Como fazer um planejamento financeiro em 4 passos

  • 24/05/2016
Página inicial - uso consciente - Como fazer um planejamento financeiro em 4 passos
como fazer um planejamento financeiro

Quando falamos em planejamento financeiro, muitas pessoas pensam em conceitos e cálculos complexos, impossíveis de serem entendidos para quem tem uma certa aversão a finanças – infelizmente, essa é a realidade de muitos brasileiros. Mas será que há a possibilidade de aprender como fazer um planejamento financeiro?

Apesar de existir a parte técnica por trás de alguns pontos, é mais importante que seja evidenciado o conceito e passos práticos para que um bom planejamento financeiro possa ser realizado. Este é o foco desse artigo: apresentar passos básicos e práticos para o desenvolvimento de um plano financeiro.

O que é planejamento financeiro?

Sempre que se fala em planejamento estamos falando de “desenhar” um caminho para atingir determinados objetivos. No planejamento financeiro não é diferente: é definido um norte a ser seguido na vida financeira para que objetivos de curto, médio e longo prazo possam ser alcançados.

Apesar de elaborar o plano financeiro não ser uma tarefa fácil, o grande desafio é mantê-lo em execução ao longo dos anos, mesmo com as dificuldades, imprevistos e incertezas que a vida oferece.

Elencamos três elementos básicos que norteiam um bom planejamento financeiro. Porém, vale ressaltar que este é um artigo introdutório ao tema e que existem outros pontos que não serão mencionados em detalhes, mas que também devem ser levados em conta.

O primeiro elemento é o diagnóstico financeiro, que implica na coleta de dados de despesas e rendas para que seja identificada a real situação financeira do cliente. O segundo elemento é a gestão financeira e de investimentos, que utiliza os dados levantados no diagnóstico para apontar as melhores práticas financeiras a serem adotadas. Por fim, o terceiro item é a gestão de risco, responsável por elencar as proteções necessárias para cada cliente e eliminar ou reduzir os impactos de variados tipos de riscos.

O planejamento financeiro surgiu com profissionais da área de seguros, os quais perceberam a necessidade de criar estratégias para auxiliar as pessoas a gerenciarem seu dinheiro e seu patrimônio, definindo metas e objetivos claros para cada caso.

Assim, nasceu o Planejador Financeiro Certificado – CFP®: um especialista que domina seis áreas estratégicas nas finanças de pessoas e empresas. As áreas são: diagnóstico financeiro, gestão financeira, questões tributárias, aspectos sucessórios, gestão de riscos e investimentos.

A Par Mais evoluiu a implementação do conceito de planejamento financeiro na prática, passando a empoderar as pessoas financeiramente: ou seja, além de elaborar o planejamento financeiro para nossos clientes – tanto para pessoas físicas quanto para empresas – fornecemos as ferramentas e as informações necessárias para que as pessoas possam tomar suas próprias decisões financeiras.

Como fazer um planejamento financeiro?

Um bom planejamento financeiro é a peça fundamental para um vida financeira tranquila hoje e também no futuro. Por isso, abaixo serão apresentados 4 passos básicos sobre como fazer um planejamento financeiro.

#1 – Entenda sua situação atual: realize seu orçamento

Para entender sua situação atual é preciso realizar um orçamento, elencando todas suas rendas e despesas. Nele inclua todas as fontes de receitas (lembre-se de descontar os impostos e outras deduções), as despesas e também o quanto deseja poupar.

Na hora de realizar seu orçamento é muito importante considerar que você deve “pagar-se primeiro”. Isso significa que, antes de verificar a viabilidade de realizar determinados desejos de compras, é preciso separar determinado valor para ser destinado as conquistas de objetivos futuros.

#2 – Coloque seus objetivos no papel

Definir seus objetivos é muito importante para fazer seu planejamento financeiro. A definição de objetivos e de prazos para atingi-los é tão importante que toda a alocação de recursos em uma carteira de investimentos é feita com base nos objetivos.

Por exemplo, se “viver de renda” é um objetivo para ser atingido em apenas poucos anos em uma família que não precisa mais acumular patrimônio, então a carteira de investimentos deve prever essa geração de renda e provavelmente focar em investimentos mais conservadores. Se o objetivo principal for acumular patrimônio, então é possível que uma carteira de investimentos com ativos mais arriscados e com um foco maior no longo prazo seja mais adequada.

São exemplos de objetivos: uma viagem de férias ao exterior; enviar um filho para estudar fora do Brasil; tirar um “ano sabático para estudos e aperfeiçoamento profissional”; realizar uma transição de carreira (como por exemplo, deixar uma carreira de atleta para tornar-se empresário); ser independente financeiramente (ou seja, viver apenas com a renda gerada pelo próprio patrimônio acumulado), entre outros.

#3 – Defina metas de quanto é preciso guardar todo o mês

Com base no orçamento já elaborado e nos objetivos que devem ser alcançados, é o momento de definir o quanto deverá ser poupado todo o mês.

No momento de realizar o orçamento já verificado o quanto é possível guardar mensalmente, com base no levantamento das rendas e despesas. Porém, as vezes alguns ajustes no orçamento são necessários para que os objetivos desejados possam ser alcançados.

Como fazer um planejamento financeiro

#4 – Revise o planejamento financeiro ao longo dos anos

O planejamento financeiro é um processo contínuo e de longo prazo, por isso, ao longo dos anos é preciso constantemente revisar seu orçamento, seus objetivos e sua capacidade de poupar.

É importante que exista disciplina para cumprir o planejamento na prática. Porém, é também necessário que haja flexibilidade para realizar ajustes conforme surgem novas ambições e desejos.

Conclusão

Este artigo mostrou 4 passos básicos sobre como fazer um planejamento financeiro. Ao realizar qualquer planejamento, desperdícios são evitados, tanto financeiros quanto de tempo. É importante que você invista tempo no seu planejamento financeiro, pois ele é a parte mais importante de todo o processo.

Além dos tópicos mencionados, existem outros pontos que devem ser levados em conta em um planejamento financeiro, como onde investir os recursos poupados ao longo dos anos, se existe ou não a necessidade de contratação de seguros, aspectos sobre questões sucessórias e tributárias, entre outros.

Para ajudá-lo na elaboração do seu planejamento financeiro e no levantamento de todos os aspectos necessários para ter uma vida financeira tranquila conte com o auxílio dos especialistas da Par Mais.

Como fazer um planejamento financeiro

Par Mais – 24.05.2016

Onde você está, aonde quer chegar?
Nossa função é tornar sua jornada mais rápida e mais rentável. Escolhemos com você os investimentos que precisa, alinhados às suas necessidades. Clique aqui.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações