Sua conta
  • 04/10/2019

O que é e como funciona o mercado fracionário?

Início / Investimentos / O que é e como funciona o mercado fracionário?
O que é e como funciona o mercado fracionário?

Ao operar no mercado de ações na B3, o investidor negocia esse ativo em lotes, ou seja, compra e vende geralmente um conjunto de ações. Digamos, por exemplo, que você queira comprar ações da Ambev, que opera na B3 com o ticker ABEV3 e fechou o dia 03/10/2019 valendo R$18,58 por ação.

Você verá, no entanto, que para comprar ABEV3 precisará comprar um mínimo de 100 ações, que é o lote padrão para a maioria das ações. Ou seja, o seu desembolso para operar essa ação teria que ser de, no mínimo, R$1.858,00 além de eventuais taxas cobradas pela corretora e pela B3. Para o pequeno investidor, esse pode ser um valor já muito alto para investir em apenas uma ação. Para solucionar essa questão e ajudar o pequeno investidor foi criado o mercado fracionário.

O que é o mercado fracionário?

O mercado fracionário nada mais é que um ambiente na B3 no qual é possível negociar lotes menores que o lote-padrão. Ou seja, caso no exemplo acima você desejasse comprar apenas 10 ações da Ambev e desembolsar R$185,80, isso se faz possível no mercado fracionário.

Como operar no mercado fracionário?

Operar no mercado fracionário é bem simples. Basta buscar o ticker da ação que você deseja negociar e acrescentar a letra F (de fracionado) ao final. Ou seja, o ticker para operar Ambev no mercado fracionário é ABEV3F, Petrobras é PETR3F, Vale é VALE3F e assim por diante.

Vantagens do mercado fracionário

O mercado fracionário é vantajoso para o pequeno investidor, pois ele permite que sejam investidos valores menores nas ações das empresas. Isso é bem importante caso você queira criar uma carteira relativamente diversificada, mas não tem um valor grande para investir em ações.

O mercado fracionário permite também que o pequeno investidor aplique mês a mês em ações e vá formando a sua carteira aos poucos. Dar a possibilidade desse investimento direto em ações, ainda que em valores menores, ajuda inclusive na educação financeira do investidor, que pode aplicar um valor menor e se habituar com as características do mercado de ações.

Outro ponto interessante de reforçar é que, ainda que o mercado fracionário permita operar valores menores que o do lote-padrão, uma vez que você tenha comprado ações suficientes para completar o lote-padrão (que costuma ser de 100 ações), elas podem ser negociadas com o ticker normal.

Desvantagens do mercado fracionário

A principal desvantagem de operar no mercado fracionário está no peso das taxas cobradas em cima do valor total aplicado, que podem “matar” a rentabilidade do investimento.

Digamos por exemplo que na sua corretora você seja cobrado, no total, R$10,00 por operação realizada na bolsa. Usando o exemplo anterior, caso você comprasse o lote-padrão de ações da Ambev o seu custo total seria de apenas 0,54% da aplicação, algo razoável e facilmente recuperável ao investir em ações. Caso você compre apenas 10 ações, no entanto, as taxas passam a ser 5,4% do total investido, ou seja, já são muito mais relevantes no total da operação.

Caso você compre apenas uma ação, por R$18,58, as taxas equivaleriam a 54% do total aplicado, o que inviabilizaria totalmente a aplicação e adicionaria um risco enorme de você sequer recuperar o valor investido.

É importante destacar ainda que essa taxa considerada é apenas a taxa cobrada na aplicação, na hora que for vender ela será cobrada novamente. Essas taxas acabam pesando caso o investimento em ações seja de um montante muito baixo e, portanto, é importante tomar cuidado para que elas não sejam superiores a 2% do total investido.

Outra desvantagem do mercado fracionado está no fato que existe uma liquidez menor e uma certa arbitragem entre o preço negociado no mercado fracionário e no mercado integral. Ou seja, pode não ser tão fácil vender a ação ABEV3F quanto seria a ABEV3, que tem uma liquidez diária de centenas de milhões de reais. Além disso, o preço de ABEV3F, por ter menor liquidez, pode ser ligeiramente diferente do valor negociado no lote padrão (Ex: R$18,80 ao invés de R$18,58).

Conclusão

Apesar de ter uma liquidez menor e uma certa arbitragem de preços, o mercado fracionário é muito interessante para o pequeno investidor, pois permite que ele invista valores menores que o do lote-padrão em ações. Isso permite a formação de uma carteira de ações mais diversificada, aos poucos. É importante notar ainda que, caso você forme um lote-padrão, comprando aos poucos no mercado fracionário, pode operar normalmente no mercado integral.

Resumo
O que é e como funciona o mercado fracionário?
Nome do artigo
O que é e como funciona o mercado fracionário?
Descrição
O mercado fracionário é um ambiente na B3 no qual é possível negociar lotes menores que o lote-padrão, permitindo que o investidor tenha uma carteira de ações mais diversificada.
Autor
Nome do editor
Par Mais

Deixe seu comentário

Comentário(s): 2

       
  1. Só podiam atualizar no trecho ref as desvantagens. Hoje existem diversas corretoras / bancos que não cobram taxas de corretagens. Apenas as taxas da B3 mesmo…

    1. Norberto, boa tarde!
      Agradecemos pela observação e por ser nosso leitor.
      No texto não generalizamos as corretoras. Citamos apenas um exemplo do que pode ser cobrado e alertamos para que os leitores tomem cuidados com as taxas, para que elas não sejam superiores a 2% do total investido.
      Até mais!

×