Investimentos: fundos multimercado, renda fixa ou ações?

  • 11/08/2017

fundos de investimento multimercado fundos de investimento renda fixa fundos de investimento de ações

Os fundos de investimento são aplicações no mercado financeiro em que o dinheiro das pessoas é administrado por gestores profissionais. Cada investidor possui uma parcela de participação, representada por cotas, funcionando como se fosse um condomínio.

O atual cenário da economia brasileira vive um momento em que os juros estão em queda, afetando também a rentabilidade de grande parte dos investimentos. Assim, é importante conhecer as categorias dos fundos de investimentos considerando os objetivos financeiros, o perfil psicológico do investidor e o que deve ser levado em conta ao investir em cada tipo de fundo.

RENDA FIXA PÓS-FIXADO

Para investidores com perfil psicológico conservador

Os fundos de investimento de renda fixa estão entre as aplicações financeiras mais comuns no mercado. Uma das principais razões pela preferência por este tipo de investimento é pela segurança dos investidores quanto ao retorno do investimento.

Nos pós-fixados, a rentabilidade do investimento vinculado à taxa SELIC que, atualmente está em 9.25%. Por isso, são mais indicados para investidores com perfil psicológico conservador, que buscam um rendimento estável, contrários à tomada de riscos e que planejam o resgate da aplicação a curto prazo.

Além disso, também é recomendado estar atento às taxas de administração do fundo, pois elas influenciam diretamente na sua rentabilidade. Como os rendimentos nominais vêm caindo em decorrência da redução da SELIC, é cada vez maior o impacto destas taxas no desempenho do fundo.

MULTIMERCADO

Para investidores com todos os perfis psicológicos

Os fundos multimercado são uma forma de investimento um pouco mais sofisticada, pois permitem escolher diferentes tipos de ativos financeiros para compor uma carteira de investimentos. São os que possuem maior flexibilidade, já que o investidor dá liberdade ao gestor do fundo para segmentar percentuais em cada tipo de investimento.

Fundos de investimento multimercado são mais indicados para investidores que buscam ganhos consistentes a médio e longo prazos. O objetivo do investidor deve ser superar os percentuais do CDI, sendo crucial acompanhar suas variações e os motivos de tal desempenho.

Por combinar vários tipos de classes de ativos, os fundos investimento multimercado comportam todos os perfis psicológicos de investidores. Um investidor conservador, moderado ou até mesmo balanceado pode optar por uma carteira composta por fundos de multimercado junto com ativos de renda fixa.

Já um investidor com perfil arrojado ou agressivo pode correr mais riscos. Consequentemente, pode ter uma carteira com uma parcela maior de multimercados combinada com ativos de renda fixa, títulos públicos e renda variável.

Vale lembrar que existem diversos tipos de fundos multimercado. Alguns mais conservadores e com baixo risco e outros muito mais arrojados, que podem representar maiores riscos. Isso é um ponto relevante na hora da escolha mais apropriada do fundo por cada tipo de investidor.

FUNDOS DE AÇÕES

Para investidores com perfis psicológicos arrojados e agressivos

Os fundos de investimento em ações são uma maneira de investir em neste mercado de uma forma mais estratégica. Quando opta por investir em um fundo de ações, o investidor está assessorado por uma equipe de especialistas, que avalia e decide investir por ele em papéis específicos.

Antes de tomar a decisão pelo fundo de investimento de ações, é recomendado ao investidor conhecer o histórico do gestor do fundo. A meta é que a aplicação em fundos de ações supere os rendimentos do Índice da Bolsa de Valores (Ibovespa).

Os fundos de investimentos por ações são mais indicados para investidores com perfis arrojados e agressivos,  que podem assumir riscos diante da volatilidade dos preços. Consequentemente, estão sujeitos tanto a rendimentos positivos quanto negativos.

Conclusão

Acabou a fase de rentabilidades altas em qualquer tipo de investimento. Com a queda dos juros, quem quiser buscar maior rentabilidade para o seu dinheiro está forçado a repensar sua carteira de investimentos. Mais do que nunca, o investidor deve ter seus objetivos em mente e estar atento às particularidades de cada tipo de fundo de investimento para ter o retorno desejado.

Fundos de investimento renda fixa pós-fixados devem compor a maior parte da carteira de investimentos de um investidor conservador. Mas é preciso considerar as taxas de administração do fundo, que têm cada vez mais impacto no seu rendimento.

Já os fundos de investimento multimercado abraçam todos os perfis de investidores. Do conservador ao balanceado, a carteira de investimentos deve conter pequenos ou médios percentuais de multimercado. Já perfis arrojados e agressivos admitem percentuais mais elevados de multimercado na carteira de investimentos.

Por fim, os fundos de investimento de ações são para investidores arrojados e agressivos, que podem alocar percentuais mais altos neste tipo de fundo na carteira de investimentos. E é recomendado conhecer o histórico profissional do gestor, pois é ele quem vai delimitar as estratégias de investimento para o investidor.

Links relacionados

Deixe seu comentário