Dicas para economizar

  • 20/08/2013
Dicas para economizar

Dicas para economizar

Guardar dinheiro todos os meses é uma tarefa quase impossível para muitas pessoas. Por isso, nós da Par Mais preparamos para você 10 dicas para economizar sem ter de arcar com grandes sacrifícios. São pequenas dicas que, futuramente, podem gerar uma grande poupança!

1. Registre seus gastos

Para controlar suas finanças, você precisa saber exatamente o quanto gasta. Por isso, antes de qualquer coisa, crie o hábito de anotar todas as suas despesas (tudo mesmo, até o cafezinho da esquina). Boa parte do nosso dinheiro “some” com os pequenos gastos do dia-a-dia, que poderiam ser evitados com um pouco de planejamento financeiro.


Apenas o fato de você anotar tudo o que você compra já diminui significativamente os seus gastos, porque você pensa nas suas compras antes. Além disso, no final do mês você vai poder olhar tudo o que gastou e vai descobrir como, quando e onde gastou. Procure guardar todas as notas fiscais e, caso utilize cheque, preencha corretamente os canhotos dos cheques emitidos.

2. Tenha uma planilha para o controle mensal

Agora que você já sabe tudo o que gasta, a segunda das nossas dicas para economizar é organizar suas despesas em uma planilha de controle mensal. Faça seu orçamento, elencando tudo o que ganha e tudo o que gasta. Lembre-se de deixar um valor previsto para as famosas “despesas inesperadas”.

botão_clique_artigo_28

Confira também o nosso artigo “Controle financeiro pessoal: 5 dicas para montar o seu!


3. Não se esqueça dos gastos anuais

Existem alguns gastos que você só vai ter uma vez por ano, mas eles não devem ser esquecidos. O IPVA e o IPTU são dois exemplos clássicos. Por isso, o ideal é primeiramente listar todas as despesas anuais e, em segundo lugar, projetá-las em sua planilha de rendas e despesas. Esquecer de calcular estes gastos pode, muitas vezes, levá-lo a gastar toda a sua economia ou até mais.

4. Corte os desperdícios

Outra das dicas para economizar é cortar os desperdícios. Existe uma grande diferença entre o supérfluo e o desperdício. O que você precisa cortar são os desperdícios. Supérfluo é aquilo que pode não ser necessário, mas lhe dá prazer e faz a sua qualidade de vida melhorar. Desperdícios são aqueles gastos desnecessários que impactam seu orçamento sem lhe trazer nenhum benefício, como por exemplo juros por atrasos em pagamentos, uma torneira pingando, multas de trânsito ou mesmo uma roupa que você comprou e nunca usou (e nem vai usar).

5. Compare preços na internet

Antes de comprar algum item de valor expressivo, faça uma pesquisa de preços na internet. Hoje em dia existem muitos sites com essa função. Muitas vezes é possível encontrar o mesmo produto na internet por um valor bem menor ao da loja física. Na web há várias opções de pagamento e ótimas ofertas. Além disso, você pode acompanhar inclusive a mudança de preço de acordo com o tempo.

6. Evite usar o cartão de crédito

Se possível, compre à vista. Use o crédito somente para emergências e eventuais compras pela internet. E, ainda, faça a compra no menor número de parcelas possível. Isso evita o famoso efeito “bola de neve”, onde são acumuladas várias parcelas de compras antigas, somando um altíssimo valor na fatura.

É muito comum encontrarmos pessoas com descontrole nos parcelamentos. Se esse é seu caso, dê preferência à função “débito” do cartão e olhe o extrato de conta pelo celular todos os dias. Outra dica é sacar um valor semanal, utilizando o dinheiro físico para fazer as compras, anotando-as em caderno ou aplicativo do celular, pois desta forma, você “sente” o dinheiro indo embora e controla melhor os gastos.

7. Faça uma lista do que precisa comprar

No supermercado, sempre tenham em mãos uma lista e compre somente o que estiver relacionado nela. Esta é uma valiosa dica para economizar. Além disso veja quais os melhores dias para compra, como dias de promoção de carnes, verduras etc.  Compre apenas o necessário; não adquira mais produtos só pelo fato de estar mais barato.

8. Controle suas despesas eventuais

Faça um controle das despesas eventuais, ou seja, aquelas que não ocorrem no dia-a-dia e que impactam o orçamento. São alguns exemplos: grandes presentes, reformas, troca de veículos, grandes viagens, entre outras. Projete em sua planilha de controle estas despesas, pois assim você fica a par do quanto pode gastar com estes itens no ano.

Vai viajar? Planeje com antecedência para aproveitar ofertas de passagem aérea e hotel.

9.Viva de acordo com o seu padrão de vida

De nada adianta ganhar R$ 10.000 por mês e viver endividado gastando o dobro. Como já falamos no artigo “Padrão de vida: ganhar mais ou gastar menos” (clique aqui se você não leu), quanto maior a renda e menor o consumo, maior a capacidade de poupança da família, sobrando recursos para investimentos, conquista de objetivos e independência financeira. A ordem é essa: primeiro poupe, depois compre.

10.Defina metas

A última das nossas dicas para economizar é definir metas. Depois de alguns meses fazendo o controle financeiro, você vai ter uma média de gastos com cada item, a partir daí é possível começar a impor metas para economizar. Se você percebeu que tem tido muitas despesas com roupas, por exemplo, tenha como meta reduzir este valor em X% para os próximos meses. Além disso, procure poupar pelo menos 20% do seu salário.

Com essas 10 dicas simples você já vai sentir um grande impacto em sua saúde financeira!

Dicas para economizar

Par Mais – 01.07.2016

A Par Mais Empoderamento Financeiro tem um propósito claro: fazer com que as pessoas mudem sua relação com o dinheiro para alcançar a liberdade e serem mais felizes. Os especialistas da Par Mais desenvolveram um método que visa tornar qualquer pessoa capacitada a ter o controle das suas finanças. Conheça os nossos serviços. Clique aqui.

Deixe um comentário