Sua conta
  • 02/09/2013

Imóveis são realmente os investimentos mais seguros?

Início / Investimentos / Imóveis são realmente os investimentos mais seguros?

investimentos mais seguros

Imóveis são realmente os investimentos mais seguros?

.

No Brasil o conceito de ter patrimônio significa ter um grande número de imóveis. Em qualquer roda de amigos ou mesa de bar nos deparamos com a seguinte frase: “Ele está muito bem, tem inúmeros imóveis na cidade”. Ou seja, patrimônio hoje está ligado a imóveis e não a dinheiro guardado.

E porque isso ocorre no Brasil? Isso é explicado pela cultura, os brasileiros não têm o hábito de poupar – o que é reflexo da nossa história econômica. Primeiro tivemos os anos de inflação que destruíam o nosso poder de compra e, depois disso, tivemos políticas econômicas, como a do Governo Collor, que penalizaram aqueles que tinham parte do seu patrimônio investido na caderneta de poupança. A partir daí ter segurança ou investimentos sempre esteve associado à aquisição de imóveis.

Mas quando começamos a pensar em números observamos que o risco de investir em imóveis é bem maior do que o de investir em alguns produtos do mercado financeiro, como os fundos de investimentos.

E por que as pessoas tem uma percepção diferente disso? Normalmente é pelo medo do desconhecido, pois, quando falamos em fundos de investimentos as pessoas costumam fazer uma associação com compra e venda de ações.

Mas afinal, o que são esses tais fundos de investimentos?

Fundos de investimentos são como um condomínio (prédio), onde você investe comprando uma cota (um apartamento). Ao formar o fundo são estabelecidas as regras (assim como o regulamento de um condomínio) e também um administrador (síndico).

Nos fundos, esse administrador é conhecido como gestor de recursos e é responsável pelo acompanhamento do fundo e por gerenciar os recursos aplicados por cada cotista. Além disso, é ele quem toma as decisões no que investir de acordo com as regras estabelecidas na abertura do fundo. Essa administração é feita de forma transparente.

Dessa forma o investidor (proprietário do apartamento) não precisa ficar acompanhando diariamente o mercado de ações ou os bancos no qual possui um CDB, o acompanhamento do risco de cada investimento é responsabilidade do gestor. Cabe, portanto, ao investidor escolher um fundo de acordo com seus objetivos: rendimentos, riscos e prazo. Dessa forma a gestão do seu investimento é profissional.

Agora porque muitas vezes os fundos de investimento são investimentos mais seguros que os imóveis?

O primeiro ponto é a falta de liquidez do imóvel, o que significa que ele não é fácil e rápido de vender. Além disso imóveis normalmente têm um valor considerável, portanto, caso você precise do dinheiro é preciso ter um comprador disposto a pagar o valor pedido pelo o imóvel, o que pode levar um bom tempo.

O segundo, é o risco do imóvel não se valorizar como o esperado. E o terceiro é o risco de vacância: não conseguir alugar e ter que arcar sozinho com os custos de condomínio, IPTU e todas as outras despesas de manutenção.

Já nos fundos de investimentos você tem a flexibilidade de escolher a liquidez do seu investimento que pode ser até diária e, consequentemente o nível de risco de retorno de acordo com seu perfil e objetivos.

Portanto, não precisamos temer os investimentos financeiros, mas sim buscar conhecimento com a finalidade de tomar a decisão correta sobre em que investir de acordo com as nossas necessidades e objetivos de curto e longo prazo.

.

Imóveis são realmente os investimentos mais seguros? por Flávia dos Anjos – 02.09.2013

A Par Mais Planejamento Financeiro tem um propósito claro: trabalhamos para auxiliar cada um de nossos clientes a construir sua tranquilidade financeira. Atuamos na área de planejamento financeiro pessoal, family office, gestão patrimonial, consultoria financeira para empresas e consultoria de investimentos.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

×