Sua conta
  • 19/08/2014

A Copa acabou, mas as liquidações no comércio ficaram

Início / Blog / A Copa acabou, mas as liquidações no comércio ficaram

liquidações

A Copa acabou, mas as liquidações no comércio ficaram

.

Copa do Mundo passou e as vendas no comércio não foram tão empolgantes quanto se esperava, mesmo com a entrada de tantos turistas brasileiros e estrangeiros no país. O que se observa, nesse momento pós-Copa, são estabelecimentos de todo o Brasil com os estoques ainda cheios, dando início a mais uma temporada de promoções e liquidações.

Segundo levantamento feito pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), com os fechamentos e encurtamento dos horários de funcionamento do comércio, as vendas no estado caíram 12,55% na primeira quinzena de julho em relação a junho e 6,05% ante o mesmo mês no ano passado. E a capital paulista foi uma das cidades-sede do Mundial a receber mais turistas durante os jogos. Cerca de 500 mil, de acordo com a Associação Brasileira de Viagens (ABAV).

“Além da frustração do comércio com as vendas durante o evento esportivo, estamos passando por um momento econômico ruim no Brasil, de baixo crescimento do PIB e alta da inflação. Isso reduz a demanda por produtos e serviços, aumenta o estoque das fábricas e lojas e obriga o comércio a liquidar”, diz o especialista em Gestão Financeira, Investimentos e Mercado de Capitais pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Jailon Giacomelli.

Com a queda do número de vendas, diversos produtos estão em promoção, com descontos de até 60%. Para aproveitar corretamente essa situação, sem cair em ciladas ou em dívidas, a palavra de ordem é pesquisar. “Mas, se não houver necessidade de compra, não compre, economize”, lembra o economista Marcos Marins, especialista em Finanças pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais, IBMEC-RJ. Aproveite esse momento para fazer as compras necessárias, que já planejava realizar, e não aja por impulso.

“Não é porque está em liquidação que você deve comprar dois aparelhos de TV se só precisa de um, por exemplo. As liquidações acontecem todos os anos, muitas vezes em mais de um período no ano. Encare a liquidação como uma oportunidade de ter acesso a bens de consumo que você precisaria esperar algum tempo para poder adquirir”, reforça Giacomelli.

E para que essa compra não traga problemas no futuro, ele ainda deixa o alerta: se estiver endividado, nem pense em comprar mais só porque está barato. “Se houver uma boa reserva financeira e você possuir renda suficiente para repor o valor da compra nos próximos meses, esse é o momento de aproveitar as ofertas e, até mesmo, de antecipar a compra de presentes para as datas especiais que estão por vir”, afirma. Mas, lembre-se: faça a listinha do quanto poderá gastar com cada presente antes de sair de casa. Nada de improvisar e depois se deparar com um buraco no orçamento.

.

A Copa acabou, mas as liquidações no comércio ficaram por Jailon Giacomelli – 19.08.2014

A Par Mais Planejamento Financeiro tem um propósito claro: trabalhamos para auxiliar cada um de nossos clientes a construir sua tranquilidade financeira. Atuamos na área de planejamento financeiro pessoal, family office, gestão patrimonial, consultoria financeira para empresas e consultoria de investimentos.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

×