Como viajar com o dólar em alta?

  • 26/10/2015
Página inicial - Vida financeira - Como viajar com o dólar em alta?

Par Mais Blog - Como viajar com o dolar em alta

Com o dólar em alta, ainda vale a pena viajar para o exterior?

 

Os brasileiros que planejaram viajar ao exterior estão impressionados com a valorização do dólar e começam a repensar seus destinos. Tudo isso porque nos tornamos 40% mais pobres em relação à moeda de nossos vizinhos norte-americanos.

“Vai quebrar a cara quem apostar na alta do dólar” ¹ disse o Ministro da Fazenda em entrevista à Folha de São Paulo em 2014. Neste estágio, o dólar se encontrava em torno de R$2,40 e, agora, em 2015 atingiu os R$ 4,00.  Então, o que fazer se você quer muito viajar para o exterior? Quais são as melhores maneiras de viajar com o dólar tão alto?

Primeiramente planejar com antecedência sua viagem sempre sai mais barato. Com antecedência é muito comum se conseguir bons descontos. Além disso, dessa forma você também saberá com clareza quanto gastará com passagem, hospedagem, aluguel de carro, etc.

O segundo passo é fazer um orçamento para todas as despesas. Você não precisa saber exatamente com que vai gastar, mas coloque um limite de valor a ser gasto por dia com restaurantes, lazer, ingressos e outras despesas corriqueiras. Faça também um orçamento para as compras, incluindo roupas, eletrônicos, acessórios e presentes.

Para viajar internacionalmente, você precisa comprar dólar ou euro. Quais seriam as opções:

  1. Em espécie: aconselhado comprar pouca quantidade mensalmente, assim diminui o risco no tempo;
  2. Remessas: pessoas que possuem contas em bancos estrangeiros ou conheçam residentes no país de origem;
  3. Cartão Pré-Pago (Travel Money): mesmo pagando IOF (6,38%), o cartão pré-pago é uma ótima escolha pois é um meio seguro, além de possibilitar envio de remessas em casos de emergências;
  4. Cartão de Crédito: uma alternativa, porém não a melhor. Mesmo acumulando milhas aéreas, você fica refém da cotação do dia do fechamento da fatura.
  5. Cartão de Débito: cotação oficial do dólar para o dia da compra mais as taxas.

Quando as viagens são frequentes, é muito recomendável ter uma programação de compra frequente de dólares. Dessa forma você fará um ‘preço médio’ e nunca levará sustos se o dólar subir justamente na hora de você embarcar.

Uma dica importante: Levar moeda hoje é a opção mais barata (pois não tem IOF) e também é a melhor forma de controlar o orçamento. Por outro lado, é mais perigoso ficar andando com dinheiro. Caso você opte por usar cartões, crie o hábito de registrar e somar todos os dias suas despesas, assim não haverá surpresas na volta pra casa!

Também é importante contratar um Seguro Viagem Internacional, embora você nunca queira usá-lo. Em alguns países são obrigatórios o turista ter seguro, como os 27 países europeus que aderiram o Tratado de Schengen, a Austrália, entre outros …

Muitos que viajam se perguntam se devem ou não fazer seguro internacional. A resposta é claro que sim! Em Orlando pode se gastar U$ 50,00 por raio-X e mais de U$ 250 uma consulta médica ².  Então essa é uma economia que pode sair muito caro!

O importante nisso tudo é planejamento. Essa é a estratégia para driblar a alta do dólar gastando o mínimo e curtindo ao máximo sua viagem em real, mas que é paga em dólar.

 

Como viajar com o dólar em alta? por Guilherme Vasconcelos – 26.10.2015

A Par Mais Planejamento Financeiro tem um propósito claro: trabalhamos para auxiliar cada um de nossos clientes a construir sua tranquilidade financeira. Atuamos na área de planejamento financeiro pessoal, family office, gestão patrimonial, consultoria financeira para empresas e consultoria de investimentos.

Par Mais - Anuncio - Planilha Controle Financeiro

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações