• 21/09/2017

Margem de lucro: sua empresa está gerando o lucro esperado?

Margem de lucro

O mundo dos negócios tem mudado muito nos últimos anos. Novos concorrentes a todo instante, crises inacabáveis que podem levar o empreendedor à falência de um ano para o outro, instabilidade nas vendas, lucratividade, margem disso, margem daquilo, termos que acabam confundindo a cabeça do empreendedor que está cada vez mais preocupado com o sucesso de seu negócio. Neste artigo falaremos sobre a margem de lucro, o que ela é, o que ela mede, quais são as suas variações e como calcular cada uma delas.

MARGEM DE LUCRO – Definição

A margem de lucro é o percentual que representa a capacidade de gerar lucros de um determinado produto, projeto ou empresa. Analisando uma DRE (Demonstração do Resultado do Exercício), existem dois tipos de margem de lucro, a margem de lucro bruto e a margem de lucro líquido. Enquanto a margem líquida mede a lucratividade da empresa, já descontados todos os custos e despesas da mesma, a margem bruta mede a rentabilidade da empresa, onde são descontados de sua receita apenas os esforços para colocar o produto ou serviço a venda. A fórmula para o cálculo das duas margens são:

A seguir tem-se uma DRE para exemplificar o cálculo das margens:

Enquanto que a margem de lucro bruto mede rentabilidade sobre o faturamento total da empresa, a margem de lucro líquido mede a capacidade de gerar lucros sobre o faturamento da empresa. Ou seja, quanto maior a margem de lucro líquido da empresa, maior é a sua capacidade de transformar o faturamento em lucro.

MARGEM DE LUCRO DA EMPRESA VS MARGEM DE LUCRO DO PRODUTO

Para começar, vamos diferenciar as duas principais variações da margem de lucro, a margem de lucro da empresa e a margem de lucro do produto, que apesar de terem a mesma função (medir o lucro), são diferentes dentro de uma mesma empresa.

Começaremos falando da margem de lucro do produto, que mede a capacidade de gerar lucros de um determinado produto, após serem descontados os custos e despesas relacionados a esse produto. Para entender melhor, vamos analisar a estrutura de custos e despesas de um produto específico: a garrafa de água.

Em nosso exemplo a garrafa de água é vendida à R$2,00, sendo este o valor da receita de venda de 1 garrafa. Agora imagine que esta garrafa possui custos e despesas que totalizam R$1,50 por unidade e que se paga ainda 10%, sobre a receita, a cargo de impostos sobre a venda. Temos assim a seguinte estrutura:

Analisando a estrutura de custos e despesas desse produto (garrafa de água), percebe-se que após descontar os gastos com impostos, custos de produção, proporcional de despesas da empresa, ainda sobram trinta centavos (R$0,30) por garrafa vendida. Para calcular a margem de lucro do produto, deve-se dividir o lucro pelo valor de venda (R$0,30/R$2,00), chegando-se assim à margem de lucro de 15%.

É válido lembrar que uma empresa pode apresentar mais de uma margem líquida de produto, na verdade, cada produto possui a sua própria margem, enquanto que a empresa em si possui sua própria margem de lucro, que é a calculada agregando-se todos os produtos e considerando toda a sua estrutura de custos e despesas. Por exemplo, vamos imaginar que aquela empresa que vende a garrafa de água, tenha na verdade 3 variações de produtos: água sem gás, água com gás e água saborizada, todos sendo vendidos no mesmo tamanho (500ml). Com isso, temos as seguintes estruturas dos três (3) produtos vendidos:

Percebe-se que cada produto possui sua própria estrutura de custos e despesas, além de preço de venda diferenciados. Com isso, cada produto possui a sua própria margem de lucro. Já para se calcular a margem de lucro da empresa, é necessário que seja considerada a estrutura total da empresa, conforme apresentada a seguir:

Constata-se que a margem de lucro da empresa é diferente da margem de seus produtos, pois são considerados todas as fontes de receitas, todos os seus custos e despesas inerentes aos produtos vendidos. Por isso que uma empresa pode ter produtos com margens boas, mas a empresa em si não ter uma margem tão boa.

Conclusão

Neste artigo você conheceu os tipos de margens de lucro que existem dentro de uma empresa, tanto a margem de lucro bruta, como a margem de lucro líquido, além de também a margem de lucro por produto. Todo comércio deve conhecer sua estrutura de custos e despesas para que possa apurar as margens de seus produtos e assim consiga estipular os preços dos produtos de forma mais precisa, saiba quanto pode ser dado de desconto em eventuais promoções e até mesmo saber o impacto que o aumento dos custos podem causar no resultado da empresa.

 

Onde você está, aonde quer chegar?
Nossa função é tornar sua jornada mais rápida e mais rentável. Escolhemos com você os investimentos que precisa, alinhados às suas necessidades. Clique aqui.

Resumo
Margem de lucro: sua empresa está gerando o lucro esperado?
Nome do artigo
Margem de lucro: sua empresa está gerando o lucro esperado?
Descrição
A margem de lucro é o percentual que representa a capacidade de gerar lucros de um determinado produto, projeto ou empresa, analisando uma demonstração do resultado do exercício.
Autor
Nome do editor
Par Mais

CATEGORIAS BLOG

CATEGORIAS BLOG

Deixe seu comentário