Índice VIX: entenda o que é e como funciona o “índice do medo”

  • 31/07/2020
Página inicial - Investimentos - Índice VIX: entenda o que é e como funciona o “índice do medo”

Em assuntos sobre investimentos, provavelmente você já ouviu falar sobre o índice do medo.

Ele é um indicador de volatilidade do mercado de ações dos EUA, que reflete a expectativa do mercado para os próximos 30 dias. A volatilidade está diretamente ligada com a variação de preços dos ativos financeiros.

Com o cenário de juros baixos no Brasil, os investidores estão tendo que aumentar a exposição ao risco da carteira de investimentos, e como consequência, estão começando a aprender a conviver com a volatilidade.

Neste artigo, vamos falar sobre o índice VIX e como ele influencia o mercado mundial.

O que é o índice VIX?

VIX, em inglês Volatility Index, é o símbolo e o nome popular do índice CBOE (Chicago Board Options Exchange), que mede a expectativa de volatilidade do mercado de ações, com base nas opções do índice S&P 500 (Standard & Poor’s 500). Em resumo, ele é um indicador de volatilidade futura do mercado de ações dos EUA.

O índice VIX é também conhecido como índice do medo e seu objetivo é representar o prêmio que investidores estão dispostos a pagar para comprar ou vender uma ação. Quanto mais alto for o valor do VIX, mais os investidores estão dispostos a pagar por um “seguro” na forma de opções. Quando o prêmio das opções cai, o VIX cai junto.

No mercado financeiro, o risco de um ativo é medido através de quanto a rentabilidade dele oscila ao redor da sua média, em um determinado período.
Quanto menor a variação, menos arriscado é o ativo. Quanto maior a variação, mais risco o ativo oferece.

Como funciona?

Desde que surgiu em 1993, o índice VIX se tornou uma importante ferramenta de base para negociações de curto prazo feitas por especuladores de mercado, pois ele mede a variação no preço de uma ação em um determinado período. Em resumo, o índice tem o objetivo de entender a sensibilidade do mercado em relação às ações e determinar os seus riscos.

Ou seja, quanto maior a volatilidade de uma ação, mais sensível é seu preço, podendo subir ou cair drasticamente. Quanto mais baixa for a volatilidade, mais resistente é sua precificação diante das oscilações do mercado.

Por exemplo, se a porcentagem do VIX está em 20%, significa que a oscilação do S&P para o próximo ano, com um intervalo de confiança de 68%, pode ser de 20%, para cima ou para baixo. Quanto mais alto estiver o VIX, maior será a volatilidade e consequentemente, maior será a incerteza entre os investidores. Já se o VIX estiver baixo, significa menos risco e o mercado mais estável.

Cálculo do VIX

O cálculo do VIX envolve diversas fórmulas complexas, mas é feito de forma totalmente automatizada. A CBOE calcula uma média ponderada da volatilidade implícita para encontrar a volatilidade esperada para os próximos 30 dias.

A metodologia utiliza opções de compra e venda do atual e dos próximos vencimentos, considerando o tempo, taxas de variação e médias de preços para chegar no resultado do VIX.

Histórico do índice

O índice VIX pode ser uma importante ferramenta para mapear crises. Em outubro de 2008, durante a crise, o índice atingiu o pico de 89,53. Durante a pandemia da COVID-19, o índice chegou a 85,47. Veja no gráfico o valor máximo mensal do índice, desde 2000:

Índice de volatilidade no Brasil

Como a B3 não tem um índice semelhante ao VIX, os investidores brasileiros também usam o VIX como referência, acompanhando a volatilidade do Brasil observando o índice do medo dos EUA.
Isso acontece porque o mercado brasileiro é bastante influenciado pelo mercado americano, visto que ele é referência para todos os mercados do mundo e gera impacto no comportamento da economia mundial.
Em resumo, se o índice VIX tiver um grande aumento nos EUA, provavelmente o restante do mundo sentirá seus reflexos.

Conclusão

O índice VIX americano é uma importante ferramenta para avaliar o cenário do mercado financeiro mundial. Quanto mais alto estiver o índice do medo, maior será a volatilidade e consequentemente, maior será a incerteza entre os investidores. Nestas horas, os investidores precisam ter muito cuidado e atenção para operar os ativos.

A alta do índice VIX costuma representar incertezas do mercado, que podem ser causadas por algum fenômeno, como crises políticas e econômicas ou algum outro fenômeno.

Por isso, acompanhar as movimentações do mercado e o índice do medo é muito importante, pois alguns acontecimentos podem impactar fortemente a sua carteira de investimentos.

Além disso, conte sempre com o auxílio de profissionais qualificados antes de escolher os seus ativos, pois eles podem te indicar as melhores opções, avaliando os riscos, volatilidade e retornos, de acordo com seu perfil de investidor e seus objetivos.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações