Série Vieses – Como a busca por segurança a qualquer custo e o excesso de confiança influenciam nas decisões

  • 16/07/2020
Página inicial - Vida financeira - Vieses comportamentais - Série Vieses – Como a busca por segurança a qualquer custo e o excesso de confiança influenciam nas decisões

Diariamente, lidamos com comportamentos que podem nos levar a desvios de lógica e a tomar decisões irracionais, muitas vezes opostas ao que desejamos ou que tínhamos planejado.

Alguns desses comportamentos são consequências da forma como processamos as informações, ou seja, são atalhos mentais que o cérebro usa para tomar decisões ou fazer julgamentos.

Essa série é baseada em estudos científicos e muita prática do dia a dia. Alguns nomes que utilizamos para descrevê-los são criados por nós mesmos, pois misturamos conceitos, aplicamos na prática e percebemos que funcionam. O objetivo é ajudar as pessoas a se perceberem e melhorarem suas relações com o dinheiro, que é o nosso propósito.

Vamos falar sobre alguns comportamentos que atrapalham as nossas vidas, citar exemplos deles no dia a dia, nas finanças e nos investimentos e também mostrar como driblá-los para conseguir fazer o que é melhor para nós.

Armadilha Mental – Segurança a qualquer custo

Ao precisar tomar uma decisão, existem diversos fatores que são envolvidos involuntariamente no processo. As pessoas costumam subavaliar os resultados que são prováveis se comparados com resultados considerados certos. Essa tendência, chamamos de segurança a qualquer custo.

Ao se deparar com uma possibilidade de perda, o ser humano se arrisca a fim de evitá-la. Quando o assunto são os ganhos, o comportamento é inverso, pois preferimos ficar com o que é considerado certo ao se arriscar por ganhos maiores.

Nos vídeos a seguir, Annalisa Blando Dal Zotto, CEO da ParMais, explica como a segurança a qualquer custo funciona e como os investidores agem quando o assunto é dinheiro.

As pessoas costumam se apegar a familiaridade para tomar as decisões, ou seja, o famoso “já conheço”. Veja como os investidores costumam agir neste caso:

A melhor forma de evitar e prevenir a armadilha mental da segurança a qualquer custo é a informação:

Para evitar cair nessas armadilhas e não ser enganado ou prejudicado, é muito importante refletir e avaliar todas as opções possíveis. Quando aparece uma oportunidade muito boa nos investimentos, é fundamental analisar friamente como está a sua autoconfiança e também a confiabilidade das fontes bem como os custos de comprar ou vender determinados ativos.

Armadilha mental – Excesso de confiança

Outra armadilha mental que prejudica as finanças e a vida é o excesso de confiança, pois os investidores costumam atribuir a si os resultados positivos de suas ações e os negativos a fatores externos.

Em situações complexas, as pessoas acabam simplificando o processo decisório, não considerando as informações disponíveis e nem as consequências.

Veja como o excesso de confiança afeta nosso dia a dia e nossas finanças:

O excesso de autoconfiança somado ao viés da confirmação pode ser uma bomba relógio! Veja:

Motivadas pela autoconfiança excessiva, muitas pessoas superestimam seus conhecimentos sobre determinadas situações e gostam de acreditar em informações que confirmam o caminho que querem seguir.

Quando aparece uma oportunidade muito boa nos investimentos, é fundamental analisar friamente como está a sua autoconfiança e também a confiabilidade das fontes e os custos de comprar ou vender determinados ativos. Como sempre falamos, não existe almoço grátis no mercado financeiro!

O excesso de confiança faz com que as pessoas acreditem que estão sempre certas e superestimem seus conhecimentos. E isso pode afetar seriamente nosso dia a dia e as nossas finanças.

Próximo artigo: Armadilhas mentais – Comprar por impulso e Maria vai com as outras

Geralmente, tomar uma decisão envolve a razão e a emoção e cada decisão tomada gera uma consequência, que nem sempre é possível prever. Porém, é bem comum observarmos pessoas tomando decisões simplistas em situações complexas, baseadas somente na visão superficial. Um bom exemplo disso é quando compramos por impulso.

Já a armadilha Maria vai com a outras ocorre quando as pessoas realizam uma ação, principalmente porque outras pessoas estão fazendo, independente da sua vontade individual. Este comportamento também é chamado de “efeito manada”.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações