5 lições financeiras de 25 anos de casamento

  • 09/01/2014
Página inicial - uso consciente - 5 lições financeiras de 25 anos de casamento

lições financeiras

5 lições financeiras de 25 anos de casamento

.

Neste Natal eu e Renan completamos incríveis 25 anos de casamento (e felizes!!).

Encurtando (muito) a história, tudo começou quando eu tinha 17 anos e o Renan 28, namoramos por 7 meses,
casamos e nos mudamos para a Itália, onde ele jogava. Cinco anos depois do casamento voltamos para o Brasil e nasceu em São Paulo o Gianluca. Mais 5 anos se passaram, mudamos para o Rio e chegou o Enzo. Saímos do Rio e viemos para Florianópolis, voltamos para a Itália e retornamos para Floripa de novo.

Nesses 25 anos muita coisa aconteceu (é muito tempo!) e olhando para trás podemos ver muitas lições que fomos aprendendo na prática, algumas vezes com acertos e muitas com erros – vamos então, focar nas lições financeiras e, primeiro nos erros.

1 – Nunca compre imóveis sem conferir sua viabilidade para construir, se está totalmente desimpedido e se os vendedores não têm dívidas

Em 1989 compramos um terreno de frente para o mar numa linda praia de Florianópolis, conferimos tudo, exceto a viabilidade para construir junto a prefeitura. Limpamos, cuidamos dele e pagamos IPTU por muitos anos, até que em um belo dia decidimos construir uma casa de praia para vender. Para a nossa surpresa, o nosso terreno ficava em uma área designada como área de preservação permanente.

Apesar de estar inserido entre duas casas legalizadas e várias outras construções na mesma rua, é uma APP e fim de papo! Como, de fato suas características são de área edificável, estamos há anos brigando na justiça por esse direito (já vencemos em primeiro grau). Mas isso gastando muito com advogados e se incomodando um monte.

2 – Só faça operações que envolvam câmbio se tiver motivos, caso contrário delegue para profissionais especializados.

Quando estávamos morando na Itália uma gerente de banco nos propôs investir em Libra Esterlina porque as taxas de juros pagas eram melhores que a Lira Italiana (ainda não existia o Euro), o resultado você já pode imaginar, já que está na lista dos nossos erros financeiros.

Com isso aprendemos que especulação com câmbio era só para profissionais especializados no assunto e que, para nós só em caso de viagem ou proteção.

3 – Não contar com o dinheiro que ainda não entrou

Esse é um erro muito comum e grave também, talvez nossa maior lição financeira.

Uma vez pensamos em comprar um terreno para construir nossa casa, o dinheiro da entrada nós já tínhamos, mas precisaríamos vender nosso apartamento para conseguir pagar o resto.

Então, pensando que o apartamento seria vendido em pouco tempo acabamos comprando o terreno que queríamos. O problema é que esquecemos de um dos principais riscos dos imóveis, liquidez. Ainda bem que tínhamos nossa reserva para emergências, senão teríamos que recorrer à empréstimos.

Depois disso, só assumimos compromissos com o dinheiro que já está na conta.

4 – Planejar e calcular os riscos antes de fazer

Há algum tempo eu e Renan tivemos uma construtora, não que esse tipo de negócio seja ruim, mas nós entramos em um ramo que não conhecíamos muito bem e não nos identificamos com ele.

Não planejamos nem calculamos os riscos e responsabilidades que esse tipo de empresa trazia antes de começá-lo (como uma garantia de cinco anos), por isso esse foi um dos nossos erros financeiros.

5 – Fundos alavancados são perigosos

Quando começamos a investir em fundos alavancados não tínhamos noção dos riscos que estávamos correndo e, com a crise de 2008 acabamos perdendo dinheiro. Por sorte e conservadorismo, investimos pouco, mas muitos de nossos amigos tiveram prejuízos terríveis e se desesperaram! Foi um período muito tenso para o mundo e para os investidores. Essa época gerou grandes lições financeiras para muita gente.

Esse erro foi crucial para mim, porque foi por ele que eu resolvi aprender sobre os produtos financeiros e percebi como as outras pessoas também precisavam de auxílio para cuidar do seu dinheiro. Então me especializei em investimentos, estudei sobre finanças pessoais, passei na prova do Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais financeiros, me tornei uma CFP® e fiz da consultoria financeira pessoal minha profissão, pela qual sou apaixonada.

Essas trapalhadas nos ensinaram boas lições financeiras e principalmente que não existe almoço grátis!!!

.

5 lições financeiras de 25 anos de casamento por Annalisa Dal Zotto – 09.01.2014

A Par Mais Planejamento Financeiro tem um propósito claro: trabalhamos para auxiliar cada um de nossos clientes a construir sua tranquilidade financeira. Atuamos na área de planejamento financeiro pessoal, family office, gestão patrimonial, consultoria financeira para empresas e consultoria de investimentos.

Deixe seu comentário

Comentário(s): 0

Últimas publicações