Sua conta
  • 28/05/2014

Renda fixa, nem tão fixa assim

Início / Investimentos / Renda fixa, nem tão fixa assim

investimentos

Investimentos: renda fixa, nem tão fixa assim

.

Os investimentos em títulos emitidos pelo Governo Federal, que foram popularizados e tornaram-se mais acessível com o nome de Tesouro Direto, possuem rentabilidade com taxas pré e pós fixadas e é classificado como renda fixa. Ao contrário do que muitos imaginam, isso não significa dizer que a rentabilidade dos títulos não oscilem ao longo do tempo, eles oscilam SIM!

No caso dos títulos com taxa pré fixada, em que a rentabilidade é definida no momento da compra, é comum observarmos fortes variações no valor dos investimentos, especialmente em títulos com um prazo mais longo para o vencimento. As oscilações ocorrem principalmente em razão das condições do mercado e expectativas quanto ao comportamento das taxas de juros futuras: uma redução nas taxas de juros de mercado provocará aumento no valor do título e vice versa.

Quando o investidor acessar o seu extrato, verá o valor de mercado do título, ou seja, se o investidor quiser vender os títulos que possui, irá receber exatamente o valor contido em seu extrato no momento da venda. Essa maneira de precificação dos investimentos é conhecida como marcação à mercado, sendo válida porque mostra a real posição do investidor.

É comum entre os investidores comprar títulos públicos (principalmente as NTNBs que são atreladas a inflação) visando a aposentadoria. Ele adquire títulos ao longo de sua vida, normalmente com data de vencimento próxima a que pretende se aposentar, com o objetivo de permanecer com eles até o vencimento. Nesse caso, ele receberá exatamente o valor aplicado corrigido pela inflação mais a rentabilidade estabelecida no momento da compra. Considerando que os títulos serão levados até o vencimento, não fará diferença a variação ocorrida durante o prazo dos investimentos. Portanto, em casos como esse, é interessante ele utilizar o modo de precificação conhecido como marcação na curva, na qual o valor aplicado é corrigido ao longo do tempo pela taxa de rentabilidade fixada no momento da compra do título.

Para ficar mais claro, vamos supor que investidor compre em março de 2010 uma NTNB Principal com vencimento em maio de 2035, com rentabilidade de IPCA mais taxa de 6,25% ao ano. A linha azul do gráfico abaixo representa os preços de mercado dos títulos diariamente e, como podemos ver, em alguns períodos temos grandes variações. Já a linha vermelha é o valor inicial corrigido pela taxa fixada mais a inflação do período, ou seja, marcado na curva. Nesse caso o investidor tem uma boa noção quanto de o seu patrimônio está crescendo até sua aposentadoria.

Portanto, apesar de ser considerado um dos investimentos mais seguros do mercado, o investimento em tesouro direto deve estar alinhado aos objetivos do investidor, especialmente para que não ser corra o risco de ter que se desfazer dos títulos em momento desfavorável.

O site do Tesouro Direto fornece uma página para efetuar simulações de rentabilidade com os títulos. É bem interessante para ir programando a sua aposentadoria!

.

Renda fixa, nem tão fixa assim por Tales França – 28.05.2014

A Par Mais Planejamento Financeiro tem um propósito claro: trabalhamos para auxiliar cada um de nossos clientes a construir sua tranquilidade financeira. Atuamos na área de planejamento financeiro pessoal, family office, gestão patrimonial, consultoria financeira para empresas e consultoria de investimentos.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

×