Entenda como é calculado o PIB

  • 06/07/2021
Página inicial - Vida financeira - Entenda como é calculado o PIB

O PIB – Produto Interno Bruto – abrange toda a cadeia produtiva do país e é um dos principais índices de atividade econômica. Ele é utilizado em diversos estudos macroeconômicos para avaliação da saúde financeira do país.

Entenda neste artigo como é calculado o PIB e sua importância para a economia.

O que é PIB

Considerado por muitos como o principal termômetro da economia de um país, o PIB é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos por um país, estado ou cidade, geralmente no período de um ano. Ele é calculado por todos os países, nas suas respectivas moedas.

Se o PIB de um país tiver um resultado positivo, indica que a atividade econômica desse país está crescendo e, quanto maior a atividade econômica, mais consumo, mais vendas e mais investimentos ele terá.

Já se o PIB é negativo, quer dizer que a atividade econômica está reduzindo, o que impacta também no consumo, nas vendas e nos investimentos.

Como é calculado o PIB?

No Brasil, o cálculo do PIB é feito pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – e como citamos, são considerados apenas os produtos finais que são produzidos no país.

Para exemplificar como é calculado o PIB, vamos considerar que o país não tenha nenhuma relação com o exterior e produza apenas milho, fubá e bolo.

No período de um ano, foram produzidos o equivalente a R$100,00 de milho, R$200,00 de fubá e R$300,00 de bolo. Neste caso, o PIB do país no período é de R$300,00.

Isso porque os valores do fubá e do milho já estão embutidos no valor do bolo. Assim, o que entra no cálculo do PIB são os bens e serviços finais.

O termo “finais” é usado para evitar erro de dupla contagem, pois os itens considerados primários e secundários não são considerados. No exemplo que usamos, o vendedor do produto final (bolo) pagou pelo fubá que comprou. No caso, sua renda não é de R$300,00, mas sim de R$100,00.

Vamos explicar de outra forma:

Suponhamos que alguém compre todo o bolo por R$300,00. Desses R$300,00, o confeiteiro gastou R$200,00 com a compra do fubá. Já o produtor de fubá pagou R$100,00 ao produtor de milho.

Se considerarmos que para a produção do milho não há insumos, os R$100,00 se tornam a renda do produtor de milho e a diferença entre o preço da compra do milho e a venda do fubá (também de R$100,00), se torna a renda do produtor de fubá.

Somando a renda dos envolvidos – produtor de milho, produtor de fubá e o confeiteiro dos bolos – chegamos a R$300,00, o mesmo valor da venda total dos bolos.

Em resumo, os bens e serviços finais que compõem o PIB são medidos ao preço que chegam ao consumidor. Isso vale também para as outras categorias de serviços e produtos.

Dados usados para o cálculo do PIB

Para o cálculo do PIB, são utilizados diversos dados, alguns do próprio IBGE e outros de fontes externas. Podemos dizer que cada pesquisa ou fonte de informação usada para o cálculo é uma peça de um quebra-cabeça que, quando encaixadas, formam o PIB. Veja os principais:

  • Balanço de Pagamentos (Banco Central)
  • DIPJ – Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica – (Receita Federal)
  • IPA – Índice de Preços ao Produtor Amplo – (FGV)
  • IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – (IBGE)
  • PAM – Produção Agrícola Municipal – (IBGE)
  • PAC – Pesquisa Anual de Comércio – (IBGE)
  • PAS – Pesquisa Anual de Serviços – (IBGE)
  • POF – Pesquisa de Orçamentos Familiares – (IBGE)
  • PIA-Empresa – Pesquisa Industrial Anual – Empresa – (IBGE)
  • PIM-PF – Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física – (IBGE)
  • PMC – Pesquisa Mensal de Comércio – (IBGE)
  • PMS – Pesquisa Mensal de Serviços – (IBGE)

Análises feitas a partir do PIB

Segundo o IBGE, a partir do resultado do PIB, é possível fazer análises como:

  • Traçar a evolução do PIB no tempo, comparando seu desempenho ano a ano
  • Fazer comparações internacionais sobre o tamanho das economias de diversos países
  • Analisar o PIB per capita – divisão do PIB pelo número de habitantes

Indicador de fluxo de novos bens e serviços

Há quem diga que o PIB é o total da riqueza existente em um país, como uma espécie de tesouro nacional, mas isso é um mal-entendido.

Na realidade, ele é um indicador de fluxo de novos bens e serviços finais produzidos durante um período. Ou seja, se um país não produzir nada no período, o PIB será nulo (zero).

Segundo o IBGE, o PIB é um indicador síntese de uma economia: ele ajuda a compreender um país, mas não expressa importantes fatores, como distribuição de renda, qualidade de vida, educação e saúde.

Em resumo, um país pode ter um PIB pequeno e apresentar um padrão de vida alto, ou ter um PIB alto e apresentar um padrão de vida baixo.

O PIB cresce quando existe um equilíbrio entre tudo o que é produzido. Com o PIB alto, temos mais investimentos, mais empresas abertas, mais geração de empregos e, consequentemente, aumento de renda e consumo das famílias.

Tipos de PIB

PIB Nominal

O cálculo é feito considerando os preços do produto ou serviço no ano em que foram produzidos e comercializados.

PIB Real

Considera o volume físico de um produto ou serviço, excluindo os efeitos da inflação.

PIB Per Capita

É a divisão do resultado do PIB pelo número de habitantes de um país, estado ou município. Ele mede quanto do PIB caberia a cada indivíduo se todos recebessem partes iguais. Neste caso, ele considera uma distribuição equilibrada.

Conclusão

O PIB é um dos principais índices de atividade econômica e é usado em diversos estudos para avaliar a saúde financeira de um país.

É muito importante saber como é calculado o PIB, pois ele indica a situação da atividade econômica de um país. Se o PIB está positivo, indica que a atividade econômica desse país está crescendo.

Mas se está negativo, quer dizer que a atividade econômica está reduzindo, impactando também no consumo, nas vendas e nos investimentos.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações