Giro Financeiro – DC: samba de uma nota só!

  • 12/02/2018

Muitos Fundos DI estão perdendo rentabilidade até para a poupança.

Os Fundos de Renda Fixa DI, os famosos Fundos DI, são fundos que aplicam no mínimo 80% da sua carteira nos títulos públicos federais, do tipo Tesouro Selic ou em títulos privados de baixo risco, como os CDBs dos grandes bancos. A rentabilidade desses títulos, por serem da categoria pós-fixado, segue o CDI (taxa que os bancos usam para fazer empréstimos entre si). Por sua vez, o CDI acompanha a taxa básica de juros do governo brasileiro, a SELIC. Por isso, não apresentam variações abruptas nos preços, ou seja, são considerados fundos de baixo risco, pois são extremamente previsíveis, não necessitando de uma gestão ativa. Na prática, como o mercado descreve, bastaria um “estagiário” para comprar e vender os ativos desses fundos de acordo com os aportes e resgates que esse fundo tenha. Como o pagamento da taxa para se administrar o fundo deve ser compatível ao trabalho da equipe de gestão, para essa classe de ativos espera-se pagar pouco.

Atualmente, milhões de pessoas investem nessa categoria de fundo. Todos os bancos, sem exceção, oferecem aos seus correntistas, que muitas vezes aplicam seus recursos sem saber quanto estão pagando de taxa de administração, que se forem altas comem toda a rentabilidade do produto.

Com a sequência de queda da Taxa Selic, que culminou em 6,75% nesta última reunião do Copom, ocorrida na quarta-feira da semana passada, alguns Fundos DI literalmente estão até perdendo até para a poupança.

Só para ilustrar, vamos descrever dois casos:

– Santander FIC FI Inteligente Renda Fixa Curto Prazo, cobra dos cotistas 5,5% de taxa de adm. ao ano. Como a taxa cobrada é altíssima, ele rendeu nos últimos 12 meses 3,61% (contra um CDI de 9,40%). Descontando a inflação média de 3% no mesmo período, sobra muito pouco. Se consideramos o imposto de renda que incide sobre a rentabilidade total (incluindo a inflação) de 15%, podemos concluir que os investidores deste fundo estão perdendo o poder de compra do dinheiro.

– Bradesco FIC de Fundos de Investimento Renda Fixa Referenciado DI Hiperfundo, sua taxa de administração de ao ano também é incrivelmente alta: 3,9%. Rendeu 5,27% nos últimos 12 meses. Descontando inflação e impostos sobra quase nada!

É importante destacar que quanto menor o depósito mínimo para acesso ao fundo, geralmente maiores são as taxas cobradas, punindo assim severamente o pequeno investidor.

Melhor seria deixar o dinheiro na poupança, que também não é lá essas coisas, mas esse é um assunto para outra conversa.

Confira nas lâminas dos produtos quanto você está pagando de taxas em seus fundos de investimentos.

Em plena segunda-feira de carnaval, vamos acabar com o famoso “samba de uma nota só”, que por enquanto, não toca nada para você.

Deixe seu comentário