Somos Top 10

no Ranking Agência Estado Projeções

Top 10 Básico do 4º Trimestre de 2020

O ano de 2020 foi marcado por eventos inesperados e improváveis. Mas mesmo em meio a pandemia mundial e a crise econômica, a ParMais ficou no Top 10 do Ranking Agência Estado Projeções - Top Básico do 4º Trimestre de 2020. A categoria leva em conta as projeções para juros, câmbio e inflação.

Concorremos com profissionais de bancos, corretoras, consultorias, assets, instituições de ensino e outras que, periodicamente, enviam suas projeções de indicadores econômicos para o Ranking AE Projeções.

Essa conquista é resultado de muito esforço, trabalho e dedicação do Time de Gestão da ParMais, que apesar das adversidades, não mediu esforços e trabalhou incansavelmente no ano que passou.

Conheça o prêmio da Agência Estado - Ranking Projeções

A proposta do Ranking AE Projeções é premiar as instituições cujas projeções para os principais indicadores econômicos do País mais se aproximam da realidade. A Agência Estado desenvolveu uma metodologia própria para reunir e avaliar os dados fornecidos pelas instituições.

Premiação
As instituições serão classificadas em duas categorias: Top 10 Geral e Top 10 Básico. A categoria Geral considera as projeções para sete indicadores: IPCA, IGP-M, Selic, câmbio, saldo da balança comercial, relação dívida/PIB e PIB. A categoria Top 10 Básico leva em conta apenas as projeções para juros, câmbio e inflação.

Sigilo
Serão divulgadas as projeções e a classificação somente das dez primeiras instituições classificadas em cada categoria. Os resultados das demais instituições serão considerados para compor medianas, mas suas projeções e sua classificação não serão publicadas. Todas as instituições participantes receberão um e-mail automático e sigiloso com sua própria colocação no ranking.

Quem participa
Bancos, corretoras, consultorias, assets, instituições de ensino e outras que façam, periodicamente, projeções de indicadores econômicos.

Data Crítica
A cada trimestre, as instituições fazem suas projeções para os seis trimestres subsequentes e para o ano fechado. Os dados devem ser enviados pelas próprias instituições até o dia 10 dos meses de fevereiro, maio, agosto e novembro. Nos meses em que o dia 10 cair em finais de semana ou feriados, fica facultado às instituições imputarem as respectivas projeções no primeiro dia útil após a data final estabelecida.

Metodologia
As projeções para o fechamento do ano são coletadas do quarto trimestre do ano anterior até o terceiro trimestre do ano em curso. Neste caso, serão atribuídos pesos a cada nova projeção de cada indicador (4, 3, 2 e 1), de forma a valorizar as estimativas mais distantes do período de referência.

A íntegra da metodologia ficará disponível para consulta. Os referidos pesos refletem a simples multiplicação do trimestre em análise pelo número de trimestres do ano. Assim sendo, o peso das expectativas inseridas no sistema do Ranking AE Projeções no primeiro trimestre de um determinado ano terá peso 4, já que a atribuição dos pesos contemplará o próprio trimestre e os três subsequentes.

Pela ordem, as projeções que forem imputadas no sistema no segundo trimestre, por exemplo, terá peso 3, uma vez que além do trimestre base, serão considerados os terceiros e quarto trimestres. E assim segue-se sucessivamente.

O ranking utilizará como critério o desvio padrão. A estimativa menos distante do resultado oficial de cada indicador receberá a nota 1; a segunda, nota 2,e assim por diante. A instituição que somar menos pontos no total será a vencedora.

Confira as projeções que os participantes do Top 10 Geral devem enviar nos períodos de referência:

Agende uma conversa com nossos especialistas
em investimentos e vida financeira