Como fazer um controle financeiro pessoal

  • 11/07/2016
Página inicial - uso consciente - Como fazer um controle financeiro pessoal
Como Fazer um Controle Financeiro Pessoal

Fazer um controle financeiro pessoal não costuma estar na lista de prioridade das pessoas. Ainda mais nos dias de hoje, em que só ouvimos falar de crise, inflação, juros, etc. O hábito de ter o controle financeiro pessoal em dia acaba se tornando essencial para não termos surpresas no final do mês. Vamos lhe mostrar os detalhes de como fazer um controle financeiro pessoal.

A Par Mais preparou um material para ajudar você a se empoderar financeiramente aproveitando os prazeres da vida e planejando seu futuro.

Diagnóstico financeiro pessoal

Diagnóstico financeiro pessoal é o nome que a Par Mais dá ao processo de levantamento das rendas e despesas familiares. É o primeiro passo antes de começar o desenvolvimento de um bom controle financeiro pessoal.

O que são rendas?

As rendas representam os valores que são recebidos. Porém, costumamos utilizar o conceito de renda líquida, que significa o valor que efetivamente entra na conta. No caso de funcionários de empresa privada, por exemplo, a renda líquida é o salário com os descontos de INSS, imposto de renda e outros.

Para os empresários, a renda líquida é o valor pró-labore ou a distribuição de lucros, também após os devidos descontos. Outros exemplos de rendas são receitas de aluguéis, pensão alimentícia, renda de aposentadoria, entre outros.

O que são despesas?

As despesas, ao contrário da renda, são as saídas de recursos utilizados para manter o padrão de vida. A Par Mais classifica as despesas em 2 grandes grupos: rotineiras e eventuais.

As despesas rotineiras são aquelas do dia a dia, como alimentação, mensalidade escolar, conta de luz, telefone, academia, entre outros.

Já as despesas eventuais são bem específicas e impactam muito no bolso da família. Em geral ocorrem uma vez ou poucas vezes ao ano, como viagens, troca de carro, reformas. Apesar de serem relevantes, normalmente são esquecidas pelas pessoas na hora de estimar o orçamento anual.

Como fazer um controle financeiro pessoal?

Aprender como fazer um controle financeiro pessoal e colocar isso em prática exige uma certa disciplina, mas gera um resultado extraordinário!
É necessário separar extratos bancários, canhotos de cheques, faturas de cartões de crédito e comprovantes de gastos em dinheiro.

Se você não realizar esse acompanhamento, não conseguirá enxergar para onde vai seu dinheiro e tampouco identificar gastos desnecessários. Saber o quanto se gasta é dolorido para muitas pessoas mas, apesar disso, essa é a primeira etapa para uma vida financeira saudável. Saber o quanto entra e o quanto sai no mês pode trazer resultados incríveis já no curto prazo.

Controle financeiro pessoal na prática: “Planilha de rendas e despesas”

É importante fazer um acompanhamento mensal. Para isso utilize nossa planilha de rendas e despesas, demostrando assim, com maior clareza, a realidade financeira da família. Este é um dos passos mais importantes no aprendizado de como fazer um controle financeiro pessoal.planilha rendas e despesas
Lance os extratos de conta corrente, cartões de crédito e gastos em dinheiro mensalmente. A coluna “média/mês” permite a comparação com o que foi orçado na coluna “orçamento meta”, fazendo uma comparação do orçamento realizado no início do ano com as receitas e despesas que de fato ocorreram ao longo do período – que é o que chamamos de “média/mês”.

Controle financeiro pessoal

Preste atenção no “orçamento” e verifique se não ficou nada pendente. Não podemos esquecer das despesas eventuais, pois elas também entram na previsão.

Assim como as despesas eventuais, não podemos esquecer das despesas que não aparecem nos extratos para lançamento, mas na prática existem (exemplo: seguro do carro pago em meses anteriores ou uma lanchonete paga em dinheiro). Faça um olhar crítico em cada categoria da nossa “Planilha de Rendas e Despesas” e estime os gastos que fazem parte da sua realidade.

Esse procedimento deve ser repetido mensalmente com todos os extratos, gastos em dinheiro, canhotos e faturas que venceram ou foram pagas no mês anterior.

Análise do Orçamento

Um controle financeiro pessoal permite que você estime a renda e despesas da família. Na prática, esse procedimento estima quanto você ganha (renda liquida) e quanto gasta (luz, telefone, lazer…)

Essa ferramenta de empoderamento financeiro permite a análise real do seu orçamento, podendo comparar mês a mês se o orçado fecha com o realizado e está de acordo com seus planos e objetivos futuros.

Para melhor analisar seus gastos, é interessante se perguntar se você gastou mais do que ganhou. O ideal é verificar  quais foram as despesas que mais impactaram no seu orçamento. Uma boa sugestão é sempre olhar a aba de gráficos da planilha.

Identifique se há alguma categoria da planilha que mereça mais atenção, e que hoje prejudique o seu orçamento. Verifique qual o grau de dificuldade para reduzir essas despesas. Analise se há a possibilidade de aumentar a renda, caso não queira diminuir o padrão de vida, sem reduzir alguma despesa.

Conclusão: tenha o seu controle financeiro pessoal em dia

Realizar o controle financeiro pessoal e analisar os resultados é um passo muito importante, pois permite verificar se é necessário realizar algum ajuste no orçamento. Porém, o mais importante  é você ter capacidade de poupança e de investimento. Gaste sempre menos do que você ganha. Assim poderá desfrutar  dos prazeres da vida sem se preocupar com a fatura do cartão no final do mês, por exemplo. Dessa forma seus objetivos futuros serão alcançados como planejado.

Conheça os serviços da Par Mais e descubra como podemos ajudá-lo a controlar suas finanças pessoais de maneira planejada, sem que seu padrão de vida seja drasticamente alterado.

.

Par Mais – 12.07.2016

A Par Mais Empoderamento Financeiro tem um propósito claro: fazer com que as pessoas mudem sua relação com o dinheiro para alcançar a liberdade e serem mais felizes. Os especialistas da Par Mais desenvolveram um método que visa tornar qualquer pessoa capacitada a ter o controle das suas finanças.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 4

       
  1. Grata pelo post, ótima sua explicação estou gerindo uma empresa até o momento com cerca de 6 meses de negócio estou empatando os gastos com o faturamento tenho certeza que é falta de um melhor administramento das finanças,obrigada pela planilha.

    1. Ana Lúcia, bom dia!
      A nossa remuneração depende do volume de horas que serão necessárias para atender cada cliente, por isso é impossível passarmos valores. O ideal é você conversar com um dos nossos consultores que eles, junto com você, avaliarão. Esse bate papo é gratuito e sem compromisso algum.
      É só agendar neste link http://www.parmais.com.br/agendamento.html
      Até mais!

Últimas publicações