Você precisa de um seguro de vida?

  • 28/04/2020
Página inicial - Vida financeira - Você precisa de um seguro de vida?

Os seguros têm por objetivo ajudar na eventualidade de algum acontecimento fora do nosso controle, algo imprevisto, que cause impacto financeiro. Por isso, preparamos esse artigo que vai ter ajudar a avaliar a necessidade de um seguro de vida.

Diariamente nos deparamos com casos de clientes que pagam por um seguro de vida sem ter necessidade ou que não estão com as contratações adequadas ao seu momento de vida e objetivos financeiros. Por isso, fazer uma análise de seguros é essencial para garantir que os valores pagos serão adequados para a sua realidade e você terá a cobertura ideal em caso de imprevistos, garantindo tranquilidade e segurança financeira. Antes de contratar um seguro de vida, é importante considerar alguns aspectos para não acabar pagando por um serviço que não irá atender às suas necessidades no futuro. 

Importância do seguro

Um seguro de vida pode ser uma parte importante do planejamento financeiro, servindo como proteção do patrimônio durante a fase de acumulação de renda e também pode ser uma boa ferramenta de sucessão. 

O primeiro passo antes de contratar um seguro de vida é entender para que ele serve e definir um objetivo que justifique a necessidade desse tipo de serviço. O seguro de vida engloba diversos tipos de cobertura, sendo a mais comum a cobertura por morte. Considerando os diversos tipos de cobertura disponíveis no mercado, é provável que tenha alguma situação em que precisamos de seguro. Confira as mais comuns:

Seguro de vida tradicional 

O segurado assume o compromisso de pagamento do prêmio conforme acordado no contrato e a seguradora assume o compromisso de pagamento da indenização caso aconteça algum sinistro. Nesta modalidade, o reajuste da cobertura contratada é dado geralmente pela inflação e o reajuste do prêmio mensal pago dado pela inflação mais correção por faixa etária;

Seguro de vida temporário

Essa opção possibilita contratar um seguro de vida que proteja os dependentes do segurado por um período pré-estabelecido. Esse tipo de seguro costuma ser mais barato e possui vantagens como o congelamento do quadro de saúde do segurado no momento da contratação, isso faz com que o valor do prêmio mensal não seja corrigido pela idade do segurado.

Seguro de vida resgatável

Enquanto os outros seguros de vida tradicionais realizam o pagamento da indenização apenas em caso de sinistro, o seguro resgatável permite que o próprio segurado acesse uma parte do dinheiro, de acordo com regras pré-estabelecidas, geralmente mediante o cancelamento do seguro.

Cobertura por invalidez permanente

Além da cobertura tradicional de morte, também é possível fazer um seguro por invalidez permanente, que tem o objetivo similar ao seguro de vida, porém sua cobertura se dará diante de um sinistro diferente. 

A invalidez permanente ocorre quando existe a perda definitiva das funções vitais de um órgão, membro ou parte do corpo. Para ser considerada permanente, o dano deve ser irreversível. O seguro por invalidez permanente pode ser dividido em subcategorias, que pode ser invalidez parcial, que é quando ocorre a perda fracionária das funções ou invalidez total, que é quando ocorre a perda por completo das funções de um determinado órgão, membro ou parte do corpo e pode ser contratada para casos de acidente ou doença.

Além disso, outros tipos de coberturas também podem ser contratadas em um seguro, como por morte acidental, invalidez parcial ou por acidente, invalidez funcional por doença, doenças graves, diária por incapacidade temporária, diária por internação hospitalar, cirurgias, serviço de assistência funeral, etc.  

Já tenho um seguro

Caso você já tenha contratado um seguro, nós conseguimos analisar se o serviço e a cobertura estão alinhados com as necessidades e objetivos. Outra questão importante é a reavaliação do seguro após acontecimentos importantes da vida, como na ocorrência de um casamento, divórcio, nascimento ou adoção de um filho ou compra de um bem significativo, como por exemplo uma casa. Veja uma simulação:

Exemplo

Pedro e Elisa são um casal de médicos que acabaram de ter um filho. Pedro tem 38 anos e renda de R$30 mil. Elisa tem 32 anos e sua renda mensal é de R$10 mil.

Pedro estava pagando mensalmente um seguro resgatável no valor de R$498,00, com cobertura de R$50 mil para toda vida, temporário de 25 anos com cobertura de R$500 mil e cobertura por invalidez por acidente também de R$500 mil. Elisa não tinha seguro de vida e o patrimônio do casal está avaliado em R$2.8 milhões.

Após analisar o seguro, identificamos que os valores das coberturas não atendem a necessidade financeira do casal, pois o objetivo deles é preservar o patrimônio e ter segurança financeira para:

  • Gerar uma renda complementar para a esposa por 5 anos, no valor de R$10 mil
  • Gerar um renda de R$2.000/mês até o filho completar 25 anos
  • Garantir liquidez para inventário
  • Garantir que em caso de algum acidente que gere invalidez total, ele receba uma indenização capaz de gerar R$8 mil de renda até 90 anos

Neste caso, sugerimos uma readequação das coberturas para uma nova, segurado em um plano Private, que não tem reajuste do prêmio por faixa etária, ficando o temporário 25 anos com cobertura de R$1.050.000,00 e invalidez por acidente com cobertura de R$2.650.000,00. O valor do seguro mensal ficou em R$412,00.

Este é um típico caso onde o segurado estava pagando mensalmente um valor mais caro por um seguro resgatável e tinha coberturas abaixo da sua real necessidade de proteção financeira.

Após a análise e readequação das apólices, as coberturas ficaram de acordo com a necessidade e os objetivos da família e o custo mensal diminuiu.

Conclusão

O propósito de um seguro de vida é de prover proteção financeira para os dependentes do segurado após a sua morte. Para que esse produto faça sentido, é essencial que o segurado analise a sua situação financeira e determine o padrão de vida necessário para os seus dependentes antes da contratação do seguro.

Nesse aspecto, a assistência de um planejador financeiro é bastante importante para verificar o tipo de seguro que melhor atende às suas necessidades e fazer os cálculos necessários para garantir que estejam alinhados aos objetivos da família. 

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações