parece impactar são as viagens de férias ou passeios no exterior. Os gastos dos brasileiros no exterior em 2019 somaram 17,39 bilhões de dólares. Esse valor foi reduzido para 5,39 bilhões no ano de 2020, representando uma queda de 70%.

É claro que temos o turismo com restrições e algumas fronteiras fechadas devido à COVID-19, mas a moeda americana passou de R$3,65 para R$5,19. Já o Euro pulou de R$4,19 para R$6,37 (cotações realizadas no dia 16/08/2021). Assim, podemos perceber como o nosso poder de compra diminuiu lá fora nesses últimos anos.

Entre os principais motivos para a desvalorização do real, podemos citar o pânico global gerado pela pandemia da Covid-19, a crise política do Brasil, a situação fiscal e as incertezas sobre a dívida pública.

Impactos da desvalorização do real

Nem só de viagem viverá o homem

Se você tem um carro ou uma moto, já está sendo impactado pela desvalorização do real. As peças que fabricamos no Brasil dependem de matéria prima proveniente do exterior: não é à toa que os carros e motos tiveram seus preços elevados nos últimos anos.

O que falar da alta no valor dos combustíveis?

Um produto que afeta todos os brasileiros, até mesmo quem não possui veículo próprio e usa o transporte público (que é impactado diretamente pelo preço do combustível).

O valor do combustível está atrelado ao valor do barril de petróleo no mercado internacional, que no início de 2019 estava cotado a U$59,27, e hoje tem o valor aproximado de U$70,00: uma alta de quase 20%, sem considerar a desvalorização da moeda. Só aí já dá para ter uma ideia do motivo pelo qual o combustível não para de subir nos postos.

Além disso, com o preço dos combustíveis altos, os custos dos transportes também aumentam e, consequentemente, aumentam os preços dos produtos em geral.

Mas e se isso não fizer parte do seu dia a dia?

Vamos supor que de nenhuma maneira você usa o transporte automotor, e sim, uma bicicleta, por exemplo. Mas todos nós nos alimentamos, certo?

Um dos itens que mais subiu no supermercado foi o óleo de soja. Item derivado da soja, essa commodity (onde o Brasil é referência mundial de produção) teve uma valorização de mais de 20% no mercado internacional. E com a desvalorização do real frente ao dólar, o aumento do valor no Brasil é ainda maior.

Desvalorização do real e a inflação

Quando o dólar está com o valor muito alto, a tendência é que o aumento de preços seja geral, impactando também a inflação.

Os primeiros a serem impactados são os produtos importados, mas logo os produtos exportados que são comercializados em dólar também sentem o impacto, pois se o preço do produto é mais alto lá fora, quem vende o produto internamente tende a aumentar o valor para não ficar no prejuízo.

Dessa forma, os produtos que não dependem do dólar para ter o valor definido também são afetados com os preços altos, aumentando a inflação.

Proteção contra a desvalorização

Você deve estar se perguntando: o que eu faço? Como me prevenir da desvalorização do real? Como não perder o meu poder de compra?

Com relação a bens e consumos no Brasil, não há muito o que fazer, pois todos consumimos diariamente em nosso país.

Já com relação a investimentos, há muito a ser feito.

Se você não possui investimentos no exterior, chegou a hora de criar uma exposição lá fora para se proteger da desvalorização. Temos a opção do dólar, por exemplo, que é uma moeda muito forte, existe desde 1785, e hoje, é a moeda da economia mundial. Frente a todas essas vantagens, como se expor lá fora?

Na ParMais temos alguns fundos de investimentos que investem em grandes empresas no exterior através de ações. Você pode também optar por fundos multimercado, que operam juros no exterior, moedas, dívidas e até títulos do tesouro lá fora.

As opções são muitas, o que não pode é deixar de investir. Se você tem dúvidas sobre quais produtos são melhores para a sua carteira de investimentos e que estejam alinhados aos seus objetivos, busque a ajuda de profissionais qualificados ou de uma gestora que trabalhe com isenção e transparência.

Conclusão

A desvalorização do real frente ao dólar afeta a vida e o bolso dos brasileiros de diversas formas. Além das viagens para o exterior, percebemos como o nosso poder de compra diminuiu nesses últimos anos devido à oscilação da moeda americana.

E isso é possível de perceber pelo preço dos combustíveis, alimentos e até mesmo nos insumos utilizados na produção de diversos produtos.

Em relação aos investimentos, é preciso criar uma proteção no exterior, que pode ser feita por meio de fundos de investimentos que investem em grandes empresas através de ações e também por fundos multimercado.

Independentemente da escolha, é importante investir de acordo com seus objetivos e respeitando seu perfil de investidor, para isso, conte com auxílio de profissionais qualificados e isentos.

Gostou do conteúdo? Você pode gostar desses também:

Deixe seu comentário

Comentário(s): 2

       
  1. Li o artigo: “Como a Desvalorização do real impacta seus investimentos?”
    Entendi, pela explicação simples e objetiva, a importância de investir, e fazer isso através de especialistas.
    Parabenizo a Parmais pelas dicas.

    1. Mauricio, boa tarde!
      Ficamos felizes que tenha gostado do conteúdo! Um dos nossos princípios é compartilhar conhecimento de forma “entendível” e acessível.
      Agradecemos por ser nosso leitor e convidamos para conhecer nosso blog, com mais de mil artigos e também nosso Instagram. Clique aqui para seguir!
      Sucesso!

Últimas publicações