O que é Family Office?

  • 08/01/2021
Página inicial - Vida financeira - O que é Family Office?

Um Family Office é um serviço especializado que oferece assessoria completa para as famílias de alto poder aquisitivo, abrangendo as áreas jurídica, contábil, fiscal e de investimentos. A estrutura oferece relatórios periódicos que informam os gastos habituais e imprevistos e também a alocação dos recursos financeiros.

Neste artigo, vamos falar o que é, os tipos e custos, as vantagens e como funciona um Family Office.

O que é Family Office?

O serviço consiste em uma assessoria completa para as famílias, englobando além de investimentos, questões como análise patrimonial, planejamento tributário e sucessório, levantamento de produtos de proteção, como previdência e seguros, dimensionamento do padrão de vida familiar, empoderamento dos herdeiros, entre outros.

Como funciona?

Administrar as diversas despesas presentes na estrutura familiar, principalmente quando ela é complexa, ocupa um valioso tempo, exige conhecimento em diversas áreas e atrapalha o andamento de outras atividades.

Um Family Office tem por objetivo levar tranquilidade e liberdade para a família, realizando a organização financeira, gerenciamento de patrimônio e gestão orçamentária. A eliminação de gastos inesperados, como juros e multas, é uma das demandas do administrador do serviço, que possui as qualificações adequadas para o gerenciamento das despesas diárias da família.

Serviços oferecidos

O Family Office pode oferecer uma gama enorme de soluções, de acordo com a necessidade da família. Alguns dos serviços associados ao Family Office são:

  • Dimensionamento do padrão de vida familiar: levantamento das rendas e despesas, seguido de estratégia para limites dos gastos de acordo com as possibilidades e objetivos para manutenção e melhoria do padrão de vida familiar
  • Análise patrimonial: feita com visão holística, visando obter o melhor retorno de cada item: o que manter, vender ou até mesmo abrir mão. E como trabalhar com os passivos e compromissos financeiros.
  • Planejamento tributário: estudos para redução da carga tributária, tais como: implantação/manutenção de fundo exclusivo, holding patrimonial, produtos de previdência, entre outros, incluindo mediação com advogados, contadores e demais profissionais de relação direta com a família
  • Planejamento sucessório: estudo das melhores estratégias para distribuição da herança, doações em vida, definição de portfólio dos produtos mais adequados aos interesses dos herdeiros, visando evitar conflitos e reduzir custos
  • Levantamento de produtos de proteção: estudo criterioso das coberturas ideais para os bens mensuráveis e imensuráveis da família, alinhados ao planejamento sucessório e, se necessário, inclusão ou não de produtos previdenciários
  • Investimentos: definição das estratégias de acordo com objetivos de acumulação, preservação de patrimônio, distribuição de renda e retorno total, com plano para aportes e resgates nas carteiras, seguindo as estratégias adotadas
  • Empoderamento dos herdeiros: apresentação ou treinamento presencial para os herdeiros, apontando o que eles realmente precisam saber sobre os seus investimentos/patrimônio: o que delegar, o que cuidar, o que analisar, onde investir?

O Family Office na prática

Na organização financeira, o Family Office é responsável por regularizar as finanças familiares, negociando prazos e valores com prestadores de serviços, bancos, empresas de advocacia e de contabilidade, planejando o pagamento de acordo com as análises realizadas e provisionando as futuras despesas.

É responsável também pelo frequente acompanhamento do fluxo de caixa – evitando um saldo em desacordo com as necessidades. Além disso, o serviço orienta o cliente para as melhores aplicações dos recursos financeiros, apresentando uma diversificada carteira de investimentos para obtenção de maior lucratividade, conforme os objetivos da família.

O Family Office fornece um gerenciamento patrimonial diferenciado – onde o monitoramento e a preservação dos bens são tratados com extrema dedicação – e viabiliza a rentabilidade com segurança, assessorando na compra, venda ou locação de imóveis (residenciais ou comerciais), garantindo o equilíbrio do patrimônio – considerando a projeção do lucro desejado com apresentações de diferentes cenários para os imóveis negociados.

Além do mais, é importante lembrar que o patrimônio faz parte do planejamento sucessório, onde o provedor da família, por meio do Family Office, assegura aos herdeiros o resguardo patrimonial.

Quem pode ter?

Geralmente, indivíduos e famílias com alto poder aquisitivo contratam o serviço. Quanto maior a fortuna de uma família, mais complexos são os aspectos que devem ser avaliados para gerir o patrimônio e, por oferecerem uma solução mais integrada, ampla e personalizável para atender as demandas, um Family Office é indicado.

Tipos de Family Office

Existem dois tipos de Family Office:

  • Single – Family Office: estrutura montada pela própria família, com serviços exclusivos e personalizados
  • Multi – Family Office: estrutura que presta um serviço padrão para várias famílias ao mesmo tempo

Vantagens de um Family Office

Contratar esse tipo de serviço pode ajudar no planejamento da estrutura da família e auxiliar em vários serviços e tarefas que precisam ser executadas. Um Family Office oferece serviços profissionais focados nos interesses da família, aumentando a eficiência em diversos aspectos da gestão.

Apesar de ser um serviço custoso, a otimização de serviços como planejamento tributário e financeiro, contabilidade, dimensionamento de seguros, planejamento sucessório, gestão do patrimônio, entre outros, pode gerar uma economia relevante de custos, o que compensa o valor da manutenção da estrutura de um Family Office.

Custos de um Family Office

Os custos do serviço podem ser cobrados por meio de uma taxa fixa, um percentual sobre o patrimônio administrado ou ainda uma combinação das duas opções e variam de acordo com a complexidade da estrutura familiar, tamanho do patrimônio e quantidade de serviços.

Geralmente, o custo se paga com a melhoria na eficiência de gestão dos recursos da família, redução de custos tributários e melhora da gestão dos investimentos. A eficiência no controle das despesas e patrimônio proporciona mais tranquilidade e liberdade para os membros da família.

Conclusão

Family Offices são organizações que servem para gerir os investimentos e outras atividades de uma ou mais famílias. A estrutura auxilia o cliente nas tomadas de decisões diárias e ajuda a melhorar a gestão da fortuna da família como um todo, envolvendo gestão profissional dos ativos da família, planejamento sucessório, eficiência tributária, entre outras questões.

Uma família com estrutura patrimonial complexa, em que as atividades administrativas e financeiras consomem tempo e atrapalham o andamento de outras atividades, pode ser muito beneficiada constituindo um Family Office.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações