Se você investisse usando um robô advisor será que ele entraria em contato com  você após o fatídico dia 18/06/2017, pós-delação da JBS?

No mercado financeiro estamos sujeitos a fatos inesperados como esse, que podem ser classificados como os famosos Cisnes Negros de Nassim Taleb. Não há muito o que fazer nesse momento, recomenda-se ficar quieto para se evitar tomar decisões impulsivas.

Mas com certeza nesse momento ter uma pessoa para conversar e fornecer uma opinião isenta e qualificada é muito importante. Aí voltamos ao dia 18…

Nesse dia, sabendo dos abalos que o mercado ia sofrer na abertura, e que não devíamos tomar nenhuma decisão impulsiva, focamos em uma atitude: entrar em contato com os clientes!

Para que? Basicamente para tranquilizá-los, porque suas carteiras de investimentos estavam perfeitamentes condizentes com seus perfis e os impactos seriam muito limitados nas carteiras. O feedback das pessoas foi incrivelmente gratificante!

Um robô advisor não teria esse diferencial, que é o contato humano. Além disso, para a gestão de investimentos no Brasil, não temos um mercado de capitais que torne um algoritmo para gerir investimentos algo crucial. Isso se deve a diversos fatores, como por exemplo o fato de no Brasil não haver um mercado com milhares de produtos de investimentos, que torne a escolha algo extremamente difícil.

Robôs Advisors são muito utilizados nos EUA, em função do mercado financeiro lá ser infinitamente maior que o nosso. Para se ter uma noção, lá existem mais de 5.000 ETF’s, enquanto no Brasil só temos 15, isso mesmo, QUINZE.

Vamos falar de pessoas, sonhos e objetivos

Ao preencher suas informações pessoais para traçar o perfil de risco nos robôs, muitas questões relevantes da vida de uma pessoa não são abordadas. Os perfis falam muito de dinheiro e pouco de pessoas.

Porém, nada que diz respeito à vida da pessoa/família é irrelevante, ainda mais se estamos falando do suado dinheiro do trabalho, que deverá ser bem investido para que os sonhos da família sejam alcançados.

A Raymond James, que é uma das maiores consultorias de investimento dos EUA, é bem clara: “nós não temos planos de usar robô advisor, eles não vão substituir o conselho humano”. A empresa tem autoridade no assunto, pois possui nada menos do que 7.000 consultores atendendo.

Fique tranquilo caro leitor, aqui na Par Mais você sempre terá uma pessoa para te escutar e ajudar nessa jornada no mundo dos investimentos. E o melhor e acima de tudo, com transparência e isenção. Os SEUS objetivos e sonhos são nosso motivo de existir.

Quer receber o próximo FAROL, em primeira mão, no seu CELULAR?

Nossos informativos FAROL são ALERTAS de acontecimentos em destaque sobre o mercado financeiro.
Análises dos assuntos mais relevantes do mundo das finanças e as ARMADILHAS que podem fazer com o seu dinheiro.