Uma corretora de valores nos dá a possibilidade de acessar produtos de investimentos melhores do que conseguimos nos grandes bancos. Porém temos que cuidar para não correr riscos que não conhecemos.

Hoje muitas corretoras usam o slogan TAXA ZERO para investir, CUIDADO porque não existe almoço grátis no mercado financeiro.

Aqui você vai aprender a como indagar seu assessor de investimentos para não entrar em furadas.

Antes de mais nada vamos esclarecer que não é errado a corretora e o assessor receberem comissão, todos nós temos que trabalhar e precisamos ser remunerados por isso, no entanto, é importante que o cliente saiba os reais custos do serviço que está recebendo.

Segundo informações fornecidas pelas corretoras, um assessor de investimentos com 1 ano de experiência e volume de recursos captado de R$ 10 milhões recebe em média R$ 96 mil ao ano (isso dá um percentual de 0,96% ao ano).

O assessor recebe uma parte da receita de corretagem, taxas de administração de fundos, distribuição de ativos de renda fixa (CDB/LCA/LCI/LC/LF/CRI/CRA), Ofertas Públicas (IPOs) e outros produtos, algumas oferecem até produtos como seguros e previdência!

Mas como isso é possível se, por exemplo, a corretora não cobra NADA para o investimento em tesouro direto?

Se a corretora cobrasse 0,10% ao ano de taxa de adm. no Tesouro Direto e ela passasse TODA taxa para o assessor ele teria que ter captado R$ 100 MILHÕES em investimentos para receber a remuneração média prometida.

Em outubro de 2016, o estoque do Tesouro Direto registrou um montante de R$ 38,1 bilhões investidos em títulos públicos por pessoas físicas. Se todas cobrassem 0,10% ao ano de taxa, seriam R$ 38 milhões de receitas para elas. Porém em 2015 uma corretora que atende pessoa física registrou mais de R$ 87 milhões de lucro. Isso com certeza não foi oferecendo títulos públicos no tesouro direto!

Para “gerar receita” - esse é o mantra nas corretoras - existem MUITOS produtos, aí surge um dos motivos de terem cunhado o termo shopping financeiro.

Renda Fixa - Lucro fixo e ALTO!

Um banco vende um lote de CDB para a corretora por exemplo, por 115% do CDI e ele é distribuído com taxa de 111% para o cliente final a diferença é a comissão da corretora e do assessor.

Supondo uma taxa de juros projetada para os próximos 12 meses de 12,25% ao ano, então o banco emite para a corretora uma taxa 14,09% ao ano e no final das contas o investidor recebe 13,60% ao ano.

A receita gerada para a corretora será de R$ 4.294,95!

ATENÇÃO! Questione a saúde financeira do banco (CDB/LCI/LCA), quanto melhor a taxa, mais risco embutido e maior a comissão. Sempre invista no limite do FGC!

O Fundo Garantidor de Crédito (FGC) é uma é uma associação sem fins lucrativos, cujo propósito é proteger o investidor em caso de falência das instituições financeiras e prevenir crises bancárias. O FGC garante o capital do investidor até o limite de R$ 250 mil por CPF e por instituição financeira.

Muita atenção para emissões de CRI, CRA e Debêntures. Além de não possuir garantia do FGC a comissão de distribuição chega a ser 2% do valor captado! Mesma regra, maior o risco maior a comissão! Pergunte ao seu assessor sobre isso!

Mercado de Ações - Movimentações lucrativas

Outro exemplo, porém direcionado para quem investe em ações é que grandes investidores como Warren Buffett e Luiz Barsi investem com a estratégia de comprar ações e manter na carteira por longos períodos de tempo. Como a corretora ganha uma comissão a cada negócio realizado (taxa de corretagem) se você comprar uma ação e quiser manter o investimento por 5 anos, a corretora irá ficar sem auferir receita nesse período…

Por isso as corretoras incentivam a movimentação de compras e vendas de ações e oferecem muitas ferramentas para as pessoas operarem cada vez mais!
Seja cauteloso, estude muito e não siga qualquer recomendação por emoção, ainda mais em renda variável. Questione o assessor para descobrir se o seu perfil é adequado para tais riscos.

Fundos de Investimentos

Não tem problema pagar taxa de administração e taxa de performance, porque o gestor trabalha para fazer o dinheiro render, ele ganha e você ganha. Ponto.

Porém preste atenção nas corretoras que oferecem muitos fundos e inclusive fundos que ela própria faz a gestão. Mas por quê? Pelo fato da corretora sempre comissionar o assessor MUITO melhor quando o fundo da casa é recomendado.

Pergunte e pesquise para ver não existe um fundo semelhante com retorno e volatilidade melhor e cuide para ver se a taxa de administração não é muito alta.

PASMEM - Existem fundos de ações com taxa de adm de 4% ao ano em plataformas de corretoras!

Quer receber o próximo FAROL, em primeira mão, no seu CELULAR?

Nossos informativos FAROL são ALERTAS de acontecimentos em destaque sobre o mercado financeiro.
Análises dos assuntos mais relevantes do mundo das finanças e as ARMADILHAS que podem fazer com o seu dinheiro.