Série Vieses – Como a razão e a emoção influenciam na tomada de decisões

  • 14/07/2020
Página inicial - Vida financeira - Vieses comportamentais - Série Vieses – Como a razão e a emoção influenciam na tomada de decisões

Diariamente, lidamos com comportamentos que podem nos levar a desvios de lógica e a tomar decisões irracionais, muitas vezes opostas ao que desejamos ou que tínhamos planejado.

Alguns desses comportamentos são consequências da forma como processamos as informações, ou seja, são atalhos mentais que o cérebro usa para tomar decisões ou fazer julgamentos.

Esta série é baseada em estudos científicos e muita prática do dia a dia. Alguns nomes que utilizamos para descrevê-los são criados por nós mesmos, pois misturamos conceitos, aplicamos na prática e percebemos que funcionam. O objetivo é ajudar as pessoas a se perceberem e melhorarem suas relações com o dinheiro, que é o nosso propósito.

Vamos falar sobre alguns comportamentos que atrapalham as nossas vidas, citar exemplos deles no dia a dia, nas finanças e nos investimentos e também mostrar como driblá-los para conseguir fazer o que é melhor para nós. Veja o resumo da série com a fundadora da ParMais, Annalisa Blando Dal Zotto CFP®.

Comportamento racional X Comportamento emocional

Em todos os momentos da nossa vida, temos que tomar decisões. Essas decisões podem ser pequenas ou muito importantes, a ponto de mudar o rumo de nossas vidas. Para fazer essas escolhas, podemos usar a nossa razão ou a nossa emoção.

A emoção geralmente nos faz agir por impulso, pensando no prazer que teremos naquele momento.

Já a razão costuma nos manter alertas e nos faz pensar nas consequências da decisão que estamos prestes a tomar.

Nos vídeos a seguir (clique nas setas para navegar entre os vídeos), Annalisa Blando Dal Zotto, CEO da ParMais, fala sobre estes conceitos:

Quando o assunto é dinheiro, os comportamentos apresentados também são impulsionados pela razão e emoção. Veja:

Alguns estudos revelam como as pessoas costumam tomar decisões financeiras, e a principal descoberta foi que elas não tomam decisões racionais sobre o dinheiro e sobre os investimentos. Veja:

Para evitar sofrer com as decisões que precisam ser tomadas, devemos ter consciência do nosso comportamento irracional e elaborar estratégias para driblar esses vieses.

Próximo artigo: Armadilhas Mentais – Perder, Jamais! e Decisões Míopes

No próximo artigo da série, falaremos sobre a armadilha mental “Perder, Jamais”, que explica como o ser humano é avesso às perdas e pouco propenso aos riscos. E isso, geralmente se deve ao fato de que as perdas financeiras impactam mais do que os ganhos.

Também vamos comentar sobre as Decisões Míopes, que são aquelas situações onde geralmente enxergamos somente um lado do problema e evitamos outros pontos de vista ou opiniões contrárias, porque fogem do que queremos acreditar!

Deixe seu comentário

Comentário(s): 2

       
  1. O tema é bom e o formato, intercalado com vídeos, é uma boa sacada. Mas acho que os vídeos estão fracionados demais e fica chato ter que a todo momento dar um novo play. Sugiro reduzir os vídeos pela metade (ao invés de quatro, dois; ao invés de seis, três) em cada “tema”.

    1. Dacier, boa tarde!

      Agradecemos pela sugestão e por ter gostado do nosso conteúdo!

      Nos próximos dias, todos os vídeos estarão no nosso site, assim você consegue assistir tudo de uma só vez.

      Até mais!

Últimas publicações